Início Site Página 1702

ITV chama Dilma de “mãe do petrolão”

alt

alt

O texto diz que Dilma se comporta como marionete e segue o script ditado “seu tutor” que é o ex-presidente Lula.

Por Magno Martins

Um texto divulgado nesta segunda-feira, pelo Instituto Teotônio Vilela, braço de formulação política do PSDB, subiu o tom do ataque à presidente Dilma Rousseff e chamou a petista de “mãe do petrolão”. O texto diz que “o banditismo petista há muito deixou de ser novidade” e que a presidente demonstra inépcia para defender o interesse público.

“Dilma foi uma espécie de mãe do petrolão. Cabe a ela e ao PT responder pelos 12 anos de assalto do partido à empresa”, argumenta o Instituto. Quando, no segundo governo Lula, começava a despontar como candidata do PT à Presidência, Dilma era chamada por seu padrinho de “mãe do PAC”.

O texto diz que Dilma se comporta como marionete e segue o script ditado pelo marketing e por “seu tutor” que, no caso, é o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Segundo o ITV, Dilma “definitivamente não sabe o que fazer diante da roubalheira sistêmica” que se implantou “sob seu nariz”.

Para o PSDB, a presidente “revela-se espectadora e não protagonista de seu governo”. “Afirmar que o problema da roubalheira da Petrobras repousa no que supostamente aconteceu na empresa quase duas décadas atrás é afrontar a inteligência dos brasileiros, desrespeitar a nação e zombar das instituições”, critica o ITV, afirmando ainda que era melhor que Dilma “tivesse continuado calada” a ter dado a entrevista da última sexta-feira.

A declaração que gerou a revolta dos tucanos foi dada no dia 20, quando Dilma afirmou que “se em 1996 e 1997 tivessem investigado” não haveria caso de funcionários praticando corrupção por tanto tempo, numa referência à gestão do ex-presidente tucano Fernando Henrique Cardoso.

 

Corpo de homem é encontrado crivado de balas na zona rural de Parnamirim

alt

alt

A vítima não portava documentos de identificação e a Delegacia de Polícia de Parnamirim investiga o caso.

Por Roberto Gonçalves

O corpo de um homem foi encontrado nesta segunda-feira (23), na BR 316, próximo a cidade de Parnamirim, no Sertão de Pernambuco. De acordo com a Polícia Militar (PM), a vítima apresentava marcas de tiros.

O capitão Darlan Ferreira do 8° Batalhão da Polícia Militar de Pernambuco em Salgueiro, disse no Programa Araripe Urgente da Rádio Grande Serra de Araripina, que atté o momento a PM não identificou a identidade do homem, pois a vítima não portava documentos pessoais. O corpo foi encontrado há cerca de 22 km da cidade e ninguém sabe informar quem era a vítima e o que de fato ocorreu.

O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Petrolina. E a Delegacia de Polícia de Parnamirim investiga o caso.(Foto Ilust Internet)

Colisão entre D-20 e Gol mata idoso na zona rural de Exu

alt

alt

Homem de 82 anos morreu após carros baterem de frente.

Por Roberto Gonçalves

Uma colisão frontal entre uma D-20 e um carro de passeio provocou uma morte na tarde de sexta-feira  (20) na zona rural de Exu. A vítima, Antonio Bruno Ferreira, 82 anos, viúvo.

Segundo a Polícia Militar, a vítima era passageiro de um dos veículos. No local foi constatado que os veículo trafegavam em sentido contrario em uma estrada vicinal e ambos colidiram frontalmente.

Os condutores Damião Pereira da Silva e José Adeilton Ferreira, que conduziam respectivamente uma D-20 placa KBA 2285-PE e um Gol placa NUK-9172-PE. O ocorrido foi registrado na DPC local para as devidas providências.(Foto Ilust Internet)

Polícia apreende 10 armas e 26 munições em Ouricuri

alt

alt

Arsenal estava sob responsabilidade de dois homens que já foram presos pelo mesmo crime

Por Roberto Gonçalves

10 armas de grande porte e 26 munições, além de carregadores, chumbos, espoletas para explosivos e aparatos utilizados na fabricação de munições, foram apreendidos rua Maria Lins, no centro de Ouricuri.

