Início Notícias Ministério da Economia diz que saída da Ford ‘destoa da forte recuperação’...

Ministério da Economia diz que saída da Ford ‘destoa da forte recuperação’ da indústria no Brasil

150
Foto: reprodução

Pasta comandada por Guedes afirmou que o anúncio reforça a necessidade de ‘avançar nas reformas estruturais’

  • Por Jovem Pan

Ministério da Economia lamentou a decisão da Ford de fechar todas as fábricas no Brasil até o final do ano nesta. Segundo o comunicado da empresa, divulgado nesta segunda-feira, 11, haverá o fechamento das fábricas em Camaçari (BA), Taubaté (SP) e Horizonte (CE). No país, serão mantidas apenas as operações do Centro de Desenvolvimento de Produto, na Bahia, o Campo de Provas, em Tatuí, no interior de São Paulo, além da sede regional localizada na capital. Em nota, a pasta comandada por Paulo Guedes afirmou que a decisão “destoa da forte recuperação observada na maioria dos setores da indústria no país, muitos já registrando resultados superiores ao período pré-crise”.

Ainda segundo a Ford, as atividades do Brasil serão absorvidas pelas fábricas da companhia no Uruguai e na Argentina – as atividades nas fábricas da Bahia e São Paulo serão fechadas imediatamente, “mantendo-se apenas a fabricação de peças por alguns meses para garantir disponibilidade dos estoques de pós-venda”, enquanto as operações da montadora no Ceará e estenderão até o último trimestre deste ano. “O ministério trabalha intensamente na redução do Custo Brasil com iniciativas que já promoveram avanços importantes. Isto reforça a necessidade de rápida implementação das medidas de melhoria do ambiente de negócios e de avançar nas reformas estruturais”, completa a nota do Ministério da Economia. A montadora norte-americana já havia encerrado a produção de caminhões na unidade que mantinha em São Bernardo do Campo, no ABC paulista, em 2019.

Reação

Após o anúncio do encerramento da produção no Brasil, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou nas redes sociais que “no Estado de SP, serão mantidos 700 trabalhadores em atividades no município de Tatuí e na Capital” – sem detalhar como a manutenção dessas vagas será feita. O Sindica dos Metalúrgicos convocou reunião para a noite desta segunda. No Twitter, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), também comentou a decisão da Ford. Para ele, o fechamento das fábricas é “uma demonstração da falta de credibilidade do governo brasileiro, de regras claras, de segurança jurídica e de um sistema tributário racional” – ele também defendeu a “modernização do Estado” e a “garantia da segurança jurídica para o capital privado no Brasil”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here