Início Notícias Buscas por fugitivos de penitenciária federal de Mossoró chegam ao 12º dia

Buscas por fugitivos de penitenciária federal de Mossoró chegam ao 12º dia

387
Foto: José Aldenir – Estadão

Mais de 300 agentes, além de membros da Força Nacional, estão mobilizados na procura pelos detentos; na sexta, o irmão de um dos procurados foi preso

Movimentação dos homens da força tarefa, que conta com unidades do RN, CE, PI e PB, e segue a procura dos dois fugitivos da unidade de segurança máxima localizado no município de Mossoró (RN), na tarde deste domingo, 18 de fevereiro de 2024. O ministro da Justiça, Ricardo Lewandowski, disse hoje que as falhas da penitenciária federal de Mossoró (RN) foram corrigidas e que a unidade voltou a ser segura. Ele deu as declarações na cidade, onde foi ter reuniões sobre a fuga de dois criminosos que estavam presos no local. 18/02/2024

As buscas pelos dois detentos que fugiram da Penitenciária Federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte, chegam ao 12º dia neste domingo, 25. A fuga de Deibson Cabral Nascimento e Rogerio da Silva Mendonça — suspeitos de terem ligações com a facção criminosa Comando Vermelho, no Acre — conseguiram escapar na madrugada do último dia 14. Desde então, mais de 300 agentes estão mobilizados, além de membros da Força Nacional, autorizados pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Lewandowski. Segundo ele, o pisódio de fuga “não afeta, em hipótese nenhuma, a segurança das cinco unidades prisionais federais”. O ministro, porém, admitiu que “é um problema localizado e será superado em breve com a colaboração de todos”.

Na sexta-feira, 23, a Força Integrada de Combate ao Crime Organizado no Acre prendeu o irmão de um dos fugitivos. O homem é condenado por roubo e participação em organização criminosa e estava com mandado de prisão em aberto. Os policiais chegaram até ele durante as investigações sobre a fuga dos dois homens. Já na quinta, três pessoas foram presas em flagrante por supostamente terem facilitado a fuga de detentos no presídio de segurança máxima de Mossoró. (Estadão)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here