Início Notícias Paulo Câmara admite que não deve dobrar salário de professores

Paulo Câmara admite que não deve dobrar salário de professores

504
alt

altEm entrevista à Rádio Jornal, o socialista afirmou que mesmo que o aumento não aconteça, o setor conta com importantes avanços

Rádio Jornal /Foto: Ashley Melo-JC Imagem

O governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), admitiu que provavelmente não deve conseguir cumprir uma de suas principais promessas de campanha: dobrar o salário dos professores. A promessa tinha sido feita em 2014, para dobrar os vencimentos dos docentes do Estado até o fim do seu mandato, em 2018. Em entrevista na Rádio Jornal, o socialista afirmou que mesmo que o aumento não aconteça, o setor conta com importantes avanços.

“Ao final dos quatro anos talvez não dê para duplicar o salário, mas a gente vai ter avanços importantes nessa área. O salário dos professores em aumentado todo ano e estamos vendo formas de premiar aquelas escolas que tenham atingindo as metas. Os professores devem ganhar mais nessas escolas, porque temos que valorizar o mérito, o esforço”, argumentou.

Apesar de não afirmar se o aumento dos professores é uma pauta prioritária nesta reta final, o governador disse que a educação é prioridade de seu governo, citando pesquisa que atribui à Pernambuco o título de melhor educação em escolas públicas do Brasil.

Em setembro, um levantamento do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), mostrou que Pernambuco, que antes ocupava o quarto lugar na lista, passou à 1ª colocação junto com o estado de São Paulo passando a ter a melhor educação pública do Brasil.

Paulo Câmara informou ainda que o governo fará, no início de 2017, por meio do Todos Por Pernambuco, a avaliação e revalidação, em todas as regiões do Estado, dos compromissos que constam do programa de governo exatamente para estudar o que dá pra fazer entre as prioridades definidas.

alt

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here