Dois suspeitos foram presos em flagrante, durante a operação. Com  Josimar Januário Vieira, 34 anos, cabelereiro, foram realizado busca na rua Maria Lins, no centro de Ouricuri, onde foi encontrado: um rifle cal. 44,marca WINCHESTER, modelo 1892, um revolver cal.44, marca e modelo ilegível;um revolver cal. 38, marca TAURUS, modelo38special, uma espingarda cal.36, marca ROSSI, nº ilegível; um revolver cal.22,marca ROSSI,nº121659; uma espingarda garrucha cal.38, numeração, marca e modelo não identificado, uma espingarda garrucha cal.22, marca ROSSI, modelo e numeração ilegível e três espingardas garruchas cal.32, marca e modelo não identificado, numeração ilegível, totalizando 10 armas. Foram localizados também, doze munições intactas cal. 38; quatro munições intactas cal.44; seis cartuchos cal.32; dois cartuchos cal.36; uma munição cal.25 intacta, uma munição cal. 32, intacta; dois tubos de pólvora,uma caixinha de espoletas, aprox. 640g de chumbo; dez celulares, sendo seis de marca SANSUNG, dois da Marc LG´S, um marca WIFI e um ZTC; uma câmera fotográfica marca TRON e uma TV 32 marca SANSUNG.

Na mesma operação também foi preso o pedreiro João Januário Vieira, 51 anos. Todo o matérial foi apreendido e entregue na DPC de plantão de Ouricuri, juntamente com os acusados para as devidas providências.

 A expectativa da Polícia Civil é que haja uma diminuição no tráfico de armas e de homicídios na região do Agreste e áreas vizinhas.(Foto:Ilust Internet)

 

Contas de luz vão ficar mais caras em Pernambuco

alt

alt

O reajuste deve ser de 17,5%

Denny Farias da CBN Recife

A crise de abastecimento de água e dos reservatórios em todo o Brasil começou a ser sentida pelos pernambucanos no bolso pelo aumento na conta de luz.

Com a adoção do sistema de bandeiras tarifárias cobrado pela Agência Nacional de Energia Elétrica, a Aneel, em alguns casos consumidores falam que a conta de luz dobrou de preço no último mês.

O que acontece é o seguinte: quando a situação dos reservatórios é critica, como é a de agora, apenas o uso da energia gerada pelas hidrelétricas não é suficiente para atender o consumo do país e aí se utiliza mais as usinas termelétricas, que produzem energia a um custo bem mais alto. E é nesse cenário que entra em vigor a bandeira vermelha, a um custo de três reais por 100 quilowatts hora.

E os pernambucanos devem se preparar para novos aumentos no mês que vem. A partir do dia 29 de abril, vai ser aplicado o reajuste anual previsto para as distribuidoras de energia, no caso local, a Celpe. O percentual ainda está sob análise da agência reguladora, mas em 2014, a elevação foi de 17,5%.

Tribunal Regional Eleitoral convoca eleitores que correm o risco de ter o título cancelado

alt

alt

A situação pode ser regularizada em qualquer um dos 151 cartórios eleitorais do Estado.

Por Roberto Gonçalves
O Tribunal Superior Eleitoral liberou nesta segunda-feira (23) uma lista com nome e número de inscrição dos eleitores que poderão ter título cancelado. Na relação, estarão pessoas que não votaram nos últimos três turnos consecutivos.

O processo para regularizar a situação é bem simples. O assessor da Corregedoria do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco, Orson Lemos, explica que o eleitor deve comparecer a qualquer um dos 151 cartórios eleitorais de Pernambuco, munido de documento com foto, pedir a quitação das multas, pagar e mostrar o comprovante. Dessa forma, vai estar em dia com a Justiça Eleitoral.

O site do TRE de Pernambuco é o www.tre-pe.jus.br e o do TSE é o www.tse.jus.br. O cidadão que não regularizar a situação eleitoral, fica impossibilitado de assumir cargo público, tirar passaporte e perde o benefício do bolsa família.

A trajetória de Osvaldo Coelho em revista

alt

alt

De acordo com o jornalista e editor da Revista, Carlos Laerte, a publicação faz justiça ao homem que é considerado um verdadeiro divisor de águas do Sertão do São Francisco.

Por Carlos Laerte

A vida e a trajetória política de um parlamentar com três mandatos como deputado na Assembleia Legislativa de Pernambuco, secretário da Fazenda durante o Governo de Nilo Coelho (seu irmão), e nove mandatos na Câmara Federal.

Este é o tema da revista Osvaldo Coelho, a Força do Sertão, que a Attiva Editora e a Clas Comunicação & Marketing, lançam na próxima quinta-feira (26), às 19 horas, na Livraria SBS Internacional de Petrolina.

A edição especial da Revista Movimento publicação mensal com uma tiragem de 20 mil exemplares, que circula há cinco anos em todo estado de Pernambuco, traça um perfil completo das realizações deste homem, que muito fez pelo semiárido brasileiro, defendendo principalmente as bandeiras da irrigação e da educação.

