Início Notícias Greve paralisa produção de 1 milhão de sacos de cimento na região...

Greve paralisa produção de 1 milhão de sacos de cimento na região de Picos

612
alt

alt

Pelo menos 280 funcionários entre operadores, operários, mecânicos e pessoal da construção civil paralisaram as atividades da Fábrica de Cimento Itapissuma S/A em Fronteiras

A Fábrica Itapissuma está deixando de produzir um milhão de sacos de cimentos por dia desde a última quarta-feira, quando uma greve geral paralisou a Fábrica de Cimento Itapissuma S/A em Fronteiras, no Sul do Estado.

O dirigente do Sitricom – Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção e do Mobiliário do Médio Parnaíba, Raimundo Nonato Ibiapina, foi a Fronteiras para observar o movimento grevista.

Pelo menos 280 funcionários entre operadores, operários, mecânicos e pessoal da construção civil paralisaram as atividades da Fábrica de Cimento Itapissuma S/A em Fronteiras, na região de Picos.

Segundo Ibiapina, o grupo reivindica melhorias salariais com reajuste de 10%, auxílio alimentação, plano odontológico e reajuste de 100 % na participação dos lucros da empresa.

Outros funcionários da Itapissuma afirmaram ao Blog Fronteiras Online que a empresa está dialogando com a Federação que representa a categoria e que apresentará uma proposta aos trabalhadores em greve.

Produzindo cimento para atender a indústria da construção civil no Piauí, Ceará, Pernambuco e grande parte de Estados do Nordeste, a Itapíssuma é a maior fábrica da região e uma das principais de todo o Brasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here