Início Site Página 4

Servidor público defende Reforma da Previdência na Câmara de Vereadores de Salgueiro

Foto: reprodução

Enquanto muitos servidores públicos protestavam em diversas cidades do Brasil contra a Reforma da Previdência, um dos representantes da categoria em Salgueiro resolveu expor publicamente sua posição favorável ao projeto.

Wiker Gutierre, agente administrativo da Prefeitura de Salgueiro, subiu à tribuna da Casa Epitácio Alencar com objetivo de apoiar a PEC 06/2019. “Eu não estou aqui para dizer que essa (reforma da) Previdência é a melhor para o País, mas que uma (reforma da) Previdência é necessária, é”, declarou.

Ele afirmou que a reforma trará um nível de igualdade social melhor do que a atual. “Essa Previdência vai fazer com que quem recebe menos contribua menos”, destacou, ponderando que o projeto não irá resolver todos os problemas do Brasil, mas abrirá espaço para outras reformas estruturadoras, como a tributária.

O agente administrativo ainda alertou que se o atual sistema de Previdência Social continuar, futuramente não haverá dinheiro para o pagamento dos aposentados, porque o regime em vigor é insustentável. (Com informações de Alvinho Patriota)

Comunidade de Santa Filomena reclama da Celpe

Foto: reprodução

Em Santa Filomena, no Sertão do Araripe, problemas de energia elétrica estão deixando no prejuízo os moradores de duas residências localizadas na Vila Caramari, a um quilômetro da cidade. Eles informaram a este Blog ter acionado a Companhia Energética de Pernambuco (Celpe), desde março último, para fazer a religação nos postes da comunidade, mas até o momento não obtiveram mais do que vários protocolos registrados.

As coisas pioraram no último dia 31 de maio, quando uma máquina da prefeitura que fazia um serviço estrutural na comunidade acabou atingindo e derrubando um poste. Funcionários da Celpe desligaram o fornecimento no dia de ontem (13), prometendo que voltariam para implantar um novo poste, mas por enquanto ainda não cumpriram essa tarefa. “Estamos há dois dias sem energia”, contou um dos comunitários.

Para evitar perder os alimentos na geladeira, por falta de luz, ele e outros da localidade estão tendo de levar os produtos às residências de parentes. Mas o pior de tudo é o perigo de algum morador ser vítima de choque elétrico devido aos fios soltos após a queda do poste. “Os fios estão pelo chão, por onde trafegam pedestres e o ônibus escolar”, alertou.

A reportagem entrou em contato com a assessoria da Celpe sobre o assunto e aguarda um posicionamento. A prefeitura também foi contactada, mas o expediente já tinha sido encerrado. (Com ibformações de Carlos Britto)

“Não haverá apartheid no São João de Araripina”, diz Roseilton Oliveira

O líder do prefeito Pimentel na Câmara, esclareceu pontos importantes sobre o acesso ao público, e o preço das bebidas no Parque Três Vaqueiros; ouça entrevista

Por Roberto Gonçalves / Foto: Blog do Roberto

O líder do governo Raimundo Pimentel na Câmara de Vereadores de Araripina Roseilton Oliveira, criticou as informações que segundo ele, são falsas, sobre o São João de Araripina 2019.

O parlamentar que esteve na Arari FM nesta sexta-feira (14), falou em nome da Prefeitura e demonstrou bastante descontentamento, principalmente com relação as notícias publicadas nas redes sociais, sobre o acesso do público e o preço das bebidas no Parque Três Vaqueiros, local do evento.

“Essas inverdades tem um prazo de validade. Ninguém vai vender bebida com preços exorbitantes na festa. Já na primeira noite as pessoas que forem ao Parque Três Vaqueiros, vão comprovar isso. Com relação a entrada, eu não sei porque algumas pessoas plantaram a ideia que o São João seria cobrado. Muito pelo contrário, o acesso a festa continua sendo grátis, vai ter muito espaço disponível próximo ao palco”, explicou.

