Início Notícias ONG Chapada celebra 30 anos de atuação no Semiárido

ONG Chapada celebra 30 anos de atuação no Semiárido

230
Foto: divulgação

Com um trabalho significativo no meio rural, entidade comemora passagem em defesa do meio ambiente e da agricultura familiar agroecológica

Por Assessoria de Comunicação do Chapada 

Criada em maio de 1994, por um grupo de técnicos/as e agricultores/as familiares na cidade de Araripina, Sertão do Araripe de Pernambuco, o Centro de Habilitação e Apoio ao Pequeno Agricultor do Araripe (Chapada) completa 30 anos de fundação em favor das famílias agricultoras. Na época, a iniciativa se deu devido à ausência de uma Organização Não Governamental (ONG) na cidade para desenvolver ações de agroecologia e acesso à água.

Para festejar uma trajetória de três décadas de resultados e transformação social, o Chapada promoverá seminários nas cinco escolas da rede estadual de ensino dos distritos de Bom Jardim do Araripe, Gergelim, Lagoa do Barro, Morais e Nascente, com a participação de quase 800 jovens. Para o coordenador geral da entidade, Tales Matos, a questão da sucessão rural deve ser tratada com a devida importância na sociedade, então a ideia é sensibilizar e instruir a juventude acerca das potencialidades da agricultura familiar agroecológica, a partir da realidade vivenciada por eles no campo.

“A nossa expectativa é discutir conteúdos voltados para os jovens, disseminar informações sobre políticas públicas voltadas para agricultura familiar, e também compartilhar as ações que desenvolvemos ao logo do tempo”, explica. Durante os seminários haverá palestras, concursos de redação, distribuição de materiais didáticos e informativos e exposição de produtos agroecológicos pela Associação dos Feirantes Agroecológicos de Araripina (AFAGA) e artesanato pela Associação Encontro das Artes de Araripina (AENCARTS).

Além disso, no mês de junho, ainda em alusão aos 30 anos de existência, será realizado um seminário municipal com a presença de lideranças comunitárias, sindicais, conselheiros municipais, gestores públicos e entidades parceiras do Chapada. Os eventos promovidos em alusão aos 30 anos da instituição têm a parceria da Coordenadoria Ecumênica de Serviços (CESE) e da Gerência Regional de Educação Sertão do Araripe (GRE), além do apoio da Qbombom Sorvetes.

Missão

Com a missão de fortalecer o desenvolvimento socioeconômico, político e cultural da agricultura familiar, através da recuperação e preservação do meio ambiente, por meio da agroecologia e efetivação da cidadania no Semiárido brasileiro, em 2014, o Chapada foi certificado como Utilidade Pública Federal consagrando o trabalho desenvolvido no Semiárido pernambucano e piauiense.

Frentes de trabalho

Atualmente o Chapada atua em cinco frentes de trabalho: o acesso à água para o consumo humano, doméstico e produtivo; a segurança alimentar e a geração de renda; o associativismo nas comunidades rurais; o combate à violência contra as mulheres no campo e a garantia dos direitos das crianças e adolescentes através de atividades lúdicas e educativas.

30 anos valorizando o bem viver no Semiárido

Ao longo da caminhada, o Chapada implantou quase 10 mil tecnologias sociais hídricas, como cisternas de placas, cisternas-calçadão, cisternas-enxurrada, barragens subterrâneas, barraginhas, tanques de pedra, bombas d’água popular, barreiros-trincheira, biodigestores sertanejos, banheiros redondos e Sistemas de Reúso de Águas Cinza (RACs). Aproximadamente 22 mil famílias agricultoras já foram beneficiadas pelas ações desenvolvidas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here