Início Site Página 1034

Familiares e amigos prestam homenagens ao prefeito Alexandre Arraes pela passagem do seu aniversário

alt

alt

O café da manhã foi organizado pela primeira-dama Roberta Arraes.

Por Martinho Filho

Na manhã desta sexta-feira, 11, o prefeito Alexandre Arraes recebeu em sua residência familiares e um grande número de amigos que estiveram lá para abraça-lo e prestar homenagens pela passagem do seu aniversário. O café da manhã foi organizado pela primeira-dama Roberta Arraes e o momento serviu para demonstrar o carinho dos familiares a amigos por Alexandre Arraes.

alt

Hoje é aniversário do meu melhor amigo, meu Pai, quero desejar tudo de bom para você, muita saúde, sabedoria e muitos anos de vida. Só tenho a agradecer ao senhor, pela família linda e unida que nos concedeu. Muito obrigado por tudo, TE AMO”, disse Alexandre Arraes Filho. (foto: Fabiano Alencar)

Quem também completou idade nova nesta sexta-feira foi a professora Maria Ramos, Diretora-Presidente da AEDA – Autarquia Educacional do Araripe.

alt

Principal defensora de Dilma em Pernambuco, Luciana Santos é investigada no STF por crimes contra a lei de licitações

alt

alt

“Os delitos remontam aos anos de 2004 e 2005, época em que a parlamentar, então Prefeita de Olinda/PE, teria empregado de forma indevida os recursos repassados àquele Município pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação – FNDE”, disse a relatora Rosa Weber.

Por Jamildo Melo / Jornal do Commercio

Sem alarde, tramita desde 2013 um inquérito criminal que investiga supostos crimes de dispensa indevida de licitação, da época que Luciana Santos era prefeita de Olinda.

O processo é relatado pela ministra Rosa Weber, que ficou conhecida no “mensalão” como rigorosa com crimes. Na época, foi assessorada em seu gabinete pelo hoje famoso juiz Sérgio Moro, da Lava Jato.

Atualmente a ministra é assessorada pelo juiz federal Mateus de Freitas Cavalcanti Costa, que esta cuidando da tramitação deste inquérito criminal. O juiz Mateus fixou em 60 dias o prazo para a Polícia Federal terminar as investigações contra Luciana, ou seja, até o final deste ano.

Após a conclusão das investigações pela Polícia Federal, caberá a Rodrigo Janot, procurador geral da República, decidir se apresenta ou não uma ação penal contra a parlamentar pernambucana.

Caso uma das turmas do STF aceite a ação penal, Luciana Santos vira ré no STF.

Luciana Santos já respondeu a outros inquéritos no STF, mas todos acabaram rapidamente arquivados. Este, no entanto, irá completar três anos de tramitação em fevereiro de 2016.

A deputada federal Luciana Santos, presidente nacional do PCdoB, está tendo destaque nas mobilizações em defesa da presidente Dilma (PT) em Pernambuco, ofuscando os petistas do Estado em face da inação da legenda.

Na Câmara Federal, o PCdoB também tem sido muito mais aguerrido na defesa de Dilma que o próprio PT.

Luciana Santos tem planos de se candidatar a Prefeitura de Olinda em 2016, sendo fundamental contar com o apoio federal em uma campanha difícil, em que irá enfrentar o PSB, na pessoa do advogado Antônio Campos, um dos herdeiros políticos de Miguel Arraes e Eduardo Campos.

alt

Intimado, Lula diz que MPs suspeitas não foram editadas no governo dele e sim no de Mamãe Dilma

alt

alt

Ex-presidente, que está no exterior, deverá depor em inquérito da Polícia Federal sobre venda de Medidas Provisórias.

Agência O Globo

BRASÍLIA – A Polícia Federal intimou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a prestar depoimento em um dos inquéritos abertos na Operação Zelotes para investigar venda de trechos de medidas provisórias para algumas montadoras, entre elas a Caoa, representante da Hyundai, e a MMC Automotores, fábrica da Mitsubishi no Brasil. O depoimento está previsto para o próximo dia 17, em Brasília.

O ex-presidente está na Espanha, mas nota divulgada pelo Instituto Lula diz que, “mesmo sem ter sido notificado oficialmente para depor”, ele estará à disposição das autoridades. “O ex-presidente Lula não tem qualquer relação com os fatos investigados. A Medida Provisória em questão foi editada e aprovada pelo Congresso em 2013, quando ele não era mais presidente da República”, afirma a nota.

A PF e o Ministério Público Federal também investigam as relações entre Luis Claudio Lula da Silva, um dos filhos de Lula, e a Marcondes & Mautoni, empresa de lobby acusada de comprar trechos de medidas provisórias favoráveis à Caoa e à MMC. A Marcondes & Mautoni recebeu mais de R$ 32 milhões das duas montadoras no período em que estariam em curso tratativas para a alteração de três medidas provisórias de concessão de benefícios fiscais para montadoras. As MPs foram editadas em 2009, 2011 e 2013.

Em 2014, a Marcondes & Mautoni fez depósitos da ordem de R$ 2,5 milhões para a LFT Marketing Esportivo, uma das empresas de Luis Cláudio a título de pagamento por serviços de consultoria em marketing esportivo. A partir das investigações, o juiz Vallisney Oliveira, da 10ª Vara Federal, determinou a quebra do sigilo bancário e fiscal da empresa. A polícia afirma que a empresa de Luis Cláudio não tem estrutura para fazer estudo de grande envergadura. O ex-secretário-geral da Presidência Gilberto Carvalho também teve o sigilo bancário e fiscal quebrado pela Justiça Federal.

A polícia sustenta ainda que trechos da consultoria apresentada por Luis Cláudio como prova de prestação de serviços foram extraídos da internet. O advogado Cristiano Zanin Martins afirmou que vai recorrer contra a decisão de Vallisney Oliveira autorizar a quebra do sigilo bancário e fiscal da LFT Marketing Esportivo e outras empresas de Luis Cláudio. Segundo o advogado, o caso foi investigado num inquérito já encerrado e não poderia ser objeto de nova investigação.

alt

Relator corta R$ 10 bilhões do Bolsa Família

alt

alt

Ricardo Barros promoveu corte de R$ 12,2 bi nas despesas do governo no próximo ano.

