Início Site

Araripina registra mais 03 casos do novo coronavírus nas últimas 24h

Foto: Blog do Roberto

Agora são 40 os infectados pela covid-19 no município

Por Roberto Gonçalves / Foto: arquivo Blog do Roberto

O boletim oficial da Secretaria de Saúde de Araripina, no Sertão de Pernambuco, registrou mais 03 novos casos do novocoronavírus nas últimas 24h, subindo para 40 o número de infectados.

Nesta terça-feira (26), o município tem 23 casos recuperados, 09 estão em investigação e 118 foram descartados.

No Sertão do Araripe já foram registradas 10 mortes. Foram 04 em Trindade, 03 em Ipubi, 02 em Araripina e 01 em Ouricuri.

Polícia Militar dispersa carreta pró-reabertura do comércio em Araripina

Segundo informações do presidente da CDL, Leandro Batista, o orgão não participou da organização da carreata. Evento foi proibido pelo MPPE

Por Roberto Gonçalves / Foto: reprodução

Alguns integrantes da sociedade civil de Araripina, no Sertão de Pernambuco, marcaram para essa terça-feira (26), uma carreata pelas ruas da cidade. De acordo com alguns participantes, a intenção era chamar a atenção das autoridades, para o longo período que o comércio da cidade está fechado, devido aos decretos editados para tentar combater a pandemia do novo coronavírus.

O presidente da Câmara de dirigentes Logistas de Araripina, Leandro Batista, disse ao blog,  que a CDL não participou da organização do evento, mas acha um direito constitucional essas manifestações populares. “Está na Constituição. Trata-se do livre direito de expressão”, frisou.

Leia também

De acordo com Leandro Batista, a informação que se tem sobre o ocorrido, é de que a Polícia Militar esteve no local de onde partiria a carreata, e solicitou para que o evento não acontecesse. “Na verdade houve uma dispersão e o pessoal voltou para o centro da cidade nos seus carros. A carreata só não aconteceu porque não foi permitida pela PM e pelo MPPE”, disse.

Na Arari FM, Dr. Francisco Eudes tira dúvidas sobre glaucoma e catarata

De acordo com o especialista, o glaucoma é uma doença que não tem cura, mas um diagnóstico precoce possibilita o controle; ouça

Por Roberto Gonçalves / Foto: Blog do Roberto

O oftalmologista Dr. Francisco Eudes, durante participação nesta terça-feira (26) no programa Araripina Urgente, da Rádio Arari FM, prestou esclarecimentos importantes sobre o glaucoma e catarata.

De acordo com o especialista, o glaucoma é uma doença que não tem cura, mas um diagnóstico precoce possibilita o controle.

“Essa doença causa a diminuição do campo de visão da periferia para o centro. Quem tem o glaucoma muito avançado, para entender, é só fechar um dos olhos com a mão, formando tipo uma luneta, para se ver o tamanho do campo visual perdido. É importante para quem tem casos na família, fazer avaliações freqüentes, porque o glaucoma é uma doença que não tem cura, mas um diagnóstico precoce possibilita o controle”, explicou.

Na mesma participação, Dr. Francisco Eudes também tirou dúvidas sobre catarata e a longa exposição aos raios ultravioletas que segundo ele, prejudicam muito os olhos. Ouça:

Confira os preços dos produtos agrícolas comercializados nesta terça-feira (26) em Araripina

A tonelada da mandioca subiu mais um pouco e agora está custando em média R$ 250,00 na roça

Por Roberto Gonçalves / Foto: reprodução

Em Araripina, no Sertão de Pernambuco, o preço da tonelada da mandioca nesta terça-feira (26), subiu mais um pouco e agora está custando em média R$ 250,00 na roça e R$ 280,00 posta na fábrica.

Já a saca de 50 kg da farinha comum está custando R$ 75,00. A farinha grolada R$ vale 82,00 e a quebradinha R$ 91,00. A saca de 60 kg do milho pra forragem está valendo R$ 60,00 e 70,00 pra plantar.

O preço da saca do feijão de corda novo, está variando entre R$ 210,00 e R$ 250,00. A fava custa R$ 10,00, goma fresca R$ 3,50 e o litro e o andu verde R$ 5,00.

As informações são de Gerby Alencar, presidente da Associação dos Agricultores da Serra do Morais, zona rural de Araripina.

Armando Monteiro faz críticas à gestão da saúde no governo Paulo Câmara

Foto: reprodução

Analisando o cenário de Pandemia da Covid-19 no país, Armando Monteiro criticou a falta de elo entre o Governo Federal e os Estados. “Estamos enfrentando uma grave crise sanitária onde o mundo inteiro está assustado devido a não ter respostas para a duração e o conhecimento da doença. Neste momento precisávamos da união entre o Governo Federal e os Estados para uma ação mais integrada, solidária e efetiva, isso não é momento de politizar o assunto”, comentou.

