Início Notícias “Meus ex-aliados agiram com covardia e perfídia”, diz Pimentel sobre racha do...

“Meus ex-aliados agiram com covardia e perfídia”, diz Pimentel sobre racha do seu grupo político; assista

132
Foto: Ébano Nunes

Por Cidinha Medrado para o blog

Foi uma entrevista determinante de prefeito Raimundo Pimentel no programa do jornalista Roberto Gonçalves na manhã desta sexta-feira (28). O prefeito de Araripina desabafou sobre o recente rompimento com o vice-prefeito e presidente da câmara e outras pessoas do grupo, além de destacar a pré-candidatura de Ana Paula Ramos, do PDT.

Durante a entrevista, Pimentel ressaltou o trabalho realizado em sua gestão. Ele disse que tirou a cidade do “fundo do poço” e a colocou em progresso e desenvolvimento. Enfatizando as obras realizadas, como o asfaltamento de ruas, investimentos em distritos e melhorias na infraestrutura.

O prefeito também não poupou críticas aos que, segundo ele, foram traidores. Ele mencionou o vice-prefeito e o presidente da Câmara, acusando-os de terem agido com covardia e perfídia. Pimentel ressaltou que essas pessoas serão lembradas como traidores na história política de Araripina.

Além disso, o prefeito destacou a pré-candidatura de Ana Paula Ramos, ressaltando sua trajetória de serviço público e sua ligação com a igreja. Ele destacou que as críticas feitas pelos ‘traidores’ não têm fundamento, pois Ana Paula tem um passado limpo e respeitado.

Por fim, Raimundo Pimentel afirmou que a população de Araripina precisa estar bem informada e atenta aos ‘traidores’, que visam apenas interesses pessoais e poder. Ele ressaltou que o apoio ao PDT e a candidatura de Ana Paula representam a continuidade do trabalho realizado em sua gestão, que transformou a cidade e atraiu investimentos. Disse que a governadora Raquel Lira já o convocou para uma reunião na próxima semana, para falar sobre o assunto, uma vez que ela estava articulando que o partido desse apoio à Ana Paula. Partido que também tem a pré-candidatura de Evilásio Mateus, atual vice-prefeito, rompido com Pimentel.

A entrevista trouxe à tona uma série de questões políticas e sentimentos pessoais, demonstrando a intensidade dos conflitos na política local de Araripina. A população da cidade agora terá a oportunidade de refletir sobre essas declarações e tomar suas próprias conclusões sobre o futuro político do município. Assista entrevista na íntegra:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here