Agência O Globo

BRASÍLIA – O relator-geral do Orçamento da União de 2016, deputado Ricardo Barros (PP-PR), cumpriu a promessa e anunciou, nesta sexta-feira, o corte de R$ 10 bilhões do programa Bolsa Família, ou 35% da verba de R$ 28,2 bilhões previstas para o ano que vem. No total, o deputado cortou um total de R$ 12,2 bilhões nas despesas chamadas obrigatórias, incluindo o Bolsa Família nesta categoria. Além disso, ele fez remanejamentos, que é jogar uma verba de uma área para outra, em R$ 4,3 bilhões.

O parlamentar disse que o corte no Bolsa Família é necessário para cumprir a meta de superávit fiscal de R$ 34,4 bilhões para a União (ou 0,55% do PIB) e de R$ 43,8 bilhões (ou 0,7% do PIB) para o setor público consolidado. O parecer final será apresentado até terça-feira e votado na quarta na Comissão Mista de Orçamento do Congresso (CMO).

O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, disse que não abre mão da meta de 0,7% do PIB, ameaçando deixar o governo. Mas o ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, defende a meta zero nos bastidores.

Ricardo Barros disse que o programa Bolsa Família é importante, mas que há espaço para os cortes.

— Há muita gente que está contra, mas não se apresentaram para o debate. Estou trabalhando com dados da Controladoria Geral da União (CGU). O governo cortou no Minha Casa, Minha Vida, no Pronatec e no Ciência Sem Fronteiras, nesses programas sociais, mais de 50%, e estou cortando 35% do Bolsa. Não vejo porque esse programa não tenha que participar do ajuste — disse Ricardo Barros, ressaltando:

— Não tenho nada contra o Bolsa Família, o que está fora da lei não pode prevalecer. Estudei muito o programa e há espaço (para corte) sem prejudicar nenhum brasileiro.

Ele defendeu a meta de R$ 34,4 bilhões para a União e de 0,7% do PIB para o setor público consolidado, como está na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2016 já aprovada na Comissão de Orçamento e pronta para ser votada na sessão do Congresso da próxima terça-feira, dia 15.

— O importante é a afirmação com a meta de R$ 34,4 bilhões estabelecida para a União. E os cortes são necessários porque o momento é difícil neste momento. Tudo mais já foi cortado antes pelo Executivo — disse Ricardo Barros.

Mesmo com uma arrecadação extra de R$ 39,5 bilhões encontrada pela CMO e pelo governo, a conta entre despesas e receitas de 2016 ainda não fechava. Ainda ficam faltando R$ 12,2 bilhões para fechar a conta: R$ 10,3 bilhões para zerar a conta e se chegar à meta de superávit primário (economia para o pagamento de juros da dívida pública) e mais R$ 1,840 bilhão para atualizar o valor do salário mínimo. No caso do salário mínimo, o governo utilizou uma inflação (INPC) de 9,67% ao ano e agora estão projetando um INPC em 2015 de 10,35% no parecer do Orçamento.

O rombo ocorreu porque o Orçamento da União foi enviado originalmente ao Congresso já com um buraco de R$ 30,5 bilhões, sendo que para se chegar à meta da União, de R$ 34,4 bilhões, o rombo era ainda maior: de R$ 64,9 bilhões. A medida foi mal recebida pelo mercado e acabou servindo como a gota d´água para que a agência Standard & Poor´s rebaixasse o Brasil e retirasse do país o grau de investimento, selo de bom pagador.

Ricardo Barros sabe que haverá reação na CMO para o corte do Bolsa Família. O líder do governo na Comissão, deputado Paulo Pimenta (PT-RS), disse que vai apresentar destaque para anular o corte.

— Fazer isso é jogar para a plateia — reagiu Ricardo Barros.

Nas despesas obrigatórias, foram R$ 10 bilhões no Bolsa Família, R$ 320 milhões no auxílio-reclusão, R$ 80 milhões no auxílio-moradia e R$ 1,84 bilhão de compensação de desonerações.

Além disso, foram remanejados R$ 4,3 bilhões em verbas dos Poderes Judiciário e Legislativo, para atender a emendas parlamentares e mais verbas para a Saúde.

— Estou cumprindo a meta aprovada na CMO — disse Ricardo Barros.

O deputado criticou a postura da ministra do Desenvolvimento Social, Tereza Campello, afirmando que ela não participou de debates sobre o corte no Bolsa Família.

— Ela disse que seriam prejudicadas 23 milhões de pessoas. Não sei, ela não respondeu os requerimentos e foi falar em outra comissão. Apresentei os cortes aos ministros Levy e Barbosa — disse ele.

BOLSA FAMÍLIA

O corte de R$ 10 bilhões ocorreu da seguinte maneira: R$ 2,6 bilhões cortados pela regra de permanência, prevista na Portaria 617/2010, por dois anos no programa; R$ 2,6 bilhões de cancelamento de benefícios cuja renda familiar per capita apresente indícios de fraude ou com valor superior à renda de acesso ao programa; R$ 1,4 bilhão da não substituição de pessoas que deixam o programa; R$ 1,4 bilhão de cancelamento dos benefícios que não são sacados nos bancos; e R$ 2,1 bilhões para ajuste à disponibilidade orçamentária.

alt

Usuário de drogas é principal suspeito de matar criança em Petrolina

alt

alt

Menina de 7 anos foi encontrada com uma faca cravada na barriga dentro de um armário no colégio particular.

Do JC Online/Foto: Arquivo Pessoal

Menos de 24 horas após uma criança de ter sido assassinada dentro de um colégio particular em Petrolina, no Sertão de Pernambuco, a polícia já identificou o principal suspeito do crime. Trata-se de um morador de rua, usuário de drogas. A identidade dele está sendo mantida em sigilo por enquanto. Policiais chegaram até o suspeito após testemunhas afirmarem que o viram circulando durante a festa de formatura que acontecia no colégio na noite dessa quinta-feira (10). O corpo de Beatriz Angélica Mota foi encontrado com uma faca cravada na barrida dentro de um armário do vestiário.

