Início Notícias Dr. Everton Costa: “Prá quem gosta de politicagem e chacota a conta...

Dr. Everton Costa: “Prá quem gosta de politicagem e chacota a conta caiu muito”

197

Prefeito de Trindade falou no final da manhã desta terça-feira (13), sobre a ação civil pública que foi ajuizada contra ele pelo MPPE

Por Roberto Gonçalves / Foto: reprodução

O prefeito de Trindade no Sertão do Araripe, Everton Costa, falou no final da manhã desta terça-feira (13) em mensagem de áudio enviada ao Blog do Roberto, sobre a ação civil pública que foi ajuizada contra ele e outros integrantes da Prefeitura, pelo MPPE, por ato de improbidade administrativa com pedido liminar pelo seu afastamento do cargo.

De acordo com o gestor, ele recebeu a notícia pelas redes sociais e ainda não foi notificado pelo juiz de Direito do município. “Estou aguardando a notificação prá tomar as medidas cabíveis. Quero dizer que a população pode ficar tranquila porque esse recurso de R$ 3 milhões e 200 mil não está em nenhuma das contas da nossa família e nem de ninguém que foi citado”, frisou.

Ainda segundo Everton Costa, já houve auditoria no Fundo Municipal de Aposentadorias e Pensões (Fumap) que constatou que não teve esse desvio. “O que está faltando é a gente pagar algumas ‘contas de patronal’, justamente porque os recursos não foram suficientes. Vamos fazer uma defesa explicando a toda população trindadense o motivo desse pedido de afastamento”, explicou.

O prefeito de Trindade aproveitou para responder alguns vereadores da oposição, que segundo ele, chegaram a falar em um rombo de R$ 200 milhões no Fumap. “Já falaram em R$ 89 milhões, já se falou em R$ 155 milhões e ultimamente R$ 200 milhões. Por último agora ficou demonstrado com a auditoria do TCE que é de R$ 3 milhões e 200 mil. Quer dizer, prá quem gosta de politicagem e chacota a conta já caiu muito”, disparou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.