Osvaldo Coelho ajudou a construir açudes, abastecimento d água, eletrificação e telefonia rural, perfuração de poços, construção de estradas e adutoras e na implantação de projetos públicos de irrigação, a exemplo do Nilo Coelho e do Maria Tereza.

Na Constituinte de 1988, foi autor do artigo 60 das Disposições Transitórias indicando que 50% dos recursos constitucionais destinados à educação nos estados e municípios, fossem gastos no ensino fundamental. Também preocupado com o ensino médio, criou em Petrolina a Escola Agrotécnica e a Escola Técnica, fundou o Cefet, atual IF Sertão, e para ampliar a oferta do ensino superior fez nascer a Universidade do Vale do São Francisco Univasf, um verdadeiro marco na história da educação regional.

De acordo com o jornalista e editor da Revista, Carlos Laerte, a publicação faz justiça ao homem que, aos 83 anos – 44 destes dedicados à criação de políticas públicas em favor do Nordeste, é considerado um verdadeiro divisor de águas do Sertão do São Francisco.

No penúltimo dia do seu nono mandato (30 de janeiro de 2015), ele abordou com veemência, durante entrevista à TV Câmara, temas como a desigualdade inter-regional, federação e a retomada de projetos estruturadores para a região nordestina. “Hoje, a Petrolina, Terra dos Impossíveis, que já é considerada a Capital da Irrigação, também movimenta um moderno centro educacional e faz mover uma metrópole regional de inúmeras possibilidades. Fazemos aqui, uma justa homenagem a um dos homens que ajudou a transformar esta terra num sonho possível, nosso eterno deputado Osvaldo Coelho”, concluiu Carlos Laerte, no Editorial da Revista.

Professores de rede estadual de Pernambuco cobram reajuste salarial

alt

alt

Em janeiro o piso salarial dos professores foi reajustado nacionalmente em 13,01%.

Por Roberto Gonçalves

Mesmo sendo lei, o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), ainda não enviou para a Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) o projeto de lei para efetivar o reajuste de 13,01% determinado pelo Ministério da Educação para este ano.

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco (Sintepe) informou que já entrou em contato com a Secretaria de Educação, para agendar uma reunião com o secretário Fred Amâncio e cobrar agilidade.

Em janeiro o piso salarial dos professores foi reajustado nacionalmente em 13,01%. O reajuste é feito anualmente com base na Lei do Piso que, agora, assegura salário de R$ 1.917,78 para professor com 200 horas/aula.

A Secretaria de Educação assegurou que o reajuste do salário dos professores será discutido em reunião com a Secretaria Estadual de Administração. Em relação a reunião entre o Sintepe e o secretário Fred Amâncio, a assessoria de comunicação da secretaria informou que existe um processo de agendamento, mas não há data definida.

Chuva cancela evento pós carnavalesco e desmancha “asfalto sonrisal” em Serra Talhada

alt

alt

O Bloco das Lacraias, que teria evento pós carnavalesco na tarde deste domingo, cancelou sua programação.

Blog do Nill Júnior

As chuvas torrenciais que caíram neste domingo em Serra Talhada animaram moradores da zona rural e também na sede. Mas não deixaram de ser registrados alagamentos em vários pontos da cidade, conforme imagens cedidas por Fábio Virgulino e Geisinho Cds ao blog. Muitos serra-talhadenses também tem compartilhado registros da chuva  nas redes sociais e grupos de Whatsapp.

O Bloco das Lacraias, que teria evento pós carnavalesco na tarde deste domingo, cancelou sua programação por conta da chuva. O pátio da feira voltou a ficar alagado. Outras áreas da cidade também registraram alagamentos.

Mais prejuízo mesmo tiveram moradores do Bairro Ipsep. O asfalto, que já era alvo de críticas, rotulado de “sonrisal”, foi arrancado por conta da chuva, mostrando que de fato era de péssima qualidade, apesar da defesa de Luciano Duque a poucos dias.

Em outras cidades sertanejas, também houve registro de chuvas nesta tarde de domingo. Com maio ou menor volume, boa parte das cidades do Pajeú registraram precipitações neste domingo, aumentando a esperança sertaneja. Curioso é que havia previsão de chuva para o carnaval, não confirmada. Veio uma semana depois.

PSB pode viabilizar nova CPI Mista da Petrobras

alt

alt

FBC  articulava para segurar as assinaturas dos senadores do partido.