O suspeito prestou depoimento, mas negou participação no crime. Ele foi encaminhado ao Instituto de Criminalística de Petrolina, onde passou por exames para comprovar se há vestígios do DNA da criança. Ele foi liberado por falta de provas.

Nenhuma linha de investigação, por enquanto, está descartada. No entanto, a polícia já afirmou que não houve nenhum tipo de abuso sexual.

No momento em que o corpo foi encontrado, várias pessoas estavam no Colégio Maria Auxiliadora, na Avenida Guararapes, Centro de Petrolina.  A menina estudava no colégio e era filha de um professor de Inglês da unidade. Ainda de acordo com a polícia, os pais da criança, que também estavam na festa, notaram o desaparecimento da menina e a chamaram pelo microfone do palco que estava montado na quadra do colégio. “A criança se afastou dos pais por alguns instantes. As pessoas que estavam na festa em se mobilizaram e formaram duplas para procurar pela menina”, conta a delegada Sara Machado.

Um circuito das câmeras de segurança do colégio já foi entregue à polícia e pode esclarecer o crime.  Quem tiver informações pode entrar em contato com a polícia por meio dos telefones: (87) 3866.6781 ou (87) 3866.6782.

alt

PF decide intimar Lula para prestar depoimento na Operação Zelotes

alt

alt

Lula assinou as medidas provisórias 471/2009 e 512/2010, que estão sob suspeita de terem sido compradas por esquema de corrupção.

Do JC Online

A Polícia Federal expediu mandado para que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva seja intimado a prestar depoimento na Operação Zelotes. O mandado 6262 é do dia 3 de dezembro e define o comparecimento de Lula na próxima quinta-feira (17), na sede da Polícia Federal em Brasília.

Lula assinou as medidas provisórias 471/2009 e 512/2010, que estão sob suspeita de terem sido compradas por esquema de corrupção que envolve lobistas e montadoras de veículos que se beneficiaram de prorrogação de incentivos fiscais definidas por essas normas.

O filho mais novo de Lula, Luís Claudio Lula da Silva, recebeu R$ 2,5 milhões da Marcondes & Mautoni, consultoria contratada pelas montadoras para fazer o lobby pelas MPs. Os sócios da consultoria, Mauro e Cristina Marcondes, estão presos pela PF e já foram denunciados. O esquema de compras da MP foi revelado pelo jornal O Estado de S.Paulo em série de reportagens.

O filho de Lula prestou depoimento e é alvo de um novo inquérito que investiga sua relação com a empresa de lobby. Perícia da PF identificou que o trabalho que Luís Claudio diz ter prestado para a Mautoni se resume a cópia de material produzido na internet, em especial o site Wikipedia. 

O ex-ministro Gilberto Carvalho também é alvo das investigações sobre a suposta compra de MPs na época em que ele era chefe de gabinete de Lula. E-mails indicam relação de proximidade do ex-ministro com Mauro Marcondes. 

Luís Claudio e Gilberto Carvalho negam que tenham envolvimento no esquema de compra de MPs.

alt

Novo presidente da OAS é preso por desvios em obras do Rio São Francisco

alt

alt

Empresas investigadas na Operação Lava-Jato, como OAS, Galvão e Coesa, são investigadas por desvios de R$ 200 milhões.

Agência O Globo

SÃO PAULO e BRASÍLIA — O presidente da OAS, Elmar Varjão, foi preso nesta sexta-feira, durante a Operação Vidas Secas, da Polícia Federal (PF), em Pernambuco, que investiga desvio de R$ 200 milhões recursos públicos nas obras de transposição do Rio São Francisco. O esquema envolve o pagamento de propina através de ao menos dois personagens da Operação Lava-Jato, o doleiro Alberto Youssef e o operador Adir Assad. A PF chegou aos dois através do compartilhamento de informações das investigações sobre a Petrobras.

— Parte dos valores dessa conta eram transferidos para empresas fantasmas ligadas ao Alberto Youssef — afirmou o delegado Marcelo Diniz.

Durante coletiva realizada na manhã desta sexta-feira, Diniz disse que analisa a participação de servidores públicos e políticos no esquema:

— Queremos saber agora sobre a participação de eventuais servidores públicos e eventuais políticos que estejam envolvidos na trama.

A prisão de Varjão é temporária, por cinco dias, e pode ser prorrogada. Além dele foram presos executivos das construtoras Coesa Engenharia, Barbosa Melo e Galvão Engenharia. As quatro empreiteiras formavam o consórcio OAS/Galvão/Barbosa Melo/Coesa, que atuava nas obras em Pernambuco.

Elmar Varjão era diretor superintendente da OAS Nordeste e chegou à presidência da empreiteira depois da prisão de José Aldemário Pinheiro Filho, conhecido como Léo Pinheiro, condenado na Operação Lava-Jato. Léo Pinheiro foi condenado a 16 anos e quatro meses de prisão. Outros quatro executivos da OAS também foram condenados: Agenor Magalhães Medeiros, Fernando Augusto Stremel Andrade, José Ricardo Nogueira Breghirolli e Matheus Coutinho de Sá Oliveira. Todos recorrem da sentença em liberdade.

Segundo investigação da Polícia Federal, os quatro executivos das empreiteiras são acusados de desviar R$ 200 milhões das obras de transposição das águas do rio São Francisco.

“Os investigadores apuraram que empresários do consórcio OAS/GALVÃO/BARBOSA MELO/COESA utilizaram empresas de fachada para desviar cerca de R$ 200 milhões das verbas públicas destinadas à transposição do rio São Francisco, no trecho que vai do agreste no estado de Pernambuco até a Paraíba. Os contratos investigados, até o momento, são da ordem de R$ 680 milhões”, diz nota divulgada pela PF.

A PF cumpriu ainda 24 mandados de busca e apreensão e quatro mandados de condução coercitiva.

Segundo a polícia, algumas empresas ligadas à organização criminosa acusadas das fraudes nas obras de transposição “estariam em nome de um doleiro e a um lobista investigados na Operação Lava Jato”. Dirigentes das empresas são acusados de associação criminosa, fraude na execução de contratos e lavagem de dinheiro.

alt

Programa Garantia Safra beneficia mais de 7 mil agricultores afetados pela seca em Araripina

alt

alt

“E aí onde entra o papel responsável do prefeito Alexandre Arraes, que mesmo com o País enfrentando uma grave crise financeira,  está honrando o seu compromisso,  que é o de ajudar a esses sertanejos que tanto sofrem com a seca”, disse o secretário de Agricultura Breno Ramos.