Já questionado sobre o cenário de Pernambuco com relação à Covid-19, o ex-senador afirmou estar preocupado e criticou o governador Paulo Câmara (PSB), acusando-o de estar focado em ganhos eleitorais.

“Pernambuco vem com uma escalada grave da doença, se você pegar os números de óbitos por cada um milhão de habitantes, a gente tem uma das piores situações do país, sendo ultrapassado por Amazonas e Ceará. Um terço dos municípios já registram casos e as ações tomadas pelo governo demostram insegurança por não ter tomado medidas mais rígidas, parece que ele toma decisões olhando para pesquisas”, criticou.

Por fim o ex-senador demostrou preocupação com relação aos profissionais da saúde do Estado, que estão sendo acometidos em cheio com a doença. “O governo não proporcionou a eles a segurança com o uso dos equipamentos individuais de proteção, com isso muitos combatentes ficam de fora devido a isso. Além de que está havendo denúncias de mal uso do dinheiro público e precisamos ficar atentos para que ele seja muito bem aplicado em favor da população”, encerrou. (Fonte: Alberes Xavier)

Educação Privada em Pernambuco sofre efeitos da pandemia

A crise do novo coronavírus trouxe a necessidade de inovação no ensino e vem impactando economicamente o setor educacional privado no estado

A educação está sendo pedagógica e economicamente impactada pela COVID-19. Segundo a Unesco, mais de 1,5 bilhão de alunos e 60,3 milhões de professores de 165 países foram afetados pela suspensão das aulas presenciais para combater a disseminação do vírus. Diante dessa realidade, as escolas particulares, ao tempo que precisam investir em formação e tecnologia para adaptar o ensino, são afetadas por imprevisibilidade, cancelamento de matrículas e inadimplência.

Dados do Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino no Estado de Pernambuco (Sinepe-PE), mostram que a educação privada no estado é formada por mais de 2 mil escolas, 400 mil alunos e emprega quase 50 mil pessoas. O setor vem sofrendo com os impactos da pandemia, que afetou a condição de pagamento das famílias. Segundo pesquisa da Fecomércio-PE, 74% dos pernambucanos estão endividados em maio, e o consumo tem se voltado a bens de sobrevivência. A preterição da educação em 2020, que já vinha se acentuando desde o início do ano letivo, levou a inadimplência a dobrar, em abril, mês de férias, em relação a março, e triplicar em maio, de acordo com o Sinepe-PE.

O cancelamento de matrículas é outra adversidade enfrentada pelosetor. “As escolas estão sendo obrigadas a receber uma avalanche de pedidos de cancelamentos de matrículas, porque as famílias não estão seguras com o retorno das aulas este ano”, explica o prof. José Ricardo Diniz, presidente do Sinepe-PE. A perda de receita, com os cancelamentos da Educação Infantil, de 0 a 3 anos, chegou a quase 20%, a partir de maio. Ao contrário do que muitas pessoas imaginam, o fechamento temporário das escolas não reduz os custos. Gastos com manutenção, luz e água, representam, em média, 6%, e diversas escolas possuem contrato de energia elétrica sob demanda, ou seja, não importa se o consumo foi menor.

Além disso, diante da imediata adaptação ao ensino remoto, as escolas tiveram que investir rapidamente em plataformas digitais, equipamentos e capacitação de professores para que a aprendizagem dos estudantes não seja prejudicada. “O paradoxo de que as escolas estão se beneficiando com a crise e devem ser obrigadas a conceder descontos na matrícula atinge um setor já fragilizado. A educação vem sendo afetada desde 2018, e descontos já são aplicados nas mensalidades para resguardar alunos e familiares. Começamos o ano com um desconto médio nas mensalidades em torno de 20%”, afirma José Ricardo.

Durante a pandemia, as escolas estão mantendo a prestação de serviços por meio do ensino não presencial e diversas atividades educacionais remotas, tais como: videoaulas, lives, simulados, tira-dúvidas, podcasts, avaliações, reuniões com os pais ou responsáveis de forma periódica e atendimento individualizado aos alunos e suas famílias. O sindicato reforça que as escolas estão se organizando para efetivar a reposição dos dias parados, mantendo assim, o contrato de prestação de serviços educacionais firmado com as famílias, no ato da matrícula no início do ano. Para voltar ao espaço escolar com segurança, o Sinepe-PE elaborará um roteiro com instruções de higiene, comportamentoe protocolos necessários para o retorno gradual.

Oportunidades -Além dos impactos econômicos, a COVID-19 trouxe a oportunidade de inovar na educação. A inserção da cultura digital por meio do ensino híbrido e práticas de metodologias ativas, que colocam o aluno no centro do processo de ensino-aprendizagem, já vinha sendo discutida por estudiosos e agora podem ser aplicadas otimizando o desempenho dos estudantes para além do período de pandemia. “A integração entre a sala de aula e os ambientes virtuais é essencial para abrir a escola para o mundo e trazer o mundo para dentro da escola, já que existem diferentes maneiras de aprender e ensinar. Mas aliar o uso de tecnologias digitais à aprendizagem, especialmente no ensino infantil, requer estudo e investimento pesado. É importante que escolas, professores, gestores e familiares não deixem essa oportunidade passar. O momento é de parceria para defender a educação e enriquecer o aprendizado”, conclui o prof. José Ricardo Diniz.

