Início Notícias Com greve nas universidades federais, Lula diz que haverá nova proposta

Com greve nas universidades federais, Lula diz que haverá nova proposta

51
Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

Por Estadão

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou que não lhe “encanta” ver as greves de professores das universidades federais e disse que o ministro da Educação, Camilo Santana (PT), “quer a negociação o mais rápido possível”. Os servidores técnico-administrativos da instituição também estão de braços cruzados em reivindicação por reajuste salarial.

As declarações ocorreram em entrevista no programa Bom Dia, Presidente, da EBC, junto aos ministros Rui Costa (Casa Civil) e Paulo Pimenta (Secom), na manhã desta terça-feira, 7.

Segundo Lula, a ministra da Gestão, Esther Dweck, também coordena as conversas com a categoria e “está querendo negociar”. Ele disse ter ouvido da ministra que a pasta elaboraria uma proposta aos sindicatos nesta terça. A paralisação das categorias teve início em abril.

“Vamos fazer um acordo”, disse o petista, que destacou a restrição orçamentária do governo. “Não me encanta ver parte da educação em greve. Tenho de inaugurar muitas escolas técnicas, visitar universidades, e quero que os professores e funcionários estejam tranquilos”.

O presidente relembrou ter sido líder de greves no passado e disse ser favorável à estratégia, mas pregou o máximo possível de negociações.

“Negociação é sempre assim: eu pedia 10, e me ofereciam 2, e eu não queria. Mas entre 10 e 2, tem 3, tem 4, 5, 6. É sempre possível encontrar um número que você possa, se não satisfazer 100% das pessoas, mas atender.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here