Por Cláudio Huberto do JC

Uma movimentação do presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, pode fazer com que os seis senadores do partido assinem o requerimento de criação da nova CPI Mista da Petrobras, o que permitiria a instalação do grupo. A informação é da coluna de Cláudio Humberto, no Jornal do Commercio desta segunda-feira (23).

Segundo a coluna, a decisão deve ser anunciada nesta terça-feira (24) e O documento, organizado pelo PSDB, tem hoje 24 das 27 assinaturas necessárias para criação da CPI.

O PSB também pode apoiar uma CPI para investigar o BNDES.

Até o momento, a bancada do PSB no Senado ainda não havia aderido à nova CPI Mista. A articulação para segurar as assinaturas é creditada ao senador pernambucano Fernando Bezerra Coelho, que defende uma reaproximação política com o governo federal no plano federal.

Advogados de Araripina reclamam do tratamento dado pelo TJPE ao município

alt

alt

Os advogados falam em verdadeiro descaso do TJPE com a cidade.

Do Blog do Dante Arruda

Advogados que militam na cidade de Araripina na área civil, reclamam do tratamento que o Tribunal de Justiça de Pernambuco dá a cidade e falam em verdadeiro descaso do TJPE com a cidade que tem três varas criadas, duas funcionam a 1ª e 2ª.

Acontece que os dois juízes da cidade foram removidos, e assumiu apenas um na 1ª vara, acumulando as duas. O juiz que assumiu agora no mês de fevereiro, já entra de férias, no início de março, e a juíza da cidade Trindade acumulará durante 30 dias, as duas cidades, vindo apenas nas quintas feiras e atenderá apenas réu preso. Araripina tem 13.000 processos em andamento, fora os do gabinete e uma população de 100.000 habitantes.

Os advogados não entendem porque a cidade de Moreilândia de apenas 11.000 habitantes, vizinha a cidade de Exu, tem um juiz titular, sendo que o juiz da cidade do rei do baião, poderia acumular as duas comarcas.

Salgueiro vira a página de cidade violenta

alt

alt

Cidade no Sertão de Pernambuco afastou fama de “capital do Polígono da Maconha” e hoje possui taxa de homicídios dentro dos padrões da ONU.

Do Jornal do Comércio

“Quando comecei a trabalhar aqui, Salgueiro era o que a gente podia chamar de terra sem lei. Era a polícia de um lado, os bandidos do outro e os poucos negociantes ficavam no meio, servindo os dois lados. Com o passar dos anos, as coisas avançaram. Pode perguntar a qualquer morador. Uns mais, outros menos, mas todos vão dizer que tudo está melhor por aqui, inclusive a segurança.” O testemunho é do empresário José Carlos Silva Saraiva, 47 anos. Com a experiência de quem há 27 anos gerencia uma rede de postos de gasolina e restaurantes, Carlinhos, como é mais conhecido, assistiu de perto à transformação pela qual passou o município sertanejo. Distante 509 quilômetros do Recife, Salgueiro deixou para trás a nada honrosa alcunha de “capital do Polígono da Maconha” para ser a única cidade pernambucana de médio ou grande porte dentro dos parâmetros da Organização das Nações Unidas (ONU) para a análise da taxa de homicídios.

A Organização Mundial da Saúde (OMS), agência subordinada à ONU, classifica como tolerável uma taxa de homicídios de até dez vítimas por cada grupo de 100 mil habitantes. Acima do índice, a violência passa a ser considerada endêmica no local. Com quase 60 mil moradores, Salgueiro fechou o ano passado com o registro de sete assassinatos, quatro na área urbana e outros três na zona rural, e uma taxa de 10,2. O município também é sede da Área Integrada de Segurança (AIS) com a menor taxa de homicídio de Pernambuco. Para efeito estatístico, o Estado foi dividido em 26 áreas. Formada ainda por outras seis cidades (Mirandiba, Cedro, Verdejante, Serrita, Terra Nova e Parnamirim), a AIS-23 registrou em 2014 a taxa de 11,8.

Em 2007, início do Pacto pela Vida, programa de combate à criminalidade cujo principal objetivo é reduzir a ocorrência de assassinatos, a taxa era de 17/100 mil habitantes. De lá para cá, Salgueiro experimentou um crescimento econômico, impulsionado pelas vagas de emprego formal geradas pelas obras da Transposição do São Francisco e da Transnordestina. No auge, foram cerca de oito mil operários em ação e toda uma cadeia direta e indireta de serviços.

