Início Notícias Crise? “Por interesse administrativo” Prefeitura do Recife cancela Projeto Orla Parque em...

Crise? “Por interesse administrativo” Prefeitura do Recife cancela Projeto Orla Parque em Boa Viagem

166
Estação Esportes, que seria instalada no início da orla do Pina, foi uma das afetadas / Foto: reprodução

A licitação envolvendo o Projeto Orla Parque, que foi revogada no último final de semana, conforme noticiou o Blog de Jamildo, compreende parte do calçadão e a área que promoveria a prática de esportes e do Praia sem Barreiras, voltado para pessoas com deficiência.

A partir dela, seria revitalizado os trechos 2 e 3 do calçadão, que vão do Empresarial JCPM até a Praça de Boa Viagem, e da Praça de Boa Viagem até a divisa entre Recife e Jaboatão dos Guararapes, respectivamente. Faltaria, somente, o calçadão de Brasília Teimosa.

Estação Esportes, que também estava no pacote, seria instalada no início da orla do Pina, no local das atuais quadras de tênis, seria voltada especialmente para a prática de exercícios físicos. O espaço teria quadras de tênis e poliesportivas, além de espaço para jogos de tabuleiro.

Já a Estação Praia Sem Barreiras teria o objetivo de oferecer um local seguro e acessível para que as pessoas com deficiência possam tomar banho de mar, contemplar a orla e fazer outras atividades. Para isso, a proposta era de criar um espaço sanitário totalmente adaptado, além de quadra esportiva inclusiva, próximo ao Posto 7, na Avenida Boa Viagem.

No anúncio da revogação, feito no Diário Oficial do Município (DOM), a gestão informou que a razão do cancelamento foi por “interesse administrativo”, sem mais explicações.

Em nota, a PCR diz que “vai relançar, na primeira quinzena de março, o processo licitatório para requalificação da quarta etapa da orla da capital”. Ainda, que “o ajuste no certame é necessário para que a metodologia construtiva seja aperfeiçoada”.

Esta seria a quarta etapa do Projeto Orla Parque, composto por sete “centralidades”, distribuídas ao longo dos 11 quilômetros de orla da cidade — desde Brasília Teimosa, passando pelo Pina e Boa Viagem. Ao todo, as obras têm previsão de investimento de R$ 112 milhões com recursos próprios e de entrega para 2025.

A única etapa concluída até agora foi a requalificação dos 60 quiosques de Boa Viagem e do Pina, entregues em março de 2023, antes mesmo da Prefeitura anunciar, em setembro, que toda a orla seria requalificada. Os novos equipamentos têm tamanho padrão de 39,8m² de área coberta, sendo 16m² de área interna.

A segunda etapa, já licitada e iniciada, é a requalificação dos banheiros da orla (11 já foram entregues) e a infraestrutura do Parque das Esculturas Francisco Brennand — cuja entrega, prevista para 2023, está atrasada — e da Praça Porto Terra Nova, em Brasília Teimosa.

A terceira também está em execução e se trata da requalificação dos quiosques de Brasília Teimosa e da Associação Esportiva Cultural Sereias Teimosas, no bairro mesmo bairro.

As etapas seguintes, ainda não licitadas, compõem as estações Mercado do Peixe, Pracinha, Lindu e a Clube da Vara, na divisa com Jaboatão dos Guararapes. (JC Online)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here