Ipubi registra terceira morte por Covid-19

Secretária de Saúde de Ipubi Silvanete Andrade / Foto: reprodução

O município de Ipubi (PE) registou mais uma morte pela covid-19. De acordo com boletim, um homem de 31 anos foi a terceira vítima do novo coronavírus na cidade.  Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, o paciente veio a óbito nesta segunda-feira (25) na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Santa Maria em Araripina, onde estava internado. Ele tinha registro de obesidade.

Além deste caso, o município registrou mais dois casos da doença. Tratam-se de homens, de idade entre 30 e 56 anos. Um encontra-se na enfermaria do Hospital Municipal Marcelino da Silva Mudo em Ipubi; O outro está internado no Hospital Santa Maria em Araripina. Ipubi tem 21 casos confirmados, 12 recuperados e 3 óbitos. (Blog do Britto)

“Se um dos entes proibir, não pode abrir”, diz Dr. Guilherme Soares, sobre reabertura do comércio

Foto: Blog do Roberto

Promotor falou recentemente na Rádio Arari FM, sobre o posicionamento do Ministério Público em relação as medidas restritivas de combate ao novo coronavírus

Por Roberto Gonçalves / Foto: arquivo do Blog do Roberto

O representante do Ministério Público nas cidades de Araripina eTrindade, Dr. Guilherme Soares, falou recentemente com comunicador Roberto Gonçalves da Rádio Arari FM, sobre o posicionamento do órgão em relação as medidas restritivas de combate ao novo coronavírus. De acordo com o promotor, se um dos entes da União proibir, seja ele qual for, o comércio não pode abrir.

“Vou dar um exemplo: o governo federal através de decreto considerou há alguns dias atrás, que salões de beleza e academias seriam serviços essenciais. Para que isso valesse, teria que ter também um decreto estadual liberando. Não adianta ter só o decreto da união, e nem só se o próprio município liberar. Se um dos entes proibir, seja ele qual for, o comércio não pode abrir”, explicou Dr. Guilherme.

Ainda segundo o representante do Ministério Público do Estado de Pernambuco, além de ser levada em conta as decisões das autoridades federais, estaduais e municipais, é preciso dialogar também com os comerciantes e escutar os órgãos de saúde para se chegar a um denomidor comum.

Ouça o programa Araripina Urgente de 26/05/2020

Por Roberto Gonçalves / Foto: Bruno Rostand

Se você perdeu o Araripina Urgente desta terça-feira, 26 de maio de 2020, programa que é apresentado pelo radialista Roberto Gonçalves de segunda a sexta-feira, das 7 às 8:30 h, pela Arari FM 90,3 e pelo Sistema Beto Som nas cidades de Parnamirim, Terra Nova, Granito, Moreilândia, Umãs (Salgueiro) e Verdejante e quer ouvir agora na íntegra, é só clicar abaixo.

01-Reprise de entrevista: “Se um dos entes proibir, não pode abrir”, diz promotor de Justiça Guilherme Soares, em relação ao comércio

02-Homem morre em acidente de trabalho em Trindade-PE

03- Confira os preços atualizados dos produtos agrícolas comercializados em Araripina

04- Araripina registra mais 02 casos do novo coronavírus nas últimas 24h

05- Clínico financeiro Valdir Alencar, diz que é preciso mais diálogo entre as CDLs da região para apresentação de um plano gradual de abertura do comércio

06- Em Parnamirim quem descumprir as regras de isolamento domiciliar pode ser multado

07- Moreilândia registra 1º caso da Covid-19

08- Governo anuncia queda de 40% na fila por UTI em PE

09- Ministro interino da saúde alerta para aumento de casos de Covid-19 no interior

10- Luis Roberto Barroso e Edson Fachin tomam posse, como presidente e vice, do TSE

11- Quase dez milhões de pessoas ainda estão em análise para receber o auxílio emergencial

12- Bolsonaro acredita em arquivamento do inquérito que investiga interferência na PF

13-As manchetes dos principais jornais do país e dos Blogs do Roberto e Fredson Paiva

14– Os destaques do programa Rota 903 na Ronda Policial com Fredson Paiva

18- Participação do ouvinte pelo WhatsApp da Arari FM (87) 9 9161-0116 e do Blog do Roberto (87) 9 8812-8397

Salgueiro confirma a sétima morte causada pela Covid-19 no município

Prefeito Clebel Cordeiro anuncia casos de Covid 19 / Foto: reprodução

O município apresenta nesta segunda-feira (25), dois novos casos positivos para o Coronavírus. Tratam-se de pacientes do sexo masculino positivados através de testes rápidos no município. Um encontra-se em isolamento no Hospital de Campanha e o outro em isolamento domiciliar supervisionado pelas Unidades de Saúde e Central de Monitoramento da Covid-19.