Atualmente, os canteiros de obra estão desocupados e os trabalhadores, desmobilizados. Mas, como o município não atravessou desarranjo social comum aos centros econômicos, a taxa de homicídio conseguiu ser reduzida em 30%. Quem vive em Salgueiro e assistiu ao aquecimento da economia local acredita que o fato dos moradores terem sido capacitados e depois empregados nas obras foi fundamental para fazer a cidade crescer sem que a violência acompanhasse a prosperidade.

O plantio de maconha na região ainda é uma realidade. Como um batalhão da Polícia Militar e uma delegacia da PF têm sede no município, porém, as quadrilhas preferem cultivar roças da planta em outras cidades do Polígono, como Floresta, Belém de São Francisco, Cabrobó, Orocó e Santa Maria da Boa Vista. Salgueiro tem servido mais como rota de passagem para a distribuição da droga.

Empresário diz ter pago propina para aprovar lei no Rio Grande do Norte

alt

alt

Na delação, George Olímpio conta que esquema foi negociado na residência oficial da então governadora Wilma de Faria.

Do G1

Será possível alguém comprar o que não deveria estar à venda? Por exemplo: comprar uma lei? Pois um empresário nordestino diz que fez exatamente isso: distribui propina a vários políticos para aprovar uma lei que era do interesse dele.

O homem que não quis ser identificado falou durante três horas e meia para o Ministério Público. “Ou é 100 mil, que é o valor total do mês, ou é 100 menos o valor que tinha sido antecipado”, afirma homem.

O empresário, que pediu para não ter o rosto gravado durante o depoimento, é George Olímpio, do Rio Grande do Norte. O esquema delatado teria ocorrido entre 2008 e 2011, quando George montou um instituto para prestar serviços de cartório ao Detran do estado.

O instituto tinha a função de cobrar uma taxa de cada contrato de carro financiado no Rio Grande do Norte. Mas segundo o Ministério Público, nessa taxa estava embutido o custo da propina.

Na delação, o empresário conta que o esquema da propina foi negociado na residência oficial da então governadora do estado, Wilma de Faria, do PSB, hoje vice-prefeita de Natal. “Eu fui chamado para uma reunião com Lauro Maia”, diz o delator. Lauro Maia é o filho de Wilma.

“Essa reunião foi dentro da casa da governadoria, dentro de um gabinete que era o gabinete que Lauro recebia as pessoas para fazer tratativas”, diz George Olímpio.

Segundo o delator, era Lauro quem determinava o valor da propina de cada contrato de veículo financiado no estado. “Ficou definido que para o governo ia R$ 15 por contrato. A média de contratos por mês girava em torno de 5 mil”, conta.

O que daria, por mês, R$75 mil de propina para o governo. Em março de 2010, a então governadora deixa o cargo para concorrer ao Senado. Quem assume é o vice, Iberê Ferreira, também do PSB, hoje falecido. Segundo a promotoria, ele também recebeu propina.

As investigações, que começaram em 2011, mostram que o esquema só era viável porque o então diretor do Detran, Érico Vallério de Souza, recebia dinheiro.

“A gente marca o encontro no escritório, exatamente para eu repassar esse dinheiro a ele. Todo mês era feito o encontro de contas”, afirma o delator.

Neste mesmo período, o empresário George Olímpio investe em um esquema mais audacioso: a compra de uma lei para tornar obrigatório a inspeção veicular no estado.

“Você imagina um veículo acabou de sair da fábrica, teria que pagar inspeção veicular”, afirma Paulo Batista Lopes Neto, promotor de Justiça.

Para a lei ser aprovada rapidamente, George diz que contou com a ajuda do deputado Ezequiel Ferreira, do PMDB, hoje presidente da Assembleia Legislativa.

“Eu digo: de quanto é que seria essa ajuda? Aí o Ezequiel me diz: George, uns 500 mil. Eu tenho como pagar 300 mil. Eu dou 150 quando for aprovado e os outros 150 você me divide em três vezes”, conta o delator.

Na última sexta-feira (20), o procurador-geral da Justiça denunciou Ezequiel, ou seja, entregou a acusação formal ao juiz por crime de corrupção passiva.

“A lei foi aprovada com a dispensa de toda a burocracia legislativa. Não passou, não tramitou em nenhuma comissão temática da assembleia”, afirma o procurador-geral de Justiça Rinaldo Reis Lima.

O valor foi pago, mas a inspeção nunca chegou a funcionar porque, ainda em 2011, o Ministério Público descobriu todo o esquema. Na época, 34 envolvidos foram denunciados inclusive George Olímpio. Mas foi só em 2014 que ele decidiu contar tudo.

