Início Notícias Pernambuco registra quatro novos casos da Febre do Oropouche

Pernambuco registra quatro novos casos da Febre do Oropouche

51
Foto: reprodução

A partir das análises do Laboratório Central de Pernambuco (Lacen-PE), a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) informa, nesta quinta-feira (06/06), que foram  identificados mais quatro casos de Febre do Oropouche, em Pernambuco. Com as novas atualizações, sobe para seis o número de registros da doença – na primeira rodada de resultados divulgou-se a positividade de dois pacientes, residentes em Rio Formoso. Todos já receberam alta após a recuperação clínica.

“O resultado traz um alerta sobre a importância da vigilância laboratorial que deve funcionar de forma rotineira para identificação de arbovírus circulantes na região, que muitas vezes são subnotificados nos sistemas de vigilância em saúde pública”, ressalta a diretora do Lacen, Keilla Paz.

Nesta nova sequência de análises, o vírus oropouche isolado foi identificado, mais uma vez, em pacientes adultos: dois homens e duas mulheres, moradores dos municípios Rio Formoso, Moreno, Maraial e Jaboatão dos Guararapes.  As amostras chegaram ao Lacen-PE entre o final de abril e início de maio. E foram analisadas para dengue, zika, chikungunya e oropouche. Os pacientes apresentaram sintomas comuns às arboviroses, como febre, dor de cabeça, dor ao redor dos olhos e mialgias.

O Lacen-PE utiliza a técnica de PCR em tempo real, por meio da qual são selecionadas as amostras de pacientes com sintomas característicos e negativas para dengue, zika e chikungunya, seguindo as orientações fornecidas pelo Ministério da Saúde.

“Os casos já estão em investigação pelas equipes da Diretoria Geral de Vigilância Ambiental de Pernambuco, CIEVS/PE, Gerências Regionais de Saúde e também vão envolver as Vigilâncias em Saúde dos municípios no sentido de identificar contatos prévios, conhecer o trajeto da doença e locais onde as pessoas habitam, além de complementar as informações já coletadas no primeiro atendimento, em Rio Formoso, na semana passada”, explica Eduardo Bezerra.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here