Início Notícias Araripina começa vacinar caminhoneiros, detentos e trabalhadores da indústria e educação; ouça...

Araripina começa vacinar caminhoneiros, detentos e trabalhadores da indústria e educação; ouça entrevista

180
Foto: reprodução

Por Cidinha Medrado

Araripina iniciou nesta semana a vacinação contra Covid-19 nos novos grupos encaixados como prioridade pelo Ministério da Saúde. De acordo com a coordenadora do Programa Nacional de Imunizações local (PNI), Kely Sislane, a imunização vai acontecendo de acordo com a realidade do município e da quantidade de doses recebidas pelo governo. Foram incluídos, grupos de caminhoneiros, que fazem transporte de cargas, moradores de ruas, população privada de liberdade, trabalhadores nas indústrias, trabalhadores na educação e pessoas a partir de 50 anos sem comorbidades. Segundo ela, Araripina já imunizou quase 23 mil pessoas, mas por causa da falta de doses, a fila continua longa, com pessoas com comorbidades, por isso, o grupo dos que não tem doenças crônicas ainda não será atendido.

Desde 31 de março, o governo do estado autorizou ampliação da vacinação das pessoas com 50 anos ou mais, independente de comorbidades ou categoria profissional, mas a coordenadora afirmou que vai depender da quantidade de vacinas recebidas, ela acredita que na próxima semana, de 14 à 20 de junho, seja possível iniciar aos poucos esta nova etapa. Ela também informou que será solicitado das indústrias um ofício, indicando a quantidade de funcionários e documentações.

“A quantidade de doses não dá para abordar a todos, por isso, a gente tá priorizando trabalhadores da educação. Com o pessoal das indústrias nós estamos fazendo o agendamento, já as gestantes e puérperas continuam sendo vacinadas e provavelmente com nosso próximo recebimento eu acredito na semana que vem, a gente possa começar a vacinar o publico sem comorbidades. Para o pessoal das indústrias nós estamos ligando e agendando, a empresa vai elaborar um ofício com seu quadro de funcionários, documentação de cada um como, RG, CPF e cartão do SUS, a gente precisa que estas informações estejam no ofício e conforme a gente for recebendo vacinas vai fazendo o agendamento, dependendo do tamanho da equipe a gente vai ao local para vacinar”, comunicou Sislane.

Os profissionais da educação começaram a ser vacinados no início do mês, primeiramente a turma do ensino infantil, sete escolas estão agendadas e mais de 300 professores e trabalhadores na educação foram imunizados entre 6 e 11 de junho, se não tiver atraso na entrega das doses a campanha para a educação será completada.

Kely também chamou a atenção das pessoas que estão com atraso com a segunda dose da CoronaVac. “Elas devem nos procurar na secretaria de saúde para fazer um agendamento, já a vacina da Pfizer (BioNTech) que temos, é prioridade para gestantes e puérperas, por ser a única identificada por não causar danos para elas.

A coordenadora do PNI disse ainda que a terceira etapa da campanha contra gripe continua no ponto central, que funciona de segunda a sexta-feira, mas infelizmente a adesão está baixa, causando maior preocupação já que o município teve um aumento no número de pessoas com sintomas gripais. Ouça a entrevista na íntegra:

1 COMENTÁRIO

  1. boa noite doutor Roberto lembrando que os garis também tomaram sua primeira dose da astrazeneca nesta segunda feira dia 7 de junho todos eles já tomaram a primeira dose graças a Deus

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here