Infelizmente, mais um óbito também é acrescentado ao boletim diário. Trata-se de uma mulher, de 53 anos, com histórico de comorbidades já positivada anteriormente através do método Swab pelo LACEN/PE. Apesar dos esforços da equipe médica, o paciente veio a óbito.

Dois pacientes confirmados também foram considerados recuperados após mais de 7 dias de ausência total dos sintomas, ambos receberam alta como casos recuperados.

Policiais podem contar tempo de carreira militar para se aposentar, decide TCU

Foto: divulgação

A discussão começou em 2015, quando o deputado federal Gonzaga Patriota, enviou à corte uma consulta sobre o tema.

O Tribunal de Contas da União (TCU) decidiu que Policiais Federais e Policiais Rodoviários Federais, que já foram militares, poderão utilizar o tempo de atividade nas Forças Armadas, para a aposentadoria especial de policial.

A discussão começou em 2015, quando o deputado federal Gonzaga Patriota (PSB/PE), enviou à Corte de Contas da União, uma Indicação Consulta, sobre o tema. As duas corporações têm 155 policiais aptos que ingressaram na ação, solicitando a soma dos tempos de serviço.

A Constituição prevê aposentadoria especial, de 15 anos para mulheres e 20 anos para homens, em “atividades de risco ou prejudiciais à integridade física.

“A aposentadoria especial deve ser concedida ao policial exposto a situação permanente de risco, daí o uso da expressão “atividade estritamente policial”, escreveu o ministro relator, Augusto Nardes”.

“Essa decisão terá impacto em todos aqueles que se enquadrarem nestas situações, e não somente nos 155 policiais que ingressaram com a ação”, afirmou o advogado Jaques Reolon, que representou os policiais no processo.

O deputado federal Gonzaga Patriota é autor do Projeto de Lei nº 6894/13, que inclui o estudante de escola técnica federal, o bolsista de iniciação científica para ensino superior e médio e, o prestador de serviço militar obrigatório, como segurados empregados no Regime Geral de Previdência Social (RGPS, leis 8.212/91 – arrecadação – e 8.213/91 – benefícios). A medida busca computar o tempo da bolsa e do serviço militar para aposentadoria.

Segundo o Gonzaga Patriota, o período de bolsista é uma fase da vida em “que se ganha pouco e, os direitos previdenciários ainda ficam esquecidos”. Patriota lembra que bolsas mantidas por instituições como CNPq, Capes e ProUni, com dedicação exclusiva, não garantem a contagem do tempo de aperfeiçoamento para aposentadoria.

O mesmo problema acontece, de acordo com o deputado Patriota, no serviço militar obrigatório. “Os jovens ficam um ano inteiro prestando serviço às Forças Armadas, ao país, e não podem contar com esse período para a aposentadoria”, diz Patriota.

O período de trabalho nessas áreas, com as características do vínculo empregatício e remuneração, deve ser contado como tempo de serviço para a Previdência Social, na opinião do parlamentar. O tempo de serviço como bolsista vem sendo reconhecido judicialmente quando é comprovado o vínculo empregatício na atividade acadêmica.

Com informações da Época e da Agência Câmara de Notícias 

PF faz operação na casa do governador do Rio

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Quatro carros da Polícia Federal estão no Palácio Laranjeiras, residência oficial do governador do estado do Rio de Janeiro, na Zona Sul da cidade, na manhã desta terça-feira (26).

A investigação tem relação com possíveis fraudes nos hospitais de campanha do estado. Ainda não há informações sobre possível cumprimento de mandado no local. A ação é comandada por agentes da Polícia Federal de Brasília.

Equipes estão em vários endereços, entre eles no Leblon, na Zona Sul, e na Rua Professor Valadares, no bairro do Grajaú, Zona Norte, onde morava o governador antes de assumir o mandato. A ação tem autorização do Supremo Tribunal Federal (STJ).

Campus Ouricuri promoveu a terceira edição do Encontro de Apicultores e Meliponicultores

Foto: divulgação

Por meio de uma reunião virtual, o Núcleo de Pesquisa e Extensão em Abelhas (NUPEA), do campus Ouricuri do IF Sertão-PE, promoveu, na tarde desta sexta-feira (22), a terceira edição do Encontro de Apicultores e Meliponicultores de Ouricuri. O evento teve o tema: “As abelhas não param nem em tempo de pandemia” e celebrou o sexto aniversário do NUPEA e o Dia do Apicultor.