“Ele estava se sentindo abandonado pelos comparsas, pelos demais membros da organização criminosa e ele, temendo ser responsabilizado penalmente sozinho, procurou o Ministério Público em troca de colaborar para ter a obtenção de alguma espécie de benefício”, diz a promotora de Justiça Keiviany Silva de Sena.

Em um dos trechos da delação George Olímpio cita José Agripino, senador do DEM pelo Rio Grande do Norte. Diz que o senador pediu para ele mais de R$ 1 milhão no ano de 2010.

O encontro entre o empresário e o senador teria sido no apartamento de Agripino. “Subimos para parte de cima da cobertura de José Agripino e começamos a conversar e ele disse que, ele José Agripino disse: ‘É George, a informação que nós temos é que você deu R$ 5 milhões para campanha de Iberê'”, afirma o delator.

Iberê era o governador na época. “Eu dei R$ 1 milhão para campanha de Iberê. Ele disse: pois é, e tal, como é que você pode participar da nossa campanha? Eu falei R$ 200 mil. Disse: tenho condições de lhe conseguir esse dinheiro já. Estou lhe dando esses R$ 200 mil, na semana que vem lhe dou R$ 100 mil. Ele disse: ‘pronto, aí vai faltar R$ 700 mil para dar a mesma coisa que você deu para a campanha de Iberê’. Para mim, aquilo foi um aviso bastante claro de que ou você participa ou você perde a inspeção. Uma forma muito sutil, mas uma forma de chantagem. R$ 1,150 milhão foram dados em troca de manter a inspeção”, diz o delator.

Por telefone, Fantástico falou com José Agripino que estava em Miami, nos Estados Unidos.

Fantástico: O senhor conhece George Olímpio?
José Agripino: Conheci George Olímpio, é uma figura conhecida em Natal e é parente de amigos do meu pai de muito tempo atrás, eu o conheci sim.
Fantástico: Ele disse que já foi na casa do senhor em Brasília. Ele já foi, senador?
José Agripino: Teria ido. Ele foi na minha casa uma vez. 
Fantástico: E este apartamento no Rio Grande do Norte ele disse que esteve lá também? Ele já esteve nesse apartamento também?
José Agripino: Esteve também.
Fantástico: Ele disse que o senhor pediu mais de R$ 1 milhão para ele e este pedido foi feito no apartamento do senhor.
José Agripino: Eu nunca pedi nenhum dinheiro, nenhum valor a George Olímpio. E conforme ele próprio declarou em cartório, não me deu R$ 1 milhão coisíssima nenhuma.

Dilma fica mal na foto ao duelar com FHC

alt

alt

Até petistas consideraram um erro o uso de um argumento com tom eleitoral.

Do blog do Kennedy

Depois de dois meses sem dar entrevista aos jornalistas credenciados no Palácio do Planalto, a presidente Dilma Rousseff disse que, se a corrupção na Petrobras tivesse sido investigada nos anos 90, não haveria agora o escândalo descoberto pela Operação Lava Jato. Dilma ficou mal na foto e despertou uma reação dura do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

FHC afirmou que a presidente está tentando esconder sua responsabilidade pela corrupção na Petrobras. Afinal, o PT está no poder desde 2003. Seria tempo suficiente para ter acabado com a corrupção na estatal. Mas, ao contrário, a corrupção teria sido elevada a um grau partidário desde então. Ele ainda lembrou que Dilma teria sido no mínimo descuidada ao aprovar a compra da refinaria de Pasadena.

Até petistas consideraram um erro o uso de um argumento com tom eleitoral. Para eles, a presidente deveria ter falado sobre o futuro e dito que a corrupção será combatida, que os culpados serão punidos e que a Petrobras dará a volta por cima.

Câmara quer criar secretaria executiva para atender demandas de segmentos

alt

alt

De acordo com o governador, o secretário de Desenvolvimento Social, Isaltino Nascimento (PSB), indicará o responsável pela pasta.

Com informações de Anderson Bandeira, da Folha de Pernambuco.

Em busca do diálogo e de uma aproximação com a sociedade civil, o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), pretende criar uma secretaria executiva para atender as demandas dos negros, quilombolas, índios e o segmento LGBT, dentre outros. A ideia, segundo o socialista, é que ela funcione dentro da Secretaria de Desenvolvimento Social.

“É uma secretaria executiva de desenvolvimento social relativa aos segmentos. Porque a gente já tinha pensado nisso e viu agora que é possível”, garantiu Paulo Câmara, após participar, neste domingo (22), da missa que marcou a posse do novo bispo auxiliar da Arquidiocese de Olinda e Recife, dom Antônio Tourinho.