Por Roberto Gonçalves

Os agricultores de Araripina aguardam com ansiedade a chegada das chuvas no sertão pernambucano. No município  7 mil 243 famílias são beneficiadas do programa Garantia Safra e estão recebendo o benefício de R$ 850,00 – dividido em cinco parcelas de R$ 170,00 – devido à perda de, pelo menos, 50% da produção de mandioca, feijão e milho durante a estiagem do último ano.

Implantado pelo Governo Federal, o Garantia-Safra (GS) está inserido no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) voltado para os agricultores familiares que vivem no semiárido brasileiro – região Nordeste do país.

O secretário de Agricultura de Araripina, Breno Ramos, enfatizou nesta sexta-feira (11) no programa Araripina Urgente pela Rádio Arari FM 90,3, a importância do benefício para a economia local. De acordo com ele, os agricultores do município perderam 80% da safra de milho e 70% da safra de feijão.

“O Garantia Safra injeta um valor considerável na nossa economia em um período que não tivemos produção. São mais de R$ 6 milhões  e com esse dinheiro, os agricultores vão à feira, aos supermercados. Há dez anos não registrávamos perda total de uma safra. Antes do Pronaf e do Programa, o cenário era de miserabilidade porque os agricultores que perdiam sua produção ficavam devendo aos bancos. Agora, o agricultor tem um seguro especial da agricultura familiar, o qual cobre a dívida bancária em caso de perda total. Aí é onde entra o papel responsável do prefeito Alexandre Arraes, que mesmo o País enfrentando uma grave crise financeira,  está honrando com o seu compromisso,  que é o de ajudar a esses sertanejos que tanto sofrem com a seca”, disse o secretário.

alt

Polícia Federal investiga desvios de R$ 200 milhões em obras da transposição do São Francisco

alt

alt

As investigações também apontaram que algumas empresas ligadas à organização criminosa estariam em nome do doleiro Alberto Youssef e do lobista Adir Assad – investigados na Operação Lava Jato

(fonte: Agência Brasil)

A Polícia Federal (PF) deflagrou hoje (11) a Operação ‘Vidas Secas’ – Sinhá Vitória, que investiga o superfaturamento de obras de engenharia executadas por empresas em dois dos 14 lotes da transposição do Rio São Francisco. Empresários do consórcio OAS/Galvão/Barbosa Melo/Coesa utilizaram empresas de fachada para desviar cerca de R$ 200 milhões das verbas públicas.

Os valores eram destinados à transposição do rio, no trecho que vai do agreste de Pernambuco até a Paraíba. Os contratos investigados, até o momento, são de R$ 680 milhões. Segundo a PF, as investigações apontaram que algumas empresas ligadas à organização criminosa estariam em nome de um doleiro e também envolvem um lobista, ambos investigados na Operação Lava Jato.

Estão sendo cumpridos 32 mandados judicias, sendo 24 de busca e apreensão, quatro de condução coercitiva e quatro de prisão, em Pernambuco, Goiás, Mato Grosso, Ceará, São Paulo, Rio de Janeiro, Rio grande do Sul, Bahia e Brasília. Cerca de 150 policiais federais participam da operação.

Os investigados responderão pelos crimes de associação criminosa, fraude na execução de contratos e lavagem de dinheiro.

A PF explicou que o nome da operação, Sinhá Vitória, representa a mulher do sertão, que não se rende à miséria. Uma personagem descrita no livro Vidas Secas, de Graciliano Ramos, como uma mulher forte, que fazia as contas do pagamento recebido do dono da fazenda onde trabalhavam sempre chegando à conclusão de que eram roubados. 

alt

Paulo Câmara volta a dizer que “impeachment não é golpe” e apoia Jarbas para substituir Cunha

alt

alt

Nós não apoiamos muita coisa que o governo federal faz. Entendemos que a política do governo federal foi errada, equivocada e está levando à inflação, ao desemprego e à recessão. Agora, nós entendemos, de forma clara, que impeachment não é golpe”, declarou.

Da Rádio Jornal

Em entrevista nesta quinta-feira (10.12), ao programa de Geraldo Freire, na Rádio Jornal, o governador Paulo Câmara afirmou que, apesar de acreditar que ainda não existem as condições para impedimento da presidente Dilma Rousseff, “impeachment não é golpe”.

“Eu queria aproveitar para esclarecer nossa posição em relação ao impeachment. Pernambuco e todo mundo sabe que eu não sou eleitor da presidente Dilma. Nosso Governo é de independência. Nós não apoiamos muita coisa que o governo federal faz. Entendemos que a política do governo federal foi errada, equivocada e está levando à inflação, ao desemprego e à recessão. Agora, nós entendemos, de forma clara, que impeachment não é golpe. Pelo contrário, impeachment é um processo que existe na Constituição”, declarou.

No entendimento de Câmara, há um processo aberto, no âmbito do Congresso Nacional, para a apuração das responsabilidades e um possível impeachment da presidente. “Mas entendemos também, e isso é importante deixar muito claro, que a forma com que está sendo conduzido (o processo) pelo presidente Eduardo Cunha é equivocada. Uma condução na base da chantagem, uma condução que enfraquece a democracia e as instituições. É importante ressaltar que nós defendemos as instituições, nós não defendemos o Governo Dilma”.

De acordo com o governador, diante dos fatos apresentados nesse processo de impeachment, não há, ainda, motivo para o afastamento da presidente Dilma por crime de responsabilidade. “Mas entendo também que é a hora desse processo ser concluído. Isso é importante para o Brasil. E ele precisa ser concluído por pessoas que tenham legitimidade para isso, que não é Eduardo Cunha”.

