Início Notícias Campos defende investigação de suposta omissão de Graça Foster

Campos defende investigação de suposta omissão de Graça Foster

789
alt

alt

Eduardo Campos foi presenteado com um bolo de aniversário em visita a dependentes químicos (Foto: Renan Holanda / G1)

O candidato do PSB à Presidência, Eduardo Campos, defendeu neste domingo (10) que instituições como a Polícia Federal (PF) investiguem se a presidente da Petrobras, Graça Foster, omitiu informações sobre a compra da refinaria de Pasadena, no Texas (EUA).

Ao ser questionado, durante agenda eleitoral em Pernambuco, sobre o inquérito aberto pela PF para averiguar se a dirigente da petroleira deixou de passar detalhes da operação durante depoimentos no Congresso Nacional, o presidenciável disse que não se pode “omitir o que houve com a maior empresa brasileira”. Campos completa 49 anos neste domingo.

“Nós não podemos omitir do Brasil o que houve com a maior empresa brasileira, que perdeu metade do seu valor de mercado, que multiplicou sua dívida por quatro, que está levando muitas empresas privadas a fechar a porta”, disse o candidato do PSB em um compromisso eleitoral no município do Cabo de Santo Agostinho, na região metropolitana do Recife.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here