Início Notícias Risco de afogamento de criança é maior que covid

Risco de afogamento de criança é maior que covid

203
Foto: reprodução

Por Diário do Poder

Em meio à discussão sobre a autorização da vacinação de crianças a partir de 5 anos contra a covid, apesar da baixíssima incidência de casos graves, dados oficiais do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), dos EUA, revelam a disparidade dos riscos. A chance de uma criança ou jovem (entre 5 e 18 anos) morrer afogada é 67,3% maior do que um óbito por complicações relacionadas à covid.

Nos EUA e no Brasil, afogamento é a principal causa de mortes de crianças entre 1 e 4 anos, sem incluir complicações no nascimento.

Foram 535 mortes de 5 a 18 anos por covid, diz o CDC, desde agosto de 2020. Ou 377 por ano. A média de afogados desde 1999 é de 632.

Já o Brasil já perdeu 2,5 mil crianças e adolescentes para a covid, alerta Renato Kfouri, diretor da Sociedade Brasileira de Imunizações.

A Unicef mostra violência sexual contra crianças e adolescentes como preocupação maior que a covid. São cerca de 45 mil casos por ano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here