Jarbas

Câmara acredita que existem muitos deputados com condições de concluir esse processo, entre eles o pernambucano Jarbas Vasconcelos. “Eu, inclusive, tenho um candidato, que é o deputado Jarbas Vasconcelos (PMDB). Ele tem condições de ser o presidente da Câmara e conduzir, mesmo com as opiniões dele (contrárias ao Governo Dilma), com ética, transparência e moralidade. É isso que precisamos. O Brasil precisa é de definição”.

alt

Criança de 7 anos é assassinada durante festa em colégio particular de Petrolina

alt

alt

Crime ocorreu nesta quinta-feira (10), em um colégio de Petrolina, PE.
Partes do corpo da criança foram cortadas.

Do G1 Petrolina

Uma criança de 7 anos foi assassinada na noite desta quinta-feira (10) com vários golpes de faca, durante uma solenidade de formatura em um tradicional colégio da rede particular de ensino no Centro de Petrolina, no Sertão de Pernambuco. O crime ocorreu por volta das 22h30. No momento, centenas de pessoas participavam da festa. A vítima estudava no colégio e era filha de um professor de Inglês, que dá aula na mesma instituição.

Segundo informações da Polícia Militar (PM), Beatriz Angélica Mota estava acompanhada da mãe, Lúcia Mota, e do pai, Sandro Romildo, quando tudo aconteceu. O professor de Inglês precisou se ausentar para participar da cerimônia. Minutos depois, a mãe percebeu que a filha tinha sumido. Uma testemunha que estava na festa, e que preferiu não se identificar, contou como tudo aconteceu.

“Já perto do final da festa, quando a banda tocava, o professor Sandro subiu ao palco, já bastante angustiado e começou a chamar pela filha dele, perguntando: ‘Bia minha filha, cadê você? Pessoal alguém achou a minha filha?’. Novamente ele subiu no palco e disse que já tinha procurado por todos os lugares possíveis, mas não tinha encontrado e que, se alguém tivesse achado, que avisasse. Ele continuou chamando: ‘Bia, minha filha, se você estiver me ouvindo venha aqui, eu estou te procurando’. Nesse momento a festa parou e todo mundo começou a deixar o centro da quadra. Foi quando o pessoal ouviu um barulho, muitos gritos e as primeiras pessoas que entraram já saíram chorando e dizendo que tinham encontrado a menina morta”, relatou a testemunha.

A criança foi encontrada em um local reservado, um depósito de material esportivo desativado, ao lado da quadra de esportes onde acontecia a formatura. Os ferimentos atingiram o tórax, além de membros superiores e inferiores. A polícia descartou a possibilidade de violência sexual.

A faca utilizada no crime, de tipo peixeira, foi encontrada cravada na região do abdômen da criança. A Polícia Militar (PM), Polícia Civil (PC), Instituto de Medicina Legal (IML) e o Instituto de Criminalística (IC) foram acionados. A área foi isolada e foi feita uma varredura no colégio para tentar encontrar vestígios sobre o crime.

A delegada responsável pelo caso, Sara Machado, informou que o número de crianças da mesma idade que estavam presentes era pequeno e que a mãe logo percebeu a ausência da filha, pois a menina permaneceu todo o tempo perto da família. A delegada afirmou ainda que o crime foi praticado de forma brutal e com intenção de matar.

“As investigações, que tiveram como vítima a menor Beatriz Angélica Mota, já foram iniciadas pela equipe da Delegacia de Homicídios. Desde a ocorrência do crime, que infelizmente aconteceu de forma bárbara, chocou toda a população de Petrolina. Os policiais já estão fazendo o levantamento em relação a testemunhas, câmeras de segurança e outros meios de provas que possam levar à elucidação do crime”, destacou Sara.

A delegada ainda pediu a colaboração da comunidade para chegar ao autor do crime. “Aproveitamos para fazer um apelo às pessoas que estavam participando da aula da saudade, que, por ventura, tenham feito gravações de aparelho celular, fotografias e todos os meios de gravação digital, que procurem a Delegacia de Homicídio para que possam ajudar a chegar o mais rápido possível à prisão desse criminoso. Estaremos com uma equipe de prontidão para analisar essas imagens e esses aparelhos não ficarão apreendidos”, disse a delegada.

Sobre os boatos divulgados nas redes sociais, Sara Machado não confirma a procedência das informações. “A princípio, a gente não tem contado muito com o apoio da família, porque, infelizmente, devido à situação do crime, todos estão em estado de choque. Ainda não temos nomes de suspeitos. Já chegou ao conhecimento dessa delegacia de que fotografias de pessoas estão circulando em redes sociais como autores do crime. Essas fotografias são falsas. Não foram divulgadas pela Polícia Civil. Inclusive, a polícia vai investigar quem está divulgando, de maneira equivocada e precipitada, as imagens, até porque a polícia não tem nenhum nome do possível autor do crime”, revelou.

O colégio possui sensor de movimento, o que impossibilita que o suspeito tenha pulado o muro, já que o alarme não foi disparado. A polícia trabalha com a possibilidade de que o suspeito tenha entrado pela porta principal, que dava acesso à quadra. Câmeras de segurança do colégio, de estabelecimentos comerciais próximos e da equipe contratada para fazer a filmagem do evento já foram solicitadas. O colégio não quis se pronunciar sobre o caso.

alt

Alepe aprova Plano de Cargos e Carreiras para militares

alt

alt

Segundo a matéria, fica assegurado aos militares do Estado, a contar do exercício de 2018, promoção automática pelo critério de antiguidade decenal.

Do site da Alepe

O Projeto de Lei Complementar n° 638/2015, que institui o Plano de Cargos e Carreiras para policiais militares e bombeiros de Pernambuco, nos termos do Substitutivo nº 1, apresentado pelo Governo do Estado, foi aprovado nesta quinta (10), em Primeira Discussão.

O benefício será contabilizado a partir da data de ingresso nas corporações militares, independente da ocorrência de vagas no posto ou graduação, nos termos e condições definidos no Projeto de Lei Complementar.

O deputado Joel da Harpa (PROS) utilizou o tempo dedicado à apreciação do projeto, durante a Ordem do Dia, para destacar a conquista da categoria com a aprovação da matéria, mas disse que ainda é preciso avançar na questão.

“Só com uma mesa de negociação constante com o governador chegaremos à proposta ideal, mas, de fato, esse projeto atende parte dos anseios da categoria”, comentou o parlamentar.

