Início Notícias Drª Késia Holanda esclarece dúvidas sobre saúde da mulher na Arari FM;...

Drª Késia Holanda esclarece dúvidas sobre saúde da mulher na Arari FM; ouça

110
A ginecologista participa do programa Araripina Urgente todas as sextas-feiras/ Foto: arquivo Blog do Roberto

Toda sexta-feira é dia do quadro: ‘Alô Doutora’, do Programa Araripina Urgente com Roberto Gonçalves e a presença da médica Ginecologista Drª Késia Holanda, que nesta sexta (18) esclareceu assuntos importantíssimos sobre a saúde da mulher. A participação das ouvintes acontece via WhastApp com mensagens de texto ou de áudio.

A ouvinte Fernanda que mora no Residencial Nossa Senhora da Conceição, perguntou se é normal ter corrimento após fazer uma conização no útero. Segundo a médica, conização é uma avaliação do colo do útero, onde provavelmente tenha encontrado alguma lesão, o médico então faz esse procedimento cirúrgico para tirar a lesão e fazer a biópsia do útero, que é um exame de diagnóstico empregado na identificação laboratorial de possíveis alterações no tecido de revestimento do útero. O que pode indicar crescimento irregular do endométrio, câncer do colo de útero e infecções.

“Se depois da conização ocorreu um corrimento, tem que ver se é decorrente de uma vaginite, de uma vaginose, de uma candidíase alguma coisa assim, que sim, pode acontecer ou se é alguma infecção, alguma lesão no local onde foi tirado esse cone, procura o médico que fez esse ato cirúrgico e pede uma avaliação do colo do útero”, disse a médica.

A Drª Késia aconselhou as mulheres a não guardarem dúvidas, mas a visitarem o ginecologista com frequência. A Jaíza Mendes está amamentando e não menstruou ainda, ficou com dúvidas se é normal ou não o que está acontecendo com ela.

“Sim, é normal, as regras não virem enquanto a mãe está amamentando, quando você engravidou você começou a produzir um hormônio, que fez você parar de menstruar, o bebêzinho veio e você continuou produzindo, pode ser que esse mesmo hormônio esteja sendo produzido em alto grau e fazendo com que suas regras ainda não tenham vindo, seria a causa mais comum, enquanto existe amamentação, mas se depois de um certo tempo, a menstruação continuar assim, procura o médico ok”, aconselhou a Drª.

Já a Antônia do bairro Alto da Boa Vista questionou se pode engravidar depois dos 46 anos, já que não toma nenhum tipo de contraceptivo.

“Se você não fez laqueadura, o ciclo menstrual ainda vem normal, você não toma nenhuma anticoncepção, não usa preservativo e não faz nenhum método de barreira hormonal, existe sim, a probabilidade de engravidar, um pouco mais remota, mas existe a possibilidade sim”, disse ela.

A Érika também do bairro lato da Boa Vista estava com dúvidas, pois descobriu há dois anos que tinha ovário policístico, fez um tratamento com o ciclo 21, um ano depois uma ultrassonografia vaginal acusou o mesmo problema, ela então continuou se tratando com ciclo 21, após isso voltou a menstruar normalmente, mas para prevenir gravidez, passou a usar o contraceptivo injetável, só que há alguns meses Érika vem enfrentando novos problemas, ela parou novamente de menstruar.

“Então se você teve ovários policísticos estava causando o aumento do fluxo menstrual ou diminuição do fluxo menstrual, ele poderia estar causando um pouquinho mais de cólica, poderia estar com sangramento excessivo, ele poderia ficar causando alguma dificuldade, poderia tá fazendo uma menstruação escassa, Vários policísticos podem trazer inúmeros fatores, inúmeros problemas e tem mulheres que tem ovários policísticos ou micropolicísticos, do jeito que você me falou pelo que eu entendi pode ser causado pelo tipo de contraceptivo que você escolheu, se é mensal ou trimestral”, explicou. Ouça na íntegra:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here