Início Notícias Raquel Dodge recebe em Brasília força-tarefa da Lava Jato

Raquel Dodge recebe em Brasília força-tarefa da Lava Jato

43
Segundo assessoria, encontro serviu para que PGR demonstrasse apoio institucional aos procuradores

Por Gabriel Palma, TV Globo — Brasília

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, recebeu em Brasília na tarde desta terça-feira (16) integrantes da força-tarefa da Operação Lava Jato em Curitiba.

De acordo com a assessoria da procuradora, o encontro foi agendado para que Raquel Dodge demonstrasse apoio institucional e administrativo ao trabalho desempenhado pelos procuradores.

Ainda de acordo com a assessoria da PGR, foi discutido na reunião a publicação de reportagens pelo site The Intercept, pela revista “Veja” e pelo jornal “Folha de S.Paulo” com mensagens atribuídas a eles e ao ex-juiz e atual ministro da Justiça, Sérgio Moro.

De acordo com as publicações, as mensagens demonstram que Moro orientou a atuação dos procuradores responsáveis pela Lava Jato.

A assessoria informou ainda que Dodge reforçou o compromisso de manter investigações e de defender a operação.

Saída de coordenador

Mais cedo, a Procuradoria-Geral da República (PGR) confirmou a saída do procurador José Alfredo de Paula do cargo de coordenador do grupo de trabalho da operação Lava Jato na PGR.

Interlocutores confirmaram à TV Globo que ele estava insatisfeito com o ritmo de investigações na gestão de Raquel Dodge na procuradoria.

Como foi o encontro

Na noite desta terça-feira, a Procuradoria Geral da República divulgou uma nota (leia mais abaixo) na qual informou que, no encontro, Raquel Dodge reiterou compromisso do órgão em dar apoio “institucional, financeiro e de pessoal” à força-tarefa da Lava Jato.

“O apoio institucional, financeiro e de pessoal ao combate à corrupção e ao crime organizado feito pela Força-Tarefa Lava Jato continuará, para que o patrimônio público seja preservado e a honestidade dos administradores prevaleça, pois o contraditório e a ampla defesa têm sido usados nas ações judiciais para assegurar que o trabalho feito com qualidade e eficiência, e que passou pelo crivo de várias instâncias judiciais e do Ministério Público, esteja apto a produzir efeitos legais válidos”, afirmou Raquel Dodge, segundo a nota da PGR.

Ainda conforme a nota, Raquel Dodge também ressaltou medidas já adotadas pela PGR desde que as conversas foram reveladas pelo site The Intercept.

“[Raquel Dodge] lembrou que determinou a instauração de Procedimento Administrativo para apurar o caso e solicitou providências à Polícia Federal, que conduz os inquéritos para apurar os responsáveis pelo crime cibernético”, diz trecho da nota.

Segundo a nota, no encontro, o procurador Deltan Dallagnol disse ter “tranquilidade” em relação ao trabalho na Lava Jato, acrescentando que não ultrapassou a “linha ética”. “Somos um grupo grande que sempre decidiu em conjunto. Sucessivas pessoas passaram por lá, a atuação era técnica e legítima”, disse Deltan na reunião, segundo a PGR.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.