Ele informou que a matéria votada nesta quinta é resultado de diversas reuniões realizadas entre o Poder Executivo Estadual e associações representativas dos militares, que queixavam-se de não conseguir evoluir na carreira.

alt

Levy ameaça abandonar o barco de Mamãe Dilma se governo zerar meta de superávit para 2016

alt

alt

Dia do não fico: ‘Se zerar o superávit, estou fora’, garantiu ele na Câmara.

Por Claudio Humberto/Jornal do Commercio

O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, admitiu a representantes da Comissão Mista de Orçamento (CMO) que poderá deixar o governo caso seja aceita a proposta de reduzir a zero a meta de superávit primário para o próximo ano, defendida por parte do governo. A meta fixada pelo ministro foi de 0,7% do Produto Interno Bruto (PIB). “Se zerar o superávit, estou fora”, disse Levy aos presentes ao encontro realizado no Ministério da Fazenda.

A redução na economia que o País pretende fazer em 2016 para pagar os juros da dívida pública é um dos pilares da gestão Levy. A previsão do superávit de 0,7% do PIB consta do projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) que pode ir a votação a partir da próxima terça-feira, 15, dia em que haverá sessão plenária do Congresso.

O líder do governo na CMO, deputado Paulo Pimenta (PT-RS), garantiu que apresentará uma emenda para ser votada em plenário a fim de contemplar a chamada “meta zero”. O petista disse que, se for aceita, essa alteração – na parte da União referente ao superávit (0,55% do PIB) – permitirá a liberação de R$ 34 bilhões em recursos. Desse total, R$ 24 bilhões serviriam para bancar o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e outros R$ 10 bilhões para impedir um eventual corte nesse valor do Bolsa Família. Essa é a intenção do relator-geral do Orçamento de 2016, deputado Ricardo Barros (PP-PR), para fechar as contas.

A intenção do líder do governo na CMO conta com o respaldo de parte dos integrantes da comissão e com apoio do ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, defensor de uma meta fiscal mais flexível para o próximo ano. O senador Walter Pinheiro (PT-BA), integrante da CMO, disse que no governo “todo mundo” é a favor de uma meta menor no próximo ano, menos o ministro da Fazenda.

Pinheiro e outros senadores da base aliada, como Gleisi Hoffmann (PT-PR) e Eunício Oliveira (PMDB-CE), líder do partido na Casa, também se mostram favoráveis a um meta fiscal “factível”. A avaliação é que pode ser difícil cumprir o superávit de 0,7% do PIB diante dos déficits do ano passado e deste ano.

Outrora defensor da “meta zero”, o senador Romero Jucá (PMDB-RR) desistiu de apresentar uma emenda com esse teor. Duas semanas atrás ele contou ter comunicado aos ministros da Fazenda e do Planejamento sua intenção. Mas admitiu nesta quinta-feira, 10, que recuou diante do apelo de Levy, de quem é um conselheiro frequente. “O apelo do Levy sempre cala fundo no meu coração, mesmo quando eu discordo dele”, afirmou Jucá.

alt

Tião do Gesso diz que nenhum bandido no País é tão fiscalizado quanto o Pólo Gesseiro do Araripe

alt

alt

Nós somos fiscalizados pelo IBAMA, pela CPRH, pelo CREA, pela Polícia Civil, pelo Exército, se eu for citar todos, vai chegar a um número de dez a doze órgãos”, frisou o vereador e empresário.

Por Roberto Gonçalves / Foto:Rafael Diniz

Durante reunião ordinária da Câmara de Vereadores de Araripina nessa quarta-feira (09), o presidente da Casa Legislativa Munícipal,  Luciano Capitão, usou a tribuna e lembrou que há alguns meses atrás, foi até Brasilia juntamente com outros políticos da região e pediram mais empenho ao Ministro do Desenvolvimento Econômico, o Pernambucano Armando Monteiro Neto, para olhar com bons olhos a situação do pólo Gesseiro do Araripe, que segundo Luciano, está passando a pior crise desde a sua criação.

Para o presidente da Câmara Luciano Capitão,  o Governo Federal até agora, seis meses depois dessa visita, não fez nada em prol desse setor  que emprega milhares de pessoas e é tão importante para a economia regional.

Nesse momento, o vereador e empresário Tião do Gesso, pediu um aparte ao presidente da Casa Joaquim Pereira Lima ao qual foi prontamente atendido e disparou.

“Luciano, como Vossa Excelência disse agora, o estado demora muito a intervir,  hoje nós estamos tendo aqui muita fiscalização, eu acho que nós somos o setor mais fiscalizado do mundo. Eu morei em Belo Horizonte MG e em Curitiba PR um certo tempo, e eu nunca vi uma fiscalização num setor como eu vejo no gesso do Araripe. Eu costumo dizer que nem bandido, nenhum criminoso é tão fiscalizado como a gente. Nós somos fiscalizados pelo IBAMA, pela CPRH, pelo CREA, pela Polícia Civil, pelo Exército, se eu for citar todos, vai chegar a um número de dez a doze órgãos”, completou o vereador e empresário.

Tião ainda complementou as suas palavras, dizendo que não se verifica a presença do poder público para fomentar e subsidiar esse setor que é responsável por 95% do Gesso produzido no País, pelo contrário, o que se vê é uma fiscalização agressiva e assídua.

alt

Secretaria de Saúde de PE atualiza casos de microcefalia no Sertão, na região do Araripe são 46 notificações

alt

alt

Nas 7ª, 8ª e 9ª regionais subiu para 66 o número de casos.
Em todo o estado foram identificadas 804 suspeitas de microcefalia.

Do G1 Petrolina

A Secretaria de Saúde do estado de Pernambuco atualizou nesta quarta-feira (9) os registros de suspeitas de microcefalia em cidades do Sertão. Em todo o estado foram identificados 804 casos. Nas Gerências Regionais de Saúde da 7ª, 8ª e 9ª Região subiu para 66 o número de casos, que antes era de 60.

Na 8ª Geres, que inclui os municípios de Petrolina, Afrânio, Cabrobó e Santa Maria da Boa Vista existem sete casos. Em Cabrobó e Afrânio há um em cada, em Santa Maria da Boa Vista são três e em Petrolina que possuía três casos, reduziu para dois, pois em um deles a mãe da criança é moradora de outro município, Santa Filomena.

