Início Notícias Imposto: Prefeito do Recife quer antecipar cobrança do IPTU 2021

Imposto: Prefeito do Recife quer antecipar cobrança do IPTU 2021

211
Geraldo Júlio é do PSB

Por Magno Martins

Para quem está fora do balcão, ou seja, o grande público, o prefeito do Recife, Geraldo Júlio (PSB), aparenta um discurso descolado, moderno, de gestão e gabinetes de gerenciamento. Não é bem assim a realidade. A decisão de antecipar o pagamento do IPTU de 2021, por exemplo, põe abaixo, rasga a fantasia do seu governo. Mostra que gestão de primeiro mundo só existe para os seus áulicos, os que batem continência para ele.

Ao tentar abocanhar uma receita extra obrigando o contribuinte a pagar, num mesmo exercício, duas faturas de um imposto extremamente caro, o socialista dá uma demonstração de insensibilidade, de que Recife quebrou em suas mãos. Quebrada, a Prefeitura não paga a ninguém. Que digam os fornecedores, muitos com até três meses sem receber suas faturas. Se já estava ruim das pernas, com a crise econômica do coronavírus o Recife foi jogado, literalmente, na UTI.

Por outro lado, o gestor recifense vai na contramão de todos. Prefeitos de capitais e governadores também, ao contrário dele, praticam a política de alongamento de prazos para pagamentos de impostos. Olho grande, provavelmente para concluir o que prometeu no campo da imprevisibilidade, Geraldo quer antecipação de tributos. Pelo amor de Deus! Não sabe ele que o País parou, a usina deixou de moer, como diz um amigo meu?

É de se concluir o seguinte, sem arrodeios: se a Prefeitura estivesse de fato organizada e com previsibilidade sobre a crise atual, o prefeito não precisaria passar a sacola em momento tão inoportuno. Deu o gancho para a oposição, se realmente tivesse oposição na Câmara, a cobrar um quadro real da situação financeira da Prefeitura. O socialismo, pelo que se vê, não deu certo em lugar nenhum do mundo.

Não poderia dar certo no Recife. A capital pernambucana não é uma ilha!

Reação dura – Do bloco da oposição, a única voz em defesa do contribuinte do Recife, que seria obrigado a pagar duas taxas de IPTU, foi a do ex-ministro Mendonça Filho, pré-candidato do DEM a prefeito. “É absurdo, numa crise econômica devastadora gerada pelo coronavírus, querer que o recifense pague o IPTU dobrado, de 2020 e 2021, para aumentar a receita municipal. A Prefeitura tem que cortar despesas, reduzir custos e adotar políticas públicas para socorrer quem está sem renda, perdendo emprego como autônomos, profissionais que vendem produtos na praia, nas feiras e o comércio de bairro”, reagiu Mendonça.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.