Início Notícias Dois meses sem resposta: Família de comerciante assassinado no Sertão de PE...

Dois meses sem resposta: Família de comerciante assassinado no Sertão de PE pede justiça

50
Foto: reprodução

Dois meses após o caso de assassinato que chocou a cidade de Triunfo no final do ano passado, a família do comerciante José da Silva Melo Júnior, cobra a Polícia Civil e a Justiça pela prisão dos suspeitos do crime.

Em contato com a reportagem do Farol de Notícias, a família da vítima detalhou que Júnior Melo e sua família são naturais do estado do Ceará, morou mais de 30 anos na cidade de São Bento do Una.

Júnior Melo havia se mudado há pouco mais de um ano para Triunfo. Ele trabalhou de carreteiro e saiu para abrir o próprio negócio. Começou a vender ovos, transportar verduras e queijo entre o Sertão e o Agreste.

A vítima foi alvejada com pelo menos seis disparos de arma de fogo, uma pistola nove milímetros.

O crime ocorreu dentro do seu estabelecimento comercial, um Verdurão, localizado na Avenida Getúlio Vargas, no centro da cidade.

De acordo com testemunhas, dois homens vestidos com jaquetas escuras chegaram em uma motocicleta preta e cometeram o crime.

NOTA DA FAMÍLIA COBRANDO A POLÍCIA

É com profunda tristeza que expresso minha declaração sobre a tragédia que abalou nossa família.

Meu irmão, uma pessoa querida por todos que o rodeavam, foi vítima de um terrível acontecimento que deixou nossa família perplexa e arrasada.

Família lamenta morosidade da polícia e apelam por justiça

Nascemos e fomos criados em uma família humilde, onde aprendemos desde cedo os valores da humildade e do respeito ao próximo.

Nossos pais sempre nos ensinaram a importância de ajudar quem precisa. A cultivar relações baseadas na bondade e na generosidade.

Meu irmão era um exemplo vivo desses princípios. Amado por todos. Ele jamais fez mal a alguém e sempre esteve pronto para estender a mão a quem precisasse.

Sua bondade e sua generosidade eram conhecidas por todos na comunidade.

A tragédia que se abateu sobre ele deixou nossa família em estado de choque. A dor da perda é imensurável e a sensação de injustiça nos consome. Neste momento, clamamos por justiça.

Queremos que as autoridades façam tudo o que estiver ao seu alcance para esclarecer os fatos e punir os responsáveis por esse ato covarde.

Apelamos por justiça não apenas em nome do meu irmão, mas também em nome de todas as famílias que já sofreram com a violência injustificada.

Que a justiça seja feita e que possamos encontrar algum conforto na certeza de que seu legado de bondade e generosidade continuará vivo em nossos corações para sempre.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here