O terceiro Encontro de Apicultores e Meliponicultores foi iniciado com a abertura do coordenador do NUPEA e professor da unidade escolar, Dr. Társio Alves, que deu as boas-vindas a todos. Logo após, o agente de desenvolvimento do Banco do Nordeste, Juliano Silva, agradeceu o convite para participar do encontro. “Quero agradecer pelo convite para participar da terceira edição do evento e parabenizar os produtores pelo dia dos Apicultores e pelo dia das Abelhas e como acompanho a atividade mais de perto, fico com a noção da importância que a atividade representa para a região, bem como para a sociedade e reforço que o Banco do Nordeste está sempre à disposição de todos”, disse.

O vice-presidente da Associação Pernambucana de Apicultores e Meliponicultores (APIME), Alexandre Moura, falou sobre a realização do evento. “E hoje eu quero desejar a todos um feliz dia dos Apicultores e também quero parabenizar o IF Sertão-PE pela iniciativa em realizar a terceira edição do Encontro de Apicultores e Meliponicultores de Ouricuri, encontro este que a APIME participou desde a primeira edição. Também aproveito a oportunidade para parabenizar o professor Társio, o professor João Paulo e todos os membros do NUPEA pelo evento”, declarou.

O representante da ONG CAATINGA, Geovane Xenofonte, também fez uso da palavra no início do evento. “Muito feliz de estar reunido com vocês para falar sobre a Apicultura, uma atividade muito importante para o nosso território. E também gostaria de parabenizar ao NUPEA por não deixar passar esta data em branco, mesmo com todas as dificuldades impostas pelo momento no qual estamos vivendo, mas eu acho que o NUPEA está dando exemplo que é momento de nós nos organizarmos e buscarmos novas formas de comunicação e de diálogo para que as atividades não parem”, afirmou.

Logo após, foi a vez do representante da ONG CHAPADA, Tales Matos, a falar sobre o evento. “Enquanto ONG Chapada, ficamos muitos felizes em participar do evento. Também aproveito para parabenizar pela iniciativa do NUPEA do campus Ouricuri do IF Sertão-PE em promover a terceira edição do Encontro de Apicultores e Meliponicultores”, relatou.

O coordenador do NUPEA, Prof. Dr. João Paulo de Holanda Neto, também discursou. “É com satisfação que participamos do evento e temos a oportunidade de realizá-lo, graças ao apoio da Instituição e dos demais parceiros para que o dia do Apicultor e os seis anos do NUPEA não passassem em branco e, apesar de todas as dificuldades, as abelhas continuam no seu trabalho diário, principalmente agora no período que fomos abençoados com chuvas, que estão proporcionando boas condições para a Apicultura e para a Agricultura no geral”, asseverou.

Sobre o evento, o representante da AGRODÓIA, Vilmar Lermen, disse: “Agradeço o convite para que a AGRODÓIA participe do Encontro de Apicultores e Meliponicultores e gostaria de dizer que num ano que choveu muito, ajudou bastante para que pudéssemos produzir mel, cera, pólen e própolis e as abelhas cumprissem com sua função no meio ambiente. E quero parabenizar e agradecer ao IF por mais um evento”.

O diretor do campus Ouricuri do IF Sertão-PE, Paulo Alvacely, parabenizou toda comissão organizadora do evento do terceiro Encontro de Apicultores e Meliponicultores de Ouricuri e todos os colaboradores, palestrantes e parceiros na realização do evento.

A primeira palestra ministrada foi “Mel e Própolis: Propriedades Nutricionais e Terapêuticas”, proferida pelo professor do campus Limoeiro do Norte do IFCE, Dr. Daniel Cordeiro Gurgel, que abordou sobre as todas as propriedades nutricionais e terapêuticas dos produtos apícolas e a utilização no combate em algumas doenças.

A segunda palestra ministrada foi “Meliponicultura no Sertão do Araripe: Aspectos Gerais e Desafios”, proferida pelo Prof. Me. Iran de Souza Lima Júnior, representante da Faculdade Uninter, que falou sobre as principais espécies encontradas na região, os desafios e os aspectos da Meliponicultura local.

A terceira palestra ministrada foi “Pestes Apícolas”, proferida pelo professor do campus Ouricuri, Dr. João Paulo Holanda Neto, que abordou sobre o aparecimento de novas pestes inimigas das abelhas.

O também coordenador do NUPEA e organizador do evento, o prof. Dr. Társio Alves, avaliou o evento. “A terceira edição do Encontro de Apicultores e Meliponicultores de Ouricuri foi um sucesso. Tivemos a participação de muitas pessoas, a sala virtual esteve sempre lotada, com um público flutuante de 300 pessoas; nela tínhamos a presença de estudantes, técnicos agrícolas, apicultores e pessoas leigas com o interesse em conhecer sobre o tema das abelhas. Também quero registrar que o evento contou com representantes de todos os estados do Nordeste do Brasil e as palestras foram excelentes e encantaram o público que participou do Encontro de Apicultores e Meliponicultores. Então, o evento virtual foi um desafio, mas foi um aprendizado porque integrou pessoas de vários estados e abriu uma possibilidade de fazermos o evento presencial com uma transmissão on-line”, afirmou o docente.

