Início Notícias TCU avaliza ‘segredo’ para mordomia de jatos da FAB

TCU avaliza ‘segredo’ para mordomia de jatos da FAB

55
Foto: reprodução

O Tribunal de Contas da União (TCU) deu parecer favorável ao pedido de auditoria para manter em sigilo os registros de voos dos jatinhos da Força Aérea Brasileira (FAB) das chamadas “altas autoridades”, mesmo após a realização da viagem.

No acórdão relatado pelo ministro Benjamin Zymler, a Corte considerou que a divulgação dos nomes das autoridades que usam jatinhos pode colocar em risco a segurança das instituições.

O pedido de auditoria foi feito pela presidente da Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara, deputada Bia Kicis (PL-RJ), que quer verificar a legalidade, a economicidade e a eficiência no uso dos aviões da FAB.

A decisão do TCU beneficia pedidos de voos feitos pelo vice-presidente da República, por ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), pelo Procurador-geral da República (PGR), e pelos presidentes do Senado e da Câmara dos Deputados. Apenas os ministros de Estado terão que prestar transparência ao utilizar os aviões da FAB.

“Nesse sentido, diante das considerações feitas pelo presidente [do TCU] Bruno Dantas, acolho a sugestão feita pelo ministro [do TCU] Jhonatan de Jesus no sentido de consignar, no acórdão, que, em razão do disposto na Lei 12.527/2011, são passíveis de classificação no grau de sigilo as informações cuja divulgação ou acesso irrestrito possam pôr em risco a segurança de instituições ou de altas autoridades nacionais ou estrangeiras e seus familiares, relativas às requisições de voos em aeronaves da Força Aérea Brasileira”, diz um trecho do despacho do TCU emitido na terça-feira (30).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here