Na 9ª Geres existem 51 casos de microcefalia. Além do caso que antes estava como de Petrolina, mas confirmou-se como desta outra cidade, existem quatro em Araripina, quatro em Bodocó, cinco em Moreilândia, cinco em Trindade. A cidade de Exu, que antes tinham sete casos, na verdade foram atualizados para cinco. Em Ipubi que eram cinco, passou a ter registrados quatro casos. Em Ouricuri que registrava 13, aumentou para 15. Em Parnamirim eram registrados três casos de microcefalia e agora são cinco. Em Santa Cruz que antes tinha apenas um agora tem três.

A 8ª Região tem um total de oito casos de microcefalia, quatro deles em Salgueiro. A cidade de Serrita tem um caso, Mirandiba apresenta dois e Verdejante, que não estava no último boletim da Secretaria agora tem um caso.

A Secretaria de Saúde esclareceu ainda que boatos estavam atrapalhando as ações dos profissionais de saúde, como a relação da microcefalia e as vacinas. Segundo a Secretaria do estado, “as vacinas ofertadas pela rede pública de saúde são seguras e não há evidência na literatura nacional e internacional a associação do uso de vacinas com a microcefalia”.

alt

Araripina contará com mais dois pontos de mototaxistas

alt

alt

Os novos pontos serão instalados nos bairros Alto da Boa Vista (Conjunto Habitacional Nossa Senhora da conceição e bairros adjacentes) e Adelino (Conjunto Habitacional Nossa Senhora do Carmo).

ACE-PMA/Fotos: Fabiano Alencar

O município de Araripina contará a partir da próxima semana com mais dois pontos de mototaxistas. Os mesmos serão instalados nos bairros Alto da Boa Vista (para atender ao Conjunto Habitacional Nossa Senhora da conceição e bairros adjacentes) e Adelino (para atender ao Conjunto Habitacional Nossa Senhora do Carmo) e foi uma solicitação feita pelos próprios moradores dessas localidades e atendida pela prefeitura de Araripina.

A criação desses dois novos pontos foi feito através de Projeto de Lei e em comum acordo com a Prefeitura, a Câmara Municipal e a Associação dos Mototaxistas de Araripina. Foi feito um estudo de viabilidade e acessibilidade pelo Detran e a ATTA – Autarquia de Trânsito de Araripina.

Na manhã desta quinta-feira, 10, o prefeito Alexandre Arraes juntamente com o Chefe do Setor de Tributos da Prefeitura, Ibiapino Rodrigues, fez o sorteio com os novos mototaxistas para definir o ponto em que irão trabalhar. Serão 10 novos mototaxistas nos dois pontos criados – sendo cinco em cada.

Participaram ainda do ato a Assessora do Governo do Estado, Roberta Arraes; os vereadores Francisco Edivaldo, Humberto Filho e Tico de Roberto; o Coordenador do Detran, Bruno Oliveira; o Diretor da ATTA, Sargento Alonso; do Secretário Municipal Brenno Ramos e o presidente da Associação dos Mototaxistas, Francisco.

“Com a criação desses dois novos pontos estaremos beneficiando e favorecendo duas importantes e grandes comunidades que são os Conjuntos Habitacionais Nossa Senhora da Conceição e Nossa Senhora do Carmo”, destacou o prefeito Alexandre Arraes.

alt

Prefeitura de Araripina articula ações de combate ao mosquito Aedes Aegypt

alt

alt

Os coordenadores do setor estiveram concedendo entrevista ao Programa Canal Aberto da Rádio Arari, onde discorreram sobre as medidas que estão sendo adotadas pelo município.

ACE-PMA/Fotos: Fabiano Alencar

A Prefeitura de Araripina, através da Vigilância em Saúde, está articulando uma série de ações para combater a proliferação do mosquito Aedes Aegypt, transmissor da dengue, chincungunya e zica vírus.

Na manhã desta quinta-feira, 10, a Diretora da Vigilância em Saúde, Vera Dias e os coordenadores do setor estiveram concedendo entrevista ao Programa Canal Aberto da Rádio Arari, onde discorreram sobre as medidas que estão sendo adotadas pelo município.

Um dos atos será a realização de um grande mutirão de limpeza e divulgação dos bons hábitos higiênicos nos Bairros Jardim Florípedes e Vila Mendes, a partir das 07 horas da próxima segunda-feira, 14. Na ocasião, os membros da Secretaria de Saúde estarão entrando nas residências e promovendo orientações aos moradores.

O trabalho está sendo incessante, uma vez que Araripina hoje está em estado de alerta, com níveis de infestação preocupantes em alguns bairros. Os Agentes de Endemias estão promovendo visitas domiciliares onde aplicam o larvicida e também orientam os moradores quanto ao armazenamento de água. O trabalho também vai se estender a área comercial, imóveis fechados e terrenos baldios.

AS DEZ PRINCIPAIS MISSÕES DE COMBATE À DENGUE

1.        Cobrir caixas d’água, cisternas, poços e evitar entupimentos de calhas.

2.        Vedar com cimento os cacos de vidro nos muros que podem acumular água.

3.        Colocar em sacos plásticos, fechar e colocar no lixo copos descartáveis, embalagens, tampas, cascas de ovo e tudo que possa acumular água.

4.        Não deixar pneus expostos ao tempo, nunca permitindo acúmulo de água dentro deles.

5.        Usar cloro em piscinas, limpá-las com frequência e cobri-las quando não estiverem em uso.

6.        Limpar as bandejas externas das geladeiras e ar-condicionado.

7.        Esvaziar garrafas, latas e baldes. Guardá-los em local coberto.

8.        Guardar garrafas pet e de vidro sempre com a boca para baixo. Guardá-las em local coberto.

9.        Lavar semanalmente, com bucha, sabão e água corrente, os vasilhames de alimentação de animais.

10.     Lavar os pratinhos dos vasos de plantas e colocar areia até a borda. Evitar plantas como as bromélias, que acumulam água.

alt

No Banner to display

Igrejas Evangélicas de Araripina realizam evento em combate a violência contra as mulheres

alt

alt

A secretária Maderleide Oliveira explicou que pôde constatar o poder que o crente tem para ajudar a combater a violência contra a mulher.