Ainda segundo Roseilton, o que precisa ser melhor explicado a população, é que a empresa concessionária que administrará o evento, vai explorar apenas 11% da área que fica próximo ao palco, e quem quiser pagar irá ocupar esse espaço.

“A empresa vai construir uma área vip no espaço de apenas 11% do pátio, mas ninguém vai fazer um apartheid, ou seja, não haverá separação lá dentro. Agora, aquelas pessoas que queiram ficar num espaço mais reservado, vão poder escolher pagar por isso, como acontecia antigamente, quando existiam os camarotes”, frisou.

Ouça a entrevista na íntegra:

Mostra Diálogo em Manifestações Culturais anima Araripina

Programação integra o Ciclo Junino do Sesc Ler com concurso de quadrilhas e workshops de dama e cavaleiro

Foto: divulgação

Depois do Beco do Forró, o Sesc Ler Araripina, em parceria com a Prefeitura, dá continuidade à programação do ciclo junino nos dias 15, 16 e 17 de junho, com a Mostra Diálogo em Manifestações Culturais, na quadra do Sesc. Durante três dias, quadrilhas juninas de Pernambuco e de outros Estados vão se apresentar na disputa. A programação, que tem patrocínio de empresas locais, também conta com workshops juninos gratuitos para cavalheiros e damas.

Ao todo, se inscreveram 17 agremiações. No sábado (15/6), a partir das 19h, terá início o concurso de quadrilhas na quadra do Sesc, com a Nação Sanfonear (Salgueiro – PE), Arriba Saia (Várzea Alegre – CE), Junina Fé Nordestina (Curaçá-BA), Junina Renascer do Sertão (Petrolina-PE), Junina Império Caipira (Petrolina-PE), Junina Pisa na Fulô (Lagoa Grande – PE), Junina Explode Coração (Petrolina-PE) e Agremiação Junina Cariri (Juazeiro do Norte – CE).

A segunda noite do concurso (16/6) terá início às 18h, com as quadrilhas: Junina Baguns’art (Ouricuri – PE); Junina Balão Dourado           (Petrolina – PE); Arraiá do Ribuliço  (Altaneira – CE); Junina Danado de Bom (Petrolina – PE); Junina Nação Nordestina (Juazeiro do Norte – CE);  Quadrilha Junina Forró Xaxado (Petrolina – PE); Agremiação Junina Coração Nordestino (Campos Sales – CE); Junina Encanto Nordestino (Petrolina – PE); e Junina Chapéu de Palha (Ouricuri – PE). A premiação será de R$ 3 mil para a primeira colocada, R$ 1,5 mil para a segunda colocada e R$ 750 para o terceiro lugar. Também serão premiados com troféus o melhor noivo, noiva, marcador, rei e rainha.

O encerramento da mostra acontecerá na segunda-feira (17/6), a partir das 19h, quando o público poderá se encantar com as quadrilhas representantes de bairros e da Zona Rural de Araripina: Vixe Maria, de Bom Jardim do Araripe; Lumiar, de Santa Barbara; Luar do Sertão, da Vila Santa Maria; Pegada Quente, do Ramalhete; e Seguidores do Rei, do Jatobá.

Workshops – Durante toda a programação, sempre das 9h às 12h, acontecem Workshops Juninos para Cavalheiro e para Dama. Os interessados em participar podem se inscrever no Ponto de Atendimento do Sesc Ler, enquanto houver vagas. A inscrição é gratuita e não é exigida idade mínima.

Presidente do Confea sai em defesa da Lei do Salário Mínimo Profissional

Foto: reprodução

O  engenheiro civil Joel Krüger, presidente do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea), divulgou nota nesta sexta-feira (14), em defesa da Lei do Salário Mínimo Profissional.

Confira a nota na íntegra:

“Como presidente do Confea, lamento profundamente a iniciativa do deputado. Desde a promulgação da referida lei, o Sistema Confea/Crea, ao lado de sindicatos ligados destas categorias profissionais, tem lutado pelo seu amplo e efetivo cumprimento, o que tem sido um desafio permanente.  Ao longo dos anos, temos buscado também ampliar o escopo da legislação que não contempla os profissionais do serviço público, das esferas federal, estaduais e municipais.