O Encontro de Apicultores e Meliponicultores foi uma realização do NUPEA do campus Ouricuri do IF Sertão – PE e da Associação de Apicultores de Ouricuri (AAPIO) e contou com o apoio do campus Limoeiro do Norte do Instituto Federal do Ceará, Banco do Nordeste do Brasil, ICMBio, APIME, AGRODÓIA, ONG CAATINGA e ONG CHAPADA.

Roberta Arraes solicita ao Governo do Estado que fomente artistas e grupos culturais

A intenção da deputada é que eles se apresentem através de lives durante o São João

Foto: divulgação

A deputada Roberta Arraes dará entrada ainda essa semana, em mais uma indicação na Assembleia Legislativa de Pernambuco, dessa vez solicitando ao Governo do Estado, que através da Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco – FUNDARPE, e da Empresa de Turismo de Pernambuco – Empetur, possa fomentar os artistas locais e grupos culturais de Pernambuco, nas apresentações através de lives durante as festividades do São João, uma vez que as festas estarão suspensas em todo o estado, devido a pandemia do novo coronavírus/COVID-19.

O São João é a festa mais tradicional do nosso estado, e através dela vários artistas, músicos e movimentos culturais fomentam a  economia e seus próprios sustentos.

Devido ao momento que estamos passando, esse ano os festejos juninos não acontecerão, e com isso os prejuízos e dificuldades por aqueles que vivem de atividades relacionadas a este período festivo, serão enormes.

Pensando nisso, a parlamentar viu que para minimizar esse transtorno, o poder público precisa fomentar os movimentos culturais e regionais, como bandas e quadrilhas juninas, nas apresentações online para manter acesa a cultura, mesmo em um período de extrema dificuldade.

“O momento pede que todos se reinventem, busquem alternativas e para isso, vamos procurar dialogar com represetantes do setor, e das secretarias de Turismo e Cultura e assim, encontrar o melhor caminho para todos e com essa alternativa tentar manter os empregos e famílias que dependem desse setor”, afirmou Roberta Arraes.

Homem morre em acidente de trabalho em Trindade-PE

Foto: Arquivo Blog do Roberto

Um homem morreu nesta segunda-feira (25) quando trabalhava em uma construção de uma residência na cidade de Trindade, no Sertão de Pernambuco. O incidente ocorreu na Rua Celestino Cornélio, Vila São Pedro.

De acordo com a Polícia Militar, testemunhas informaram que a vítima realizava serviço, quando a madeira que ele estava em cima quebrou vindo a cair e bater a cabeça no chão. A vítima morreu no local.

Ainda segundo a 9ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), foi realizado isolamento no local até a chegada do Instituto de Criminalítica (IC).

Araripina registra mais 02 casos do novo coronavírus nas últimas 24h

Foto: Blog do Roberto

Agora são 37 os infectados pela covid-19 no município

Por Roberto Gonçalves / Foto: arquivo Blog do Roberto

O boletim oficial da Secretaria de Saúde de Araripina, no Sertão de Pernambuco, registrou mais 02 novos casos do novocoronavírus nas últimas 24h, subindo para 37 o número de infectados.

No município, 23 casos já foram recuperados, 05 estão em investigação e 113 foram descartados.

No Sertão do Araripe foram registradas 09 mortes. Foram 04 em Trindade, 02 em Araripina, 02 em Ipubi e 01 em Ouricuri.

Justiça do Trabalho decide que usar maconha no intervalo não dá demissão por justa causa

Foto: reprodução

Para o TRT-10, deve ser irrelevante que o empregado retorne após o intervalo sob efeito de drogas

Por Claúdio Humberto (Diário do Poder) / Foto: reprodução

Parafraseando a célebre frase de um político, pense num absurdo e na Justiça do Trabalho haverá precedente. Na verdade, a justiça trabalhista brasileira é uma usina de precedentes absurdos, que leva um número cada vez maior de brasileiros a defender sua extinção.

Um absurdos mais recente foi a decisão da Segunda Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região (TRT-10), que abrange o Distrito Federal e o Tocantins. Pela decisão, um empregador não pode demitir por justa causa um trabalhador que foi flagrado usando droga ilícita, a maconha, em horário de intervalo de sua jornada e fora do ambiente de trabalho, “se não afetar diretamente o contrato de trabalho”. Para o TRT-10, parece irrelevante que o usuário de maconha retorne do intervalo sob efeito da droga alucionógena.

Ao convencer os colegas de TRT-10 a reverter a justa causa para demissão aplicada pela empresa ao trabalhador flagrado portando maconha, junto a mais dois colegas, o desembargador-relator Mário Macedo Fernandes Caron ainda considerou que o empregador, em vez da demissão, poderia ter aplicado outra penalidade, ou mesmo procedimentos educativos “no intuito de resgatar o trabalhador”.

