Início Notícias Na Arari FM, Câmara responde críticas de Armando e diz que ao...

Na Arari FM, Câmara responde críticas de Armando e diz que ao contrário de outros estados, PE fez o ‘dever de casa’

88

“O senador foi ministro de Dilma, e sabe que o governo fechou milhares de indústrias”, disse o governador aos radilalistas Martinho Filho (Nova Araripe) e Roberto Gonçalves (Arari FM).

Por Roberto Gonçalves / Foto: reprodução

Ao ser entrevistado nesta sexta-feira (05) na Arari FM 90,3 pelos radilialistas Roberto Gonçalves e Martinho Filho, o governador Paulo Câmara (PSB), teve a oportunidade de responder as críticas feitas ao seu governo, na mesma emissora, pelo senador e seu provável adversário nas eleições de 2018, Armando Monteiro (PTB).

Na ocasião, o senador petebista chegou a dizer que Pernambuco tem governador mas não tem governo.

Leia a matéria: Ao radialista Roberto Gonçalves, senador diz que Pernambuco tem governador, mas não tem governo

Ouça essa parte da entrevista:

Em visita ao Araripe neste fim de semana, quando veio anunciar investimentos e inaugurar obras durante o seminário ‘Pernambuco em Ação’, Paulo Câmara respondeu as críticas de Armando.

“Bom, a gente tem que olhar pra frente sempre, desde a última eleição em que eu obtive a maior vitória do Brasil, estou trabalhando por um Pernambuco melhor. O debate eleitoral se encerrou com as eleições e estou trabalhando muito. O senador Armando, que foi ministro de Desenvolvimento Econômico da presidente Dilma, sabe das dificuldades que o País enfrentou. O Brasil tem hoje, 14 milhões de desempregados, fechou milhares de empresas e industrias, a receita caiu. Ele como ministro de Dilma sabe disso, as dificuldade que foram, o País parou”, disse Paulo.

Ainda segundo o governador, foram dois anos sem crescer, com muita inflação e o senador sabe que é preciso fazer o ajuste, que está sendo feito no estado.

“Esse ajuste de contas que nós fizemos em 2015, é um ajuste onde as contas estão equilibradas, um ajuste que foi feito com base na nossa de experiência de gestão. Eu fui secretário da Fazenda de Eduardo Campos, sabemos e conhecemos de contas públicas, fizemos o nosso dever de casa. As contas de Pernambuco estão equilibradas, diferentemente de muitos estados, e nós estamos gerando condições de melhorar cada vez mais. São quase R$ 3 bi investidos em dois anos, isso é muito recurso, poucos estados investiram. Nós estamos enfrentando a maior seca que PE e o NE já tiveram, são sete anos de seca, isso fez com que tivéssemos que melhorar o serviço oferecido na saúde, na educação, pra atender essas pessoas que perderam seus empregos”, explicou o governador.

Câmara fez questão de frisar, que além de todos esses problemas gerados pela crise, o estado ainda conseguiu realizar investimentos.

“Nós conseguimos atrair empresas, estamos fazendo obras hídricas com recursos próprios, estamos tentando chegar na agricultura familiar, estamos investindo em novas estradas e recuperando as que precisam ser recuperadas. Então eu tenho a plena consciência, de que o momento foi muito difícil, e de que é difícil de governar o nosso estado e o Brasil como um todo. Mas diferentemente do que a gente ta vendo aí, Pernambuco fez o seu dever de casa, Pernambuco ta em pé”, ressaltou o governador.

Com relação a segurança e saúde,  ‘calos’ do seu governo, Paulo Câmera explicou que apesar da falta de recursos, é preciso fazer mais investimentos nessas áreas.

“A gente sabe que tem muito o que fazer, mas eu estou consciente de que nós fizemos o que foi possível, e agora nós vamos fazer mais, porque justamente, nós nos preparamos pra enfretar a crise. Pernambuco hoje é um estado que está preparado pra voltar a crescer, voltar a gerar emprego, gerar renda, e com base no nosso esforço, isso vai ser possível mais rapidamente”, finalizou Câmera.

Ouça essa parte da entrevista:

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.