Por Roberto Gonçalves /  Foto: Divulgação

 Igrejas Evangélicas de Araripina uniram-se e realizaram na noite dessa quarta-feira(09) no município, o evento “EM COMBATE A VIOLÊNCIA CONTRA AS MULHERES”. Trata-se de um projeto educativo e de prevenção contra o abuso e a violência doméstica, que teve a iniciativa do Pastor Sandro Ferreira de Oliveira e Pastora Denanci Rosa Miranda .

O projeto ocorreu na praça do Hospital Santa Maria, área central da cidade, onde ocorreu um ato público contra a violência (especificamente violência contra a mulher), terminando por volta das 21h30min. Representates de várias igrejas e da secretaria da Mulher de Araripina, participaram do evento.

A secretária Maderleide Oliveira, explicou que pôde constatar o poder que o crente tem para ajudar a combater a violência contra a mulher.

“A violência doméstica é nutrida pela ignorância. Assim, para combater esse mal é preciso trazê-lo a público, examiná-lo e dar a solução necessária. Os cidadãos em geral devem se tornar parte dessa solução e o primeiro passo é a prevenção, nesse sentido as Igrejas Evangélicas desenvolvem um papel importante”, disse Maderleide Oliveira.

Todos os dias a mídia apresenta um quadro de violência assustador. Crianças, mulheres e idosos são as principais vítimas, Segundo a Organização Mundial de Saúde, a violência responde por aproximadamente 7% de todas as mortes de mulheres entre 15 e 44 anos no mundo.

alt

No Banner to display

Lucas Ramos participa de reunião do Comitê da Bacia do São Francisco em Salvador

alt

alt

A reunião plenária foi realizada no Hotel Catussaba e contou com a participação dos 62 membros titulares do CBHSF.

Por Felipe Salgado / Assessor de Imprensa

Entidade que promove debates voltados aos recursos hídricos e articulação de ações para o desenvolvimento sustentável, o Comitê Hidrográfico da Bacia do São Francisco (CBHSF) reúne-se nesta quarta (09) e quinta-feira (10) em Salvador (BA) para a última plenária do ano. Os membros do comitê discutem o plano de recursos hídricos da bacia para os próximos dois anos e apresentam um alerta para a necessidade da urgente implantação do programa de revitalização do rio São Francisco.

No primeiro dia do evento, aberto pelo presidente do CBHSF, Anivaldo Miranda, o potencial de geração de energia a partir do rio foi o principal tema dos debates. O deputado estadual Lucas Ramos (PSB) é um dos convidados do evento e no seu discurso de abertura elogiou os investimentos feitos pelo Governo de Pernambuco em parques híbridos, buscando a geração de energia por fontes renováveis com a eólica e a solar em vez das hidrelétricas. “É um esforço do governador Paulo Câmara, seguindo os passos do ex-governador Eduardo Campos, para criar ambientes favoráveis à atração de empresas sem deixar de lado o desenvolvimento sustentável”, registrou o socialista.

“Atuamos sempre tendo como alvo o bom uso dos recursos do Velho Chico, para garantir a saúde do meio ambiente e os recursos naturais para as futuras gerações”, registrou Lucas Ramos, que é autor da lei que institui o dia 3 de junho como o Dia Estadual em Defesa do Rio São Francisco. Também estão presentes na reunião plenária o secretário-executivo de Recursos Hídricos de Pernambuco, Almir Cirilo, o prefeito de Salgueiro, Marcondes Sá, o coordenador do CCR do submédio São Francisco, Uilton Tuxá e o professor da FACAPE Aloísio Gomes.alt

 

No Banner to display

R$ 30 milhões desviados da Hemobrás pode ter abastecido campanhas políticas de 2014 em Pernambuco

alt

alt

Estima-se que pelo menos R$ 30 milhões tenham sido desviados em transações ligadas. Há indícios de que diretores da empresa tenham repassado dinheiro para campanhas políticas no interior e na capital nas eleições de 2014. 

Da Rádio Jornal / Foto: Guga Matos

A Polícia Federal em Pernambuco divulgou, na tarde desta quarta-feira (9), detalhes da Operação Pulso, deflagrada hoje após um ano de investigações. O objetivo desta operação foi reprimir a atuação de uma organização criminosa especializada em direcionar licitações e desviar recursos públicos da Empresa Brasileira de Hemoderivados e Biotecnologia (Hemobrás). 

Estima-se que pelo menos R$ 30 milhões tenham sido desviados em transações ligadas à construção da fábrica em Goiana e em licitações relacionadas ao transporte e armazenamento de plasma. 

Até agora, dois empresários foram presos temporariamente e três funcionários da Hemobrás, sendo dois diretores, foram afastados. Há indícios ainda de que diretores da empresa tenham repassado dinheiro para campanhas políticas. 

“A gente detectou que membro da diretoria da Hemobrás se envolveu em operações financeiras que foram reportadas ao COAF como suspeitas, justamente de ilegalidades às vésperas das eleições. Inclusive, nessa comunhão de operações com contas bancárias de campanhas eleitorais”, detalhou o delegado Vagner Menezes, da Polícia Federal. 

Pela manhã, durante uma dessas buscas no apartamento do diretor-presidente da Hemobrás, Rômulo Maciel Filho, localizado no bairro de São José, foram encontradas mais de 70 obras de arte de artistas pernambucanos renomados. Apenas um dos quatro quadros foi avaliado em R$ 100 mil. 

Um pacote contendo dezenas de maços de dinheiro também foi arremessado do prédio. A quantia, que ainda não foi contabilizada, vai passar por perícia. Segundo o delegado, a equipe da Polícia Federal notou que maços de dinheiros haviam sido arremessados de algum apartamento assim que chegou no local. 

Ao todo, 28 mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos não só em Pernambuco, mas também no Piauí, na Paraíba, Minas Gerais e em São Paulo, além de 29 ouvidas mediante intimações. 

A Polícia Federal espera, agora, a quebra do sigilo fiscal dos envolvidos que também possuíam contas no exterior. Já a Hemobrás continua em operação. 

alt

No Banner to display