Início Notícias Pela PE-630; Trindade à Petrolina

Pela PE-630; Trindade à Petrolina

255
Foto: reprodução

Por Leonardo Leite

Estamos próximo de mais uma eleição, desta vez, para Governadores, presidente, deputados e senadores.

É sempre nessas épocas que aquelas pessoas que se dizem humildes, honestas e de palavras, onde as mesmas lançam seus nomes, apresentam-nos como candidatos. O eleitorado no entanto, aparentemente não tem saída, a não ser votar.

Há um pensamento de que, votar em um só lado político facilita o andar da carroagem. Por outro ângulo, dizem que votar dividido, fica melhor para fiscalizar e cobrar… resumindo, estamos ainda escravizados, somos obrigados a votar a qualquer custos. Em muitos casos que é de nosso interesse e de nosso direito, exige-se o comprovante de regularização de título para saber se estamos em dias com à justiça eleitoral. Isso é um “cabresto” e não como dizem, “vote em quem quiser”.

Ao escolher nossos representantes, a primeira coisa que eles esquecem é o caminho, a estrada que um dia vieram de pés ao chão, pedindo-nos votos para elegerem-se.

Estamos a mais de 40 anos esperando que cumpra-se às promessas que os fizeram-nos durante todas às eleições de prefeito a presidente, e até o presente momento, o que temos pra hoje é saudade.

Nada mais amarga que ver os candidatos em nossas portas pedindo voto sem nenhum segurança impedindo-nos de se aproximar dos candidatos, e quando eleitos, andam com uma escolta armada, fugindo do povo, mentindo e jogando a culpa para o vento, para B ou C, mas não assumem a própria falha.

O que me deixa mais triste, é que todo mundo torna-se revoltado com tamanha covardia política, porém, ao apagar das luzes, basta dizer que já é pré-campanha e muito estão de joelhos adorando os mentirosos enganadores. Onde estão a cabeça desse povo? Onde estão os estudos desse povo? Onde estão a verdadeira participação na política desse povo? Ao invés de esperar os políticos trazerem falsidades e mentiras, o povo deve ir até eles (políticos eleitos), para ver o que eles estão fazendo, como estão e para quem estão fazendo. Nós temos que ir buscar nossos direitos, e não deixar que o escolhidos tragam inverdades. Pois na bagagem deles só irá vir “está aqui, a garantia que amanhã vai dar certo”. Ou seja, só vem promessas. Ação que é bom, nada.

Quando iremos acordar para à vida e escolher não o amigo, irmão, rico ou poliglota, mas sim, alguém que não tem preguiça de fazer ações em pró da nação, das comunidades?

Estamos em um jogo muito difícil, em uma copa do mundo onde Alemanha é os políticos e Brasil é o povo. Temos que mudar a estratégia do jogo, mudar de posição. Estamos a muitos anos em um só lado e em um só palanque. Estamos acomodados nos bancos como nas arquibancadas. Não temos torcidas para o povo, mas temos povo torcendo para políticos covardes E se isso não mudar, *o Brasil de 1600 anos de descoberta por Portugal, e de 211 anos de Proclamação da República como também, 278 anos de independência, não irá mais existir. O povo precisa de estudos e conhecimento, o povo precisa entender que operar uma máquina, construir uma casa com às próprias mãos, isso não quer dizer que é conhecimento suficiente, é preciso estudar sempre, sem parar, ou caso contrário, quem vai parar daqui a 78 anos, é o Brasil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here