Início Notícias Símbolo da ‘nudez com limites’, tapa-sexo brilha como a estrela do carnaval

Símbolo da ‘nudez com limites’, tapa-sexo brilha como a estrela do carnaval

261
alt

alt

Motivo de controvérsias na Sapucaí, adereço é alvo de nova disputa: quem usará o menor nos desfiles?

O Globo

RIO – Se tudo correr conforme o previsto, Indianara Carvalho terá realizado um sonho.

— Sempre quis desfilar de tapa-sexo — diz a loura, Miss Bumbum 2014 e musa da escola de samba Tucuruvi, que estava prevista para entrar no Sambódromo paulistano na sexta-feira passada.

Ela assume suas intenções:

— Para “dar mídia”, quis o menor da história do carnaval: dois centímetros e meio de largura.

O modelo de Indianara é como uma calcinha de metal sem as laterais, que se prende à região pélvica como um brinco de pressão. Há também o modelo com adesivo, usado por Dani Sperle. Dani é “a musa do tapa-sexo” desde 2009, quando desfilou no Rio com uma tira de três centímetros. A bela da Mocidade não revelou a metragem deste ano. Mas compara:

— É menor do que uma tampa de caneta. Farei jus ao meu título — diz a morena. — Prendo com uma cola específica, que vem da Alemanha. Para tirar, só lavar com água quente e sabão.

Enquanto Sperle encara tudo com naturalidade, para Indianara, estreante no carnaval, “é muita emoção”.

— Mais até do que na minha “segunda primeira vez” — diz ela, que ano passado fez uma cirurgia íntima que reconstruiu seu hímen.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.