Para Caron, a finalidade “pedagógica” do exercício do poder diretivo do empregador poderia autorizar uma outra penalidade, além de “procedimentos educativos” no intuito de “resgatar” o trabalhador, evitando a penalidade disciplinar máxima. Ou seja, o trabalhador se droga e o o problema é do empregador.

“Se penalmente, o simples usuário é tratado com maior condescendência, com mais razão ainda deve ocorrer no âmbito da relação de trabalho”, concluiu o desembargador-relator ao votar pelo provimento parcial do recurso, revertendo a justa causa e determinando o pagamento das verbas rescisórias devidas.

Ao decidir dar razão ao funcionário demitido pela empresa que considerou que portar droga ilícita foi um mau procedimento, a Justiça do Trabalho reverteu a justa causa, após o juízo da 8ª Vara do Trabalho de Brasília (DF) ter negado o pleito por enquadrar o caso no artigo 482 (alínea “b”) da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

No Banner to display

O rádio raiz e seu papel na formação dos grandes comunicadores

Por Nill Junir

O comunicador da maioria, Geraldo Freire, explicou nesse vídeo que compartilhou com amigos, o que era o serviço de rádio escuta e sua importância entre os anos 70 e 90. Arretado!

Quem começou no rádio nos anos 2000 certamente encontrou um mundo onde fazer comunicação com o braço da tecnologia é um grande facilitador.

Exemplo disso é que muitos perfis de programas jornalísticos tem o braço da grande rede. Pouco se produz,  muito se encontra tipo PF, saltando aos olhos. O mundo se abre à sua frente,  reduzindo o trabalho que dava ir atrás da notícia nas décadas de 50 a 90, para dar um exemplo.

No passado, as notícias da Rádio Pajeú chegavam no trem,  que geralmente passava depois das dez da manhã.  Um funcionário era “escalado” pra correr até onde o bicho passava perto da emissora no São Francisco e pegava o Diário de Pernambuco para correr aos estúdios.  Naquela hora era que que os ouvintes eram atualizados. Outra forma era sintonizando rádios de fora, como explicou Geraldo.

Padre Assis Rocha como Diretor, Waldecyr Menezes e outras mentes privilegiadas ao longo dos anos conseguiram extrair mais que o próprio tempo oferecia.

Um tempo depois, o radialista Anchieta Santos foi o responsável por fazer a chamada produção local para o jornalismo da Pajeú.

O Rádio Repórter Pajeú,  de segunda a sexta às 11 e meia, trazia as principais notícias e uma entrevista que parava a região nos anos 80. Na manhã seguinte, o Grande Jornal ainda costumava repercutir a entrevista do dia anterior.

Também àquela época,  foi criada a Seleção do Povo.  A rádio sempre teve futebol, transmitindo alguns jogos, mas a criação da equipe esportiva dava uma cara profissional ao esporte. Só aí, passaram pela equipe nomes como Augusto Martins,  Naldinho Rodrigues, Vanderley Galdino, Elias Mariano,  Celso Brandão,  Adelmo Santos e mais a frente Aldo Vidal e eu.

Eu apresentava um programa da PJMP aos sábados,  o Conversando com a Juventude. Foi aí que Anchieta Santos me convidou para a equipe esportiva. E a minha primeira missão, no início dos anos 90, foi essa descrita por Geraldo Freire,  a de plantão esportivo, fazendo rádio escuta.

Pegava um rádio pesadão, que pode ser encontrado no Museu do Rádio,  corria pra uma sala e, ouvindo a Rádio Clube ou a Jornal, esperava gols dos jogos importantes dos três grandes pra correr ao microfone e bradar: “olha o gol!” Anchieta era o narrador e perguntava, “gol de quem?” – e eu descrevia autor, time, tempo de jogo e placar.

Lembro de Aldo Vidal preparando a resenha esportiva numa máquina de datilografia e ouvindo rádios de PE, Rio e SP. Antes , em um período de ausência de Anchieta Santos da rádio para trabalhar em uma campanha política, pegava cedinho o noticiário na casa de Naldinho Rodrigues,  perto de onde hoje é a Upa, prontinha, toda feita por rádio escuta.

Vivi a transição da rádio escuta, da máquina de escrever que usei tanto para o digital. Claro,  mil vezes a facilidade de hoje , com informações aos montes saltando aos olhos,  sem o desafio de buscar sintonizar uma rádio de Recife por aqui. Hoje dá é orgulho de ver o marcador digital da competência com a Pajeú se metendo no meio das grandes e sendo a terceira mais ouvida de Pernambuco no Rádios Net.

Mas aquele trabalho manual, orgânico,  raiz daqueles tempos forjou profissionais que são mais raros hoje. Isso explica porque é tão difícil substituir nomes como Geraldo,  Anchieta e tantos outros. O meio acadêmico tem buscado passar conhecimento,  mas carisma, aquele algo a mais dessa geração não se ensina nos livros. Não vende nas farmácias.  É pessoal e intransferível,  vem com a vida e com poucos.

