Início Notícias Petrobrás tem lucro de R$ 59,9 bilhões no 4º trimestre de 2020

Petrobrás tem lucro de R$ 59,9 bilhões no 4º trimestre de 2020

130

RIO – Antes da crise causada pelas críticas sucessivas do presidente Jair Bolsonaro à sua política de preços de combustíveis, a Petrobrás registrou lucro líquido de R$ 59,9 bilhões no quarto trimestre do ano passado, salto de 635% ante igual período de 2019, resultado muito acima do esperado por analistas e o maior para um trimestre, pelo menos, desde 2008. No acumulado do ano, a empresa conseguiu um resultado positivo, mas bem menor, de R$ 7,1 bilhões.

Com os números divulgados ontem, a petroleira conseguiu reverter o prejuízo dos três primeiros trimestres do ano, apagando as perdas causadas pela pandemia de covid-19, que parou a economia e derrubou a demanda por petróleo.

Foi o último balanço financeiro da gestão de Roberto Castello Branco. Após as críticas de Bolsonaro, iniciadas na semana passada, o governo federal indicou o general da reserva Joaquim Silva e Luna – que já comandou a Itaipu – para substituir o executivo no comando da Petrobrás.

No balanço, Roberto Castello Branco classificou o resultado como excepcional para o ambiente desafiador vivido em 2020. “Entregamos nossa promessa (de recuperação)”, afirmou. O executivo, porém, não fez referência à sua saída da companhia, que deve acontecer em 20 de março.

O nome de Silva e Luna ainda precisa passar pelo crivo do conselho de administração da estatal – no entanto, a mudança deve ser concretizada. Nos últimos dias, as ações da estatal passaram por um período de forte volatilidade na Bolsa paulista. Economistas e ex-aliados do governo chegaram a afirmar que o movimento, resposta direta do presidente à pressão dos caminhoneiros, seria o fim da fase liberal do governo federal.

As projeções de cinco equipes de análise do mercado financeiro consultados pelo Estadão/Broadcast apontavam para uma média de R$ 11,4 bilhões de lucro no quarto trimestre. O resultado muito acima do esperado poderá servir para o executivo defender sua gestão, marcada pelo ajuste financeiro. Em 2020, a dívida total foi reduzida em US$ 11,6 bilhões, para US$ 75,5 bilhões. A dívida líquida somou US$ 63,2 bilhões no fim de 2020, queda de US$ 15,7 bilhões ante o fim de 2019.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here