O país atravessa um momento de baixíssimos investimentos, de desvalorização sem precedentes do seu conteúdo local e de sério risco de depressão, após vivenciar períodos de recessão com poucas perspectivas de serem superados.

Transformar a Engenharia e a Agronomia em bodes expiatórios para esse universo de crise pode ser um fator a mais para enfraquecer a confiança, os investimentos e a economia como um todo. Um país com credibilidade valoriza seus profissionais, sobretudo, sua mão de obra qualificada, que representa a segurança necessária para a estabilidade do espectro social.

O Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea), seu plenário, composto pelos18 conselheiros federais, os 27 Conselhos Regionais de Engenharia e Agronomia (Creas) e a Mútua – Caixa de Assistência dos Profissionais do Crea unem-se à Federação Interestadual de Sindicatos de Engenheiros (Fisenge), à Federação Nacional de Engenheiros (FNE) e a entidades de classe de todo o país em respeito aos profissionais vinculados ao Sistema Confea/Crea e Mútua e em defesa da sociedade.”

Joel Krüger, presidente do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea)

Homem é assassinado a tiros em Trindade, no Sertão do Araripe

O crime aconteceu próximo ao posto Seriema na saída da cidade

Por Roberto Gonçalves / Foto: reprodução WhatsApp

Um homem conhecido como André Psicopata, foi assassinado a tiros na tarde desta sexta-feira (14), próximo ao posto Seriema, em Trindade, no Sertão do Araripe.

O Blog do Roberto entrou em contato com o comandante da 9ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), que confirmou o CVLI. Ainda não há informações detalhadas de como o crime aconteceu.

De acordo com o oficial, diligências estão sendo efetuadas na área para localizar o suspeito (s). A Polícia Civil da cidade já está investigando ocaso. O corpo da vítima deve ser enviado ainda hoje para o IML de Petrolina.

Este foi o terceiro homicídio do ano em Trindade e o vigésimo no mesmo período no Sertão do Araripe que é composto por dez municípios.

Corpus Christi: fiéis confeccionarão tapete gigante em Araripina

Tradição católica esse ano acontece na próxima quinta (20), e reproduz mensagens de fé e cenas da vida de Jesus

Por Roberto Gonçalves / Foto: reprodução

O feriado de Corpus Christi que este ano acontece na próxima quinta-feira (20), traz consigo uma tradição católica seguida em diversas cidades do Brasil. Fiéis se reúnem para confeccionar tapetes gigantes nas ruas, geralmente utilizando serragem colorida. Os desenhos costumam trazer mensagens de fé e de paz, além de cenas da vida de Jesus.

Aqui em Araripina não será diferente. Em recente entrevista ao radialista Roberto Gonçalves na Arari FM, o administrador da Paróquia Nossa Senhora Imaculada Conceição, padre José Nilton, informou que para esse dia especial, um tapete gigante está sendo confeccionado.

“Será feriado nacional, dia santo para nós católicos. Vamos fazer um tapete gigante com mais de 400 imagens e artes religiosas, que serão desenhadas no chão por um grande mutirão popular com mais de 500 pessoas envolvidas, preparando esse tapete com pó de serragem, com arte e com muita alegria”, disse o pároco.

Ainda de acordo com padre José Nilton, no Dia de  Corpus Christi, a procissão terá início às 17h e vai sair da Igreja Matriz, seguindo pela Avenida Antonio de Barros Muniz chegando até na BR-316.