Por isso o vídeo de Geraldo acendeu a luz da saudade e do orgulho de, garoto, ter vivido aquele tempo…

Olha o Gol!

No Banner to display

“A montanha pariu um rato”, diz FBC sobre vídeo da reunião ministerial de Bolsonaro

Foto: reprodução

O líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), afirmou nesta segunda-feira (25) que a divulgação do vídeo da reunião ministerial não confirma suposta tentativa de interferência na Polícia Federal pelo presidente Jair Bolsonaro.

Para o senador, o vídeo não comprova as alegações feitas pelo ex-ministro da Justiça Sergio Moro de que teria sofrido constrangimento ou que o presidente teria feito pressões ilegítimas sobre os trabalhos da Polícia Federal. De acordo com o líder, o caso será arquivado.

“Ficou muito claro e evidente que, em nenhum momento, o presidente da República buscou interferir e pressionar o ex-ministro da Justiça. Isso ficou tão cristalino, que a repercussão feita por analistas e juristas é que, de fato, a montanha pariu um rato, ou seja, não se tem elementos de prova para sustentar as alegações do ex-ministro”, disse Fernando Bezerra Coelho, durante sessão remota do Senado.

Ele ressaltou ainda que, durante a reunião ministerial de 22 de abril, Sergio Moro pediu o reconhecimento dos avanços conquistados pelo governo federal no combate à corrupção e solicitou a alocação de recursos para as ações de enfrentamento à violência no Plano Pró-Brasil, que será lançado após o país atingir o pico de contágio do coronavírus.

“O que se viu na divulgação do vídeo é que, em nenhum momento, o ex-ministro da Justiça se manifestou como tendo sido atacado, pressionado ou deixado transparecer qualquer constrangimento ao estar participando daquela reunião. Ao contrário, ele pediu que fossem dados os créditos dos avanços conseguidos pelo governo nas operações de combate à corrupção e pedia, inclusive, a atenção do ministro Braga Netto, coordenador do Plano Pró-Brasil, para que alocasse recursos para o combate à violência e à corrupção.”

No Banner to display

Bolsonaro divulga nota para dizer que crê em arquivamento de inquérito

Foto: reprodução

Por G1 — Brasília

O presidente Jair Bolsonaro divulgou uma nota nesta segunda-feira (25) para dizer que não interferiu na Polícia Federal e que acredita no arquivamento do inquérito autorizado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) para apurar o caso.

O inquérito foi aberto em abril, após Sergio Moro anunciar a demissão do Ministério da Justiça alegando que Bolsonaro interferiu na corporação ao demitir o então diretor-geral, Maurício Valeixo, e cobrar a troca na chefia da PF no Rio de Janeiro.

Na semana passada, se tornou público o vídeo da reunião ministerial de 22 de abril. Conforme Moro, a gravação mostra a tentativa de interferência do presidente.

“Nunca interferi nos trabalhos da Polícia Federal. São levianas todas as afirmações em sentido contrário. Os depoimentos de inúmeros delegados federais ouvidos confirmam que nunca solicitei informações a qualquer um deles. Espero responsabilidade e serenidade no trato do assunto”, afirmou o presidente em um trecho da nota.

“Por questão de Justiça, acredito no arquivamento natural do Inquérito que motivou a divulgação do vídeo. Reafirmo meu compromisso e respeito com a Democracia e membros dos Poderes Legislativo e Judiciário”, acrescentou Bolsonaro.

Íntegra

Leia a íntegra da nota do presidente Bolsonaro:

NOTA

Diante da recente divulgação do vídeo da reunião ministerial do dia 22 de abril do corrente ano, pontuo o seguinte:

1.Mantenho-me fiel à proteção e à defesa irrestritas do povo brasileiro, especialmente os mais humildes e aos que mais precisam. Sinto-me bem ao seu lado e jamais abrirei mão disso.

2.Nunca interferi nos trabalhos da Polícia Federal. São levianas todas as afirmações em sentido contrário. Os depoimentos de inúmeros delegados federais ouvidos confirmam que nunca solicitei informações a qualquer um deles.

3.Espero responsabilidade e serenidade no trato do assunto.

4.Por questão de Justiça, acredito no arquivamento natural do Inquérito que motivou a divulgação do vídeo.

5.Reafirmo meu compromisso e respeito com a Democracia e membros dos Poderes Legislativo e Judiciário.

6.É momento de todos se unirem. Para tanto, devemos atuar para termos uma verdadeira independência e harmonia entre as instituições da República, com respeito mútuo.

7.Por fim, ao povo brasileiro, reitero minha lealdade e compromisso com os valores e ideais democráticos que me conduziram à Presidência da República. Sempre estarei ao seu lado e jamais desistirei de lutar pela liberdade e pela democracia.

Brasília, 25 de maio de 2020.

Jair Messias Bolsonaro

No Banner to display