Início Notícias Operação ‘raspa do tacho’: Ministério do Esporte, comandado por Fufuca, destina verbas...

Operação ‘raspa do tacho’: Ministério do Esporte, comandado por Fufuca, destina verbas a redutos de Lira e aliados do PP

162
O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e o ministro do Esporte, André Fufuca (PP-MA) — Foto: Maurício Alexandre/Semsa

Por O Globo

Sob o comando do Centrão, o Ministério do Esporte turbinou os repasses de dinheiro público para Barra de São Miguel (AL), município do litoral alagoano comandado por Benedito de Lira (PP), pai do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL). De setembro de 2023, quando André Fufuca (PP) assumiu a pasta, até o fim do ano, a cidade de 8 mil habitantes foi a oitava entre as 5.565 do país que mais receberam verbas da pasta.

Levantamento do GLOBO mostra que foram destinados R$ 4 milhões para a construção de duas arenas, um complexo esportivo e para alavancar o futebol amador. Filho do prefeito, Arthur Lira foi o fiador da indicação de Fufuca ao governo. Outras prefeituras do PP também foram contempladas, incrementando os recursos que os aliados terão à disposição em ano eleitoral.

Destinação de recursos — Foto: Editoria de Arte
Destinação de recursos — Foto: Editoria de Arte

Ao todo, foram quatro convênios firmados por Fufuca com Barra de São Miguel, a 31 quilômetros da capital, Maceió, entre os dias 26 e 31 de dezembro de 2023. O patamar também coloca a cidade governada por Benedito de Lira como a segunda da lista das que mais tiveram propostas atendidas pelo ministério do Esporte na gestão do atual ministro, ficando atrás apenas de Belo Horizonte, com seis. O valor é oriundo do extinto orçamento secreto.

Os projetos do município chancelados pelo governo federal não detalham local, capacidade ou quais equipamentos vão fazer parte das estruturas que serão construídas. Tampouco apontam quais modalidades poderão ser praticadas no complexo esportivo a ser erguido no local — que já conta com um estádio municipal, o José Vieira de Andrade, o Andradão, usado para torneios amadores, dois ginásios cobertos e outras duas quadras poliesportivas descobertas.

Convênios de Barra de São Miguel — Foto: Editoria de Arte
Convênios de Barra de São Miguel — Foto: Editoria de Arte

Procurado, o Ministério do Esporte afirmou que os critérios para a escolha de municípios são “técnicos” e que os acordos firmados “foram analisados e tratados com base na estrita legalidade”. “É isso o que permite ao Ministério do Esporte, respeitando os limites impostos pelo orçamento, atender prefeituras e governos estaduais, em todas as unidades da federação”, disse em nota. A pasta negou favorecimento a aliados do ministro e disse que os projetos estão em “cidades administradas por gestores de todos os matizes políticos”. Procurado, Benedito de Lira, que pode ser candidato à reeleição, não respondeu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here