Início Notícias “Quis o destino que essa bomba caísse no meu colo”, diz Roseilton...

“Quis o destino que essa bomba caísse no meu colo”, diz Roseilton sobre o Arariprev; ouça

100
Foto: Blog do Roberto Gonçalves

O presidente da Câmara de Araripina informou que ontem foi votada apenas a emenda que está organizando o organograma prá colocar em discussão o fundo previdenciário do município

O presidente da Câmara de Vereadores de Araripina, Roseilton Oliveira, afirmou nessa quinta-feira (25), na Rádio Arari FM, que o destino se encarregou de jogar a ‘confusão’ da reforma previdenciária do município no seu colo. “Em 2019 foi votada a reforma da previdência em Brasília, e depois de mais de 20 anos de discussão, os deputados conseguiram aprova-la. Alguns governadores fizeram biquinho e se posicionaram contra, quando eram eles os que mais precisavam da aprovação, como por exemplo, o de Pernambuco e do Maranhão. Aí os senadores disseram: ôpa, aqui é uma pauta antipopular!!! Nós estamos colocado nossa cara pra resolver um problema que é de vocês, que são gestores e que na verdade todos tem conhecimento do problema, e sabem da necessidade de ser feita a reforma, e infelizmente por jogo político e usando de má fé, não esclarecem e não tiram as dúvidas da população da forma correta, e ainda por cima se posicionam contra, aí é demais. Então os senadores resolveram o problema a nível federal e cada estado, e cada município teve que fazer a sua reforma, e é isso que está ocorrendo em Araripina”, explicou.

Ainda de acordo com Roseilton, a Câmara recebeu um ofício do Ministério Público, dando um prazo até o dia 13 de novembro para que o município se adequasse à Lei Federal. O presidente do poder Legislativo municipal, destacou também, a importência de ‘desmanchar’ algumas mentiras jogadas ao ‘vento’ por parte da imprensa local e pela oposição, reafirmando que está preparado para agir com responsabilidade.

“Não se trata de discutir a alíquota, isso já foi superado no passado. Ninguém está taxando servidor inativo com salário mínimo, inclusive várias cidades fizeram isso, mas nós não. Ontem a gente votou apenas a emenda que está organizando o organograma pra gente colocar realmente o Arariprev prá ser discutito, e quis o destino, que essa bomba caísse no meu colo. Eu vou agir com responsabilidade. Drª Gabriela é especialista na área previdenciária, está preparando a tabela, o discurso, o projeto chegou na Câmera, está tramitando nas comissões, e eu estou respondendo a todas as perguntas dos servidores sobre o assunto. Sou homem no tempo bom e nas dificuldades e jamais vou me esquivar dos problemas. Alguns servidores realmente terão seu tempo de aposentadoria aumentado em dois anos, mas isso está ocorrendo em todo país”, completou. Ouça a entrevista na íntegra:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here