“Só porque ele merece”. / Foto: Pastoral da Comunicação

Três dias depois, Celpe substitui transformador com defeito e Arari FM volta ao ar

Segundo o gerente de Programação Erick Lima, o departamento jurídico da emissora  já entrou com uma ação judicial contra a empresa fornecedora de energia

Por Roberto Gonçalves / Foto: reprodução

Os ouvintes da Arari FM ficaram privados de escutar a melhor programação do rádio sertanejo na frequência 90,3 Mhz por três dias, após um transformador da Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) que fica próximo ao transmissor da emissora na Serra da Torre, apresentar defeito

O problema aconteceu a manhã da última terça-feira (11), e a rádio de maior audiência no Sertão do Araripe, ficou exatamente 77 horas fora do ar, voltando a normalidade no início da tarde desta sexta-feira (14).

Nesse período, várias entrevistas que estavam agendadas nos programas jornalísticos Araripina Urgente e Rota 903, deixaram de acontecer, sem contar no prejuízo causado aos anunciantes da emissora, que não tiveram suas propagandas levadas ao ar.

Por esse motivo, o gerente de programação da Rádio Arari FM Erick Lima, pede desculpas aos clientes pelos transtornos causados pela Celpe, e informa, que o departamento jurídico da emissora, já entrou com uma ação judicial contra a empresa fornecedora de energia.

Ministro do Desenvolvimento Regional visita Petrolina e anuncia reformulação na operação Carro-pipa

Gustavo Canuto, e uma comitiva visitaram nesta sexta-feira (14) o 72º Batalhão de Infantaria Motorizado de Petrolina

Foto: Juliane Peixinho/ G1

O ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, e uma comitiva visitaram nesta sexta-feira (14) o 72º Batalhão de Infantaria Motorizado de Petrolina, no Sertão de Pernambuco. O objetivo é conhecer o funcionamento da operação Carro-pipa, que atende quase dois milhões de pessoas no Nordeste e no norte de Minas Gerais.

Uma apresentação fechada foi realizada no início da manhã no 72BIMtz. De acordo com o ministro, ele teve acesso a detalhes da operação.”Houve uma apresentação detalhada com números e as dificuldades. Eu acho que a mensagem principal é que o Exército vem dando conta, entrega resultado, mas a operação sobrecarrega o efetivo e atividade das forças e que há uma necessidade de adotar outras ações para substituir a operação Carro-pipa , onde for possível, mas sempre tendo como preocupação principal, a oferta de água”, frisou.

O ministro destacou que serão adotadas ações imediadas como a reestruturação da Operação Carro-Pipa, retirando da área militar questões mais operacionais. E também anunciou ações estruturantes que serão implantadas ao longo prazo.

“Primeiro são ações estruturantes, constantes no Plano Nacional de Segurança Hídrica, para que tenhamos mananciais mais próximos, para que as distâncias sejam reduzidas e o custo da operação fique menor. E ações mais pontuais, locais, como o Programa Água Doce, com instalações de sistemas de dessalinização, para que essas comunidades sejam abastecidas dessa forma e não pela operação carro-pipa. E também uma reformulação da operação, para que descarregue, deixe essa sobrecarga do Exército de forma terceirizada em alguns casos”, esclareceu o ministro.

Ministro Gustavo Canuto e uma comitiva estiveram em Petrolina no Sertão de Pernambuco — Foto: Juliane Peixinho/ G1

Ministro Gustavo Canuto e uma comitiva estiveram em Petrolina no Sertão de Pernambuco — Foto: Juliane Peixinho/ G1

O chefe-geral da operação Carro-Pipa, general Pedro Fioravante, acredita que as ações devem possibilitar um maior acesso a água . “Hoje a operação carro-pipa entrega 20 litros de água por pessoa/dia para o consumo humano, para cozinhar e beber. Então, com essas novas ações anunciadas pelo ministro há a possibilidade em médio prazo de aumentar a sustentabilidade da população e chegar água não só para beber e cozinhar, mas para plantar, para tratar a criação”.

O Comandante Militar do Nordeste, o general Marco Antônio Freire Gomes, ressaltou o engajamento permanente do Exército na operação. “A Operação Carro-pipa tem mais de 20 anos, abrange dez estados brasileiros e tem por objetivo principal ajudarmos nossos irmãos em termos de água. Hoje nós temos um efetivo considerável trabalhando na Pipa e agora temos diversos militares caatinga a dentro distribuindo água, fiscalizando, compartilhando um pouco do nosso aspecto humanitário”.

