Início Notícias Arari FM Entrevista: Epidemia de Dengue preocupa especialista em saúde

Arari FM Entrevista: Epidemia de Dengue preocupa especialista em saúde

187
Foto: Blog do Roberto

Por Cidinha Medrado para o Blog

O programa Araripina Urgente da Arari FM, recebeu nesta quarta-feira (27), o médico dermatologista e alergista-imunologista, Dr. Cícero Inácio, para falar sobre a atual epidemia de dengue que assola o Brasil. Durante a entrevista, o Dr. Cícero destacou a importância do controle do vetor, o mosquito, como forma de combater a doença. Ele também ressaltou a necessidade de diagnóstico precoce e tratamento adequado para evitar complicações, como a dengue grave ou hemorrágica.

“ A Dengue é uma síndrome febril, você tem febre calafrios e dor no corpo, dor muscular, dor nas juntas e uma dor que é mais atípica que é retro retroocular, atrás dos olhos e fadiga. A primeira Dengue é mais febre persistente, moleza, falta de fome e com alguns dias começa a aparecer umas manchinhas vermelhas na pele e que em seguida coça. Gralmente acontece isso, mas interessante fazer os exames para poder identificar realmente se é Dengue ou não ”, disse o especialista

O Dr. Cícero Inácio também abordou a questão da vacinação contra a dengue, destacando a importância de vacinar toda a população para conter a propagação da doença. Ele ressaltou que, apesar de existir uma vacina há mais de 40 anos, a logística do Estado precisa ser melhorada para garantir que todos tenham acesso à imunização. O médico enfatizou a importância do estudo e da avaliação rigorosa das vacinas para garantir a eficácia e segurança da imunização.

“ Sobre a vacina é uma questão de logística do estado, porque tem como produzir é só o estado querer produzir, tem como produzir. Mas fica fazendo grupos prioritários, todo mundo adoece, todo mundo não pode morrer, tem que vacinar todo mundo, todas as vidas importam”, explicou

Além da dengue, o Dr. Cícero Inácio também abordou a importância da proteção solar para prevenir o câncer de pele. Mesmo com a chegada do outono, o médico alertou que o risco de câncer de pele permanece o ano todo, especialmente em regiões onde o sol é constante. Ele enfatizou a importância do uso de protetor solar e medidas de proteção, como chapéus, para prevenir os danos causados pela exposição solar.

“Proteção solar é essencial o ano todo para prevenir câncer de pele”, disse ele. Assista a entrevista na íntegra:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here