Início Notícias Emergências públicas de Pernambuco chegam a ter aumento de até 35,5% nos...

Emergências públicas de Pernambuco chegam a ter aumento de até 35,5% nos casos de conjuntivite

213
Foto: reprodução

Vermelhidão, coceira e lacrimejamento dos olhos são sintomas que logo fazem a gente desconfiar de conjuntivite, que é uma inflamação da conjuntiva (parte branca do olho). São queixas também podem vir acompanhadas de secreções ou crostas ao redor dos olhos. No início desta semana, como noticiamos, essa condição levou oftalmologistas de serviços de saúde privados a alertarem para um aumento na incidência da doença. Agora, as emergências oftalmológicas públicas também relatam uma alta no número de pacientes que procuram assistência.

Segundo a Secretaria de Saúde de Pernambuco (SES-PE), a conjuntivite não é de notificação compulsória e, por isso, “não há registros de vigilância em saúde”. A pasta, contudo, ressalta que, no Grande Recife, há três centros especializados em oftalmologia que compõem a rede estadual de saúde. São eles: a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Paulista, a UPA Ibura e a Fundação Altino Ventura, que fazem atendimentos por meio do SUS.

A Fundação Altino Ventura (FAV), em nota, confirma que, em dezembro, houve um aumento no número de casos de conjuntivite atendidos na emergência 24 horas da instituição, localizada na unidade da FAV do bairro da Boa Vista, no Centro. Foram totalizados 1.100 atendimentos em dezembro, o que representa um aumento de 22,2%, em comparação com o mês de novembro.

A alta foi mais expressiva na UPA Ibura, na Zona Sul da capital. Em nota, a unidade informa que foram atendidas 496 pessoas com conjuntivite em dezembro. Já em novembro, foram 366 casos. Ou seja, o aumento foi de 35,5%. A UPA Ibura ainda acrescentou que a assistência para os pacientes com conjuntivite representou, em dezembro, 15% do volume de atendimentos da urgência oftalmológica do serviço.

O cenário da UPA Paulista, em Jardim Paulista, na Região Metropolitana do Recife, também é de aumento no número de casos de conjuntivite. De acordo com o diretor médico da unidade, Adolfo César, o início do ano tem tido um registro de 23 casos de conjuntivite por dia atendidos na urgência. Ele avalia que o número representa uma tendência de aumento dos casos, em comparação com dezembro, quando a média foi de 17 registros da doença por dia na UPA Paulista. As informações são do Jornal do Comércio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here