Início Notícias Violência: Turista morre após ser esfaqueado em assalto em Boa Viagem, no...

Violência: Turista morre após ser esfaqueado em assalto em Boa Viagem, no Recife

269
Foto: reprodução redes sociais

Vítima foi abordada na Avenida Domingos Ferreira, na madrugada desta quarta-feira (14). Ele tinha 35 anos e morava no Rio de Janeiro

JC Online

Um turista morreu após ser esfaqueado durante um assalto no bairro de Boa Viagem, na Zona Sul do Recife, na madrugada desta quarta-feira (14). A vítima foi identificada como Talles do Couto Lemgruber Kropf, de 35 anos.

De acordo com as primeiras informações colhidas pela polícia, o turista saiu da festa Carvalheira na Ladeira, em Olinda, e seguiu para Boa Viagem, onde iria encontrar amigos em um bar. Na Avenida Domingos Ferreira, perto do local, ele sofreu a abordagem criminosa.

Amigos contaram que ele foi atingido com uma facada na região do tórax. Ele chegou a ser socorrido e encaminhado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Imbiribeira, mas não resistiu aos ferimentos.

Em nota, a assessoria da unidade de saúde informou que a vítima “deu entrada em estado grave, em parada cardiorrespiratória, com história de lesão por arma branca em hemitorax esquerdo, apresentando sangramento intenso. Foram realizadas as manobras de reanimação, compressão do ferimento e cuidados gerais, mas não houve retorno da circulação espontânea”.

Talles morava no Rio de Janeiro e estava no Recife para aproveitar os dias de Carnaval – como já fez em anos anteriores. Ele era engenheiro e trabalhava na Petrobras.

O corpo está no Instituto de Medicina Legal (IML). Por meio de procuração assinada por familiares, amigos devem fazer a liberação para que o corpo seja enviado ao Rio, onde ocorrerá o enterro.

Um casal que passava de moto pela Avenida Domingos Ferreira, pouco depois de 1h, disse que tentou fazer o socorro do turista.

“Meu marido não quis parar, porque estava com medo. Mas insisti e saímos da moto para ajudar o turista. Como ele tinha bebido e estava com a camisa de festa, achei que ele tinha caído. Mas o ferimento não parecia de queda. Ele gemia muito”, contou a testemunha, que pediu para não se identificar.

“Aos poucos, ele foi reagindo e contou que estava perto de onde estava hospedado. Ele disse que levaram o celular dele em um assalto e que não sabia se ainda estava com os documentos. Meu marido chegou a ligar para o Samu, que não chegou a ir ao local. Outras pessoas foram chegando para ajudar e um casal amigo dele também apareceu. Uma viatura da polícia passou no local e levou ele para a UPA, mas infelizmente ele morreu”, detalhou.

A mulher afirmou que, mesmo com medo, sentiu que precisava ajudar o turista. “Tenho filhos adultos, que também saem para festas. Eu gostaria que fizessem o mesmo por eles. Não queria que ele (turista) fosse mais uma vítima.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here