A comitiva deve conhecer à tarde uma captação de água no distrito de Izacolândia em Petrolina. Em seguida, devem seguir para centrais de abastecimento no município de Lagoa Grande, também no Sertão pernambucano. (Por G1 Petrolina)

Governo acaba com obrigatoriedade de simulador para tirar CNH

Foto: Divulgação/Detran-PB
Foto: Divulgação/Detran-PB

Agência Brasil – O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, disse nessa quinta-feira (13) que o governo decidiu retirar a obrigatoriedade do uso de simuladores para a expedição da Carteira Nacional de Habilitação (CNH). A medida foi aprovada nessa quinta-feira (13) durante a primeira reunião do Conselho Nacional de Trânsito (Contran). Além de acabar com a obrigatoriedade do uso de simulador, o Contran também diminuiu de 25 para 20 horas o número de aulas práticas para os aspirantes a habilitação da categoria B.

“A gente já vinha falando ao longo do tempo e hoje estamos tirando a obrigatoriedade dos simuladores, que passam a ser facultativos. Será uma opção do condutor fazer a aula ou não. Se ele julgar necessário que aquilo é importante para a formação dele, de que não está seguro de sair para aula prática, ele poderá fazer. Se não quiser, ele não terá que fazer a aula de simulador”, disse o ministro.

O prazo para a implementação da nova regra é de 90 dias. Com a mudança, o condutor terá que obrigatoriamente fazer 20 horas de aulas práticas. Se optar pelo uso do simulador, serão 15 horas de aulas práticas e 5 horas no equipamento.

Foto: Acervo JC Imagem

“O simulador não tem eficácia comprovada, ninguém conseguiu demonstrar que isso tem importância para formação do condutor. Nos países ao redor do mundo, ele não é obrigatório, em países com excelentes níveis de segurança no trânsito também não há essa obrigatoriedade. Então, não há prejuízo para a formação do condutor”, disse Tarcísio.

De acordo com o ministro, a medida visa reduzir a burocracia na retirada da habilitação. O ministro disse estimar uma redução de até 15% no valor cobrado nos centros de formação de condutores.

“Isso é importante para muito centro de formação de condutores que não possuíam o equipamento. Agora eles não vão precisar adquirir o equipamento ou fazer comodato e isso certamente terá um custo na carteira. As aulas de simulador têm um custo diferente, mas dá para estimar que a gente vá ter uma redução de até 15%. A ideia é deixar que o mercado defina isso”, disse.

Secretaria de Educação de Trindade e Grupo Votorantim entregam tablets e notebook a estudantes

A Prefeitura de Trindade, por meio da Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Desportos do município, em parceria com a Votorantim Cimentos, realizou nessa quinta-feira (13), o 1° Concurso de Desenho, Poesia e Redação PVE 2019.

Na oportunidade foram premiados 3 alunos com um notebook e dois tablets cada, respectivamente nas categorias; Redação, Poesia e Desenho. Desenho vencedor do 1° Concurso de Desenho, Poesia e Redação PVE 2019.

Confira os ganhadores:

Aline Rodrigues da Escola Municipal São Sebastião é a ganhadora do 1° Concurso de Desenho, Poesia e Redação PVE 2019. Ela concorreu na categoria poesia e foi premiada comum tablet.

Gilliarde da Escola Estadual Antônia Marinho Apolinário – EPAMA é o ganhador do 1° Concurso de Desenho, Poesia e Redação PVE 2019. Ele concorreu na categoria desenho e foi premiado com
um tablet.

