Início Notícias Professor araripinense aponta os principais fatores responsáveis por provocar as intensas inundações...

Professor araripinense aponta os principais fatores responsáveis por provocar as intensas inundações no Rio Grande do Sul

258
Foto: arquivo Blog do Roberto

Por Cidinha Medrado

O programa Debate Geral da Rádio Arari FM, comandado pelo jornalista Roberto Gonçalves, recebeu neste sábado (18), o professor de Geografia Crisnacleuton de Macedo para discutir a devastadora série de enchentes e alagamentos que assolaram o Rio Grande do Sul. A tragédia, que atingiu 2,3 milhões de pessoas, deixou um rastro de destruição, com milhares de casas, móveis, eletrodomésticos, livros e memórias perdidas. O número de mortos já chega a 163, com 88 pessoas ainda desaparecidas.

Crisnacleuton destacou o impacto profundo das chuvas na vida dos gaúchos, afetando não apenas a esfera individual, mas também a economia do estado e do país como um todo. As consequências econômicas também são graves, com o Rio Grande do Sul, um dos maiores produtores do Brasil, sofrendo perdas significativas. “O estado é o quarto maior entre os cinco maiores produtores do Brasil”, afirmou Crisnacleuton. “O impacto nas safras e na infraestrutura terá reflexos em todo o país, com aumento do preço de alimentos como o arroz, por exemplo.”

O professor de Geografia apontou para as mudanças climáticas como um dos principais fatores por trás da intensificação dos eventos climáticos extremos, como as enchentes no Rio Grande do Sul. “O planeta Terra já aqueceu 1 grau e se chegar a 2 graus, a vida no planeta ficará insustentável”, alertou Crisnacleuton. “Se chegar a 3 graus de aumento da temperatura média no planeta, a vida como a conhecemos será extinta.”

Embora reconheça a complexa natureza do problema, Crisnacleuton defende a necessidade de se buscar soluções e apontar responsabilidades. “É preciso a sociedade se precaver e parar de culpar um ao outro. Precisamos agir agora para mitigar os efeitos das mudanças climáticas e evitar tragédias ainda piores no futuro”, afirmou.

Apesar da gravidade da situação, Crisnacleuton se mostra otimista em relação à capacidade do Rio Grande do Sul de se recuperar. “O Rio Grande do Sul é um estado com uma tradição empreendedora e de pessoas trabalhadoras. Eles vão se safar dessa tragédia e ressurgir como o grande estado brasileiro que sempre foi”, disse o professor.

Para o professor, o empreendedorismo será fundamental para a reconstrução do estado, ele acredita sempre que em todas as situações é preciso empreender, e assim, o Rio Grande do Sul vai voltar a ser o grande estado que sempre foi porque lá é um dos estados onde mais se empreende no país.

Crisnacleuton também ressalta a importância da tragédia no Rio Grande do Sul como um alerta para o Nordeste se inspirar no exemplo empreendedor do Rio Grande do Sul. “Essa tragédia vai afetar inclusive aqui em Araripina, que é tão distante. O Brasil inteiro está ameaçado pelas mudanças climáticas e precisamos agir agora. Eles produzem muito e sempre produziram. E não vai ser essa tragédia que vai fazer com que eles deixem de produzir”, explicou.

Sobre o aquecimento Global, o professor acredita ser uma Ameaça Real, destacando a urgência de medidas para combater esse problema. “O efeito estufa é causado pelo homem, pelo ser humano”, alertou Crisnacleuton. “Precisamos ser a favor do progresso, mas de forma sustentável, não destruindo a natureza”, ressaltou ele.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here