Questionado sobre como deverá ser o funcionamento da pasta, ele afirmou que, dentro da secretaria, funcionarão coordenações que contemplem os segmentos. “Hoje eles são coordenadoria, eles vão estar dentro de uma secretaria executiva”, explicou, afirmando, ainda, que vai apenas realocar os cargos.

De acordo com Paulo Câmara, o secretário de Desenvolvimento Social, Isaltino Nascimento (PSB), indicará o responsável pela pasta.

Agricultor reclama da falta de assistência Técnica em Santa Cruz

alt

alt

“Meus irmãos foram embora devido as grandes seca”, disse o Sr Franciso.

Por Francisco Luiz – de Santa Cruz

O agricultor Raimundo Francisco de Souza criador de caprinos, ovinos e de galinha caipira no município de Santa Cruz  sertão de Pernambuco reclama da falta de assistência técnica para auxiliar os pequenos agricultores na melhoria do rebanho.

Mais mesmo assim esta feliz da vida e festeja muito o recebimento de uma barragem tipo aguada que recebeu da CODEVASF. Segundo ele essa barragem vai ser de grande utilidade para manter o consumo de água de seu pequeno rebanho. “Nasci aqui na roça eu e meus 5 irmãos, só permaneceu aqui eu e meu irmão Francisco (já falecido)” Comentou o agricultor.

Os outros seus irmãos foram embora devido as grandes secas, “Criei meus 2 filhos aqui dependendo muito de minhas criações para sobrevivermos, mais sou feliz não troco este sossego por nada é aqui que eu quero terminar meus dias de vida junto a meu filho e minha esposa ” Finalizou Francisco.

Pernambuco pode enfrentar 4° ano consecutivo de seca, 116 municípios já fazem racionamento

alt

alt

No Sertão, o quadro é mais delicado, além de amargar baixos índices de abastecimento, o período chuvoso já está indo embora.

Do Blog da Folha

A Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac) fez uma previsão preocupante. Segundo a Apac, o Estado de Pernambuco pode entrar no quarto ano consecutivo de seca já que está chovendo 70% abaixo da média prevista no Estado.

A estiagem deixou o nível dos principais reservatórios em situação preocupante. E o número de municípios que enfrentam racionamento no Estado já chega a 116, dos 173 atendidos pela Compesa. Hoje, o Agreste, com 60% de um total de dois milhões de moradores passando por racionamento de água, enfrenta a pior condição dos últimos quatro anos.

Com capacidade para 327 milhões de metros cúbicos, o Sistema Jucazinho, que abastece 15 municípios da região, encontra-se apenas com 11,4%. Outros nove reservatórios estão em colapso, entre eles Machado, no Brejo da Madre de Deus, e Ipaneminha, em Pesqueira, ambos também no Agreste. O que ameniza o quadro nessa área, de acordo com a Apac, é a possibilidade de chuva entre março e julho.

Já no Sertão, o quadro é ainda mais delicado: além de amargar baixos índices de abastecimento, o período chuvoso já está indo embora. Lá, o racionamento já atinge 44% da população (cerca de 1,58 milhão de pessoas). “As chuvas têm ficando 70% abaixo da média climatológica. A expectativa não é boa”, analisou o meteorologista da Apac, Fabiano Prestrelo.

Nem Lula salva: ladrões do PeTrolão estão em celas escuras e comem carne com as mãos

alt

alt

Quem ‘cagou’ na mesma privada da presidenta inteligenta, agora vive em cela para quatro pessoas, com uma latrina comum.

Por Mônica Bergamo

A jornalista Monica Bergamo, da Folha de S. Paulo, revela neste domingo (leia aqui) a rotina dos empresários presos em Curitiba, das empresas Camargo Corrêa, OAS, UTC, Mendes Júnior, Engevix e Galvão Engenharia que, juntas, empregam mais de 200 mil pessoas.

Eles estão em celas escuras, comem carne com as mãos, dividem-se em celas para quatro pessoas, com uma latrina comum, e até recentemente estavam impedidos de ler jornais e revistas.

Numa cela isolada ao lado, Alberto Youssef tem recebido visitas de uma bela fisioterapeuta, segundo o relato da jornalista.

“Não há visita íntima na custódia da PF. Os empreiteiros ficam separados da mulher e dos filhos por uma parede de vidro. Às vezes, os carcereiros abrem exceção. E permitem que os detentos abracem os seus familiares”, diz ela.

 

Região de Itaparica se consolida como região produtora de energia diversificada

alt

alt

A região de Itaparica que já possui usina hidrelétrica e éolica, agora se consolida como região produtora de energia diversificada.