Silésio Leite da Escola Municipal Alice Lins de Aquino é o ganhador do 1° Concurso de Desenho, Poesia e Redação PVE 2019. Ele concorreu na categoria desenho e foi premiado com um notebook. (Secom / Foto: divulgação)

Gonzaga Patriota elogia relator da Reforma da Previdência por excluir pontos polêmicos da proposta

O relator da reforma da Previdência, deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), apresentou nesta quinta-feira (13), seu parecer na comissão especial que analisa a proposta. O deputado Gonzaga Patriota (PSB) elogiou o colega da Casa por excluir do texto pontos polêmicos, como a capitalização e a inclusão de Estados e municípios nas novas regras e as alterações previstas no Benefício de Prestação Continuada (BPC) e na aposentadoria rural.

“Professores, policiais e trabalhadores rurais não podem se prejudicarem com essa Reforma. Querer que um agricultor se aposente apenas com 60 anos e que tenha contribuído 20 anos é desumano. Só quem já trabalhou na roça, de sol a sol, sabe o quanto é difícil. Por isso, fico feliz com o parecer do relator que não mexeu com o direito dessas categorias”, comentou.

Patriota ainda lembra que sempre defendeu esses pontos e comemorou a retirada da proposta que elimina a mudança na regra e permite que idosos pobres continuem a receber um salário mínimo a partir dos 65 anos. “Sempre digo que jamais votarei contra os mais necessitados. Temos que pensar e avaliar com calma todos esses pontos apresentados na Reforma da Previdência, pois vai mexer na vida do cidadão e ele jamais poderá ser prejudicado”, avaliou.

O socialista ainda destacou que o parecer em relação aos professores foi uma grande conquista também “Os professores da educação básica poderão se aposentar aos 60 anos de idade, se homem, e 57 anos, se mulher. O texto original do Executivo previa 60 anos para todos, nos setores público e privado. Ambos terão de pagar pelo menos 25 anos de contribuição, mais 10 anos de efetivo exercício no serviço público e 5 anos no cargo em que se dará a aposentadoria”, explica.

Entenda as mudanças que o relator fez:

Idade mínima para trabalhador urbano

  • O que diz a proposta do governo: a idade mínima para aposentadoria após o período de transição proposta pela PEC é de 62 anos para as mulheres e 65 para homens. O tempo mínimo de contribuição passa a ser de 20 anos para ambos os sexos.
  • O que diz o texto do relator: a idade mínima para aposentadoria do trabalhador urbano foi mantida, conforme proposto na PEC, em 62 anos para mulheres e 65 para homens. O tempo mínimo de contribuição, no entanto, sobe para 20 anos apenas para homens; para mulheres, fica em 15 anos.

Regra de transição

  • O que diz a proposta do governo: no Regime Geral de Previdência Social (RGPS), que contempla trabalhadores do setor privado, a PEC prevê três regras de transição para a aposentadoria por tempo de contribuição para o setor privado (INSS) – o trabalhador poderá optar pela forma mais vantajosa. Uma outra regra de transição está prevista para o Regime de Previdência dos Servidores Públicos (RPPS).
  • O que diz o texto do relator: o texto do relator acrescenta uma quarta regra de transição, que vale tanto para o RGPS quanto para o RPPS. Pela alternativa adicional, os trabalhadores que já contribuem para a previdência poderão se aposentar com 57 anos, no caso das mulheres, e 60 anos, no caso dos homens. Deverão ainda ter 30 anos de contribuição (mulheres) e 35 (homens), além de pagar um “pedágio”. Esse pedágio corresponde a um período adicional de contribuição equivalente ao mesmo número de anos que faltará para cumprir esse tempo mínimo de contribuição (30 ou 35 anos) na data em que a PEC entrar em vigor. Um trabalhador que já tiver a idade mínima mas tiver 32 anos de contribuição quando a PEC entrar em vigor terá que trabalhar os 3 anos que faltam para completar os 35 anos, mais 3 de pedágio.

Aposentadoria rural

  • O que diz a proposta do governo: idade mínima de 60 anos para a aposentadoria de homens e mulheres, com 20 anos de tempo de contribuição parta ambos os sexos.
  • O que diz o texto do relator: idade mínima deve permanecer em 55 anos para mulheres e 60 para homens trabalhadores rurais e para quem exerce atividade