Por Roberto Gonçalves

O município de Tacaratu, receberá duas usinas fotovoltaicas – que transformam energia solar em elétrica

A iniciativa é da empresa italiana Enel Green Power e terá um investimento de 18 milhões de dólares. Será o maior parque de energia limpa no Brasil, com capacidade de suprir as necessidades de 90 mil famílias. E o melhor: sem poluir o meio ambiente, pois nesse tipo de geração de energia não há liberação de dióxido de carbono para a atmosfera.

A região de Itaparica, que já possui usina hidrelétrica, produção de energia éolica, agora se consolida como região produtora de energia diversificada, com a produção também de energia a partir da luz solar.
Gerará emprego e receita para o município.
 

Como o Clube do Bilhão quer implodir a Lava Jato

alt

alt

O procurador Delton Martinazzo Dallagnol durante entrevista coletiva no hotel Mabu, no centro em Curitiba para falar sobre os desdobramentos da Operação Lava Jato .

Juca Varella/Folhapress

Era 5 de abril de 2011 quando o Superior Tribunal de Justiça (STJ) jogou por terra a maior operação policial até então realizada no Brasil. Anulou todas as provas produzidas em escutas telefônicas e livrou a gigante Camargo Corrêa de crimes que, desde março de 2009, eram investigados pela Polícia Federal: fraude em licitações, lavagem de dinheiro, evasão de divisas e pagamentos criminosos a partidos políticos. Com honorários estimados em 15 milhões de reais na época, o criminalista Márcio Thomaz Bastos, ex-ministro da Justiça, foi o principal arquiteto das teses que levaram ao desmonte da investigação. A Operação Castelo de Areia desabou. E políticos de todo o espectro partidário – PMDB, PSDB, PDT, DEM, PP, PSB e PPS –, apontados como beneficiários do propinoduto da construtora, saíram ilesos.

Menos de quatro anos depois – e com oito empreiteiras a mais encrencadas – os principais advogados do país tentam replicar a estratégia bem sucedida. Esgrimem teses de que houve cerceamento de defesa, irregularidades na instrução do processo e ilegalidades nos grampos telefônicos para esvaziar a megaoperação Lava Jato. O mesmo Thomaz Bastos, apelidado à época do julgamento do mensalão de God (Deus, em inglês) pelos colegas de banca, foi até a véspera de sua morte, em novembro do ano passado, responsável por orquestrar as linhas gerais de defesa das construtoras do chamado Clube do Bilhão. Ele reagrupou boa parte dos advogados que trabalharam para minar a Castelo de Areia.

Questionamentos sobre métodos de investigação, como a legalidade ou conveniência de se utilizar grampos telefônicos, são recorrentes em processos criminais. Além da Castelo de Areia, grandes operações como a Satiagraha e a Chacal, que investigaram negócios do banqueiro Daniel Dantas, ou a Faktor, que apurou crimes cometidos pelo empresário Fernando Sarney, já tiveram parte das provas anuladas porque a Justiça considerou ilegais os métodos de investigação da Polícia Federal e do Ministério Público. No caso da Lava Jato, a defesa dos empreiteiros tenta explorar simultaneamente cinco grandes frentes – endossadas inclusive pela Defensoria Pública da União, que representa um laranja do doleiro Alberto Youssef, um dos cabeças do propinoduto que sangrou a Petrobras.

A própria Polícia Federal encontrou na casa do presidente da UTC Engenharia, Ricardo Pessoa, apontado como o chefe do cartel de empreiteiras, um roteiro traçado para tentar desidratar a Lava Jato. Em seis páginas de anotações manuscritas, as ordens para os demais investigados: “fragilizar ou eliminar” as delações premiadas, fazer uma “campanha na imprensa para mudar a opinião pública” e “trazer a investigação para o STF”.

A tese de que o juiz Sergio Moro estaria renovando a prisão de empresários para forçar que eles colaborem com a Justiça ganhou corpo após um parecer do procurador regional da República Manoel Pastana, em novembro de 2014, defender a necessidade da prisão preventiva de empreiteiros como uma forma de “influenciá-los na vontade de colaborar”. Confrontado com a tese de que estaria endossando prisões para coagir investigados no petrolão, Pastana alega que os advogados recorrem às mais variadas estratégias para “defender a impunidade” e diz que não utilizou a hipótese de prisão para estimular delações premiadas como a principal linha de argumentação a favor da prisão dos empreiteiros. Desde o final do ano passado, após a controvertida manifestação, o representante do Ministério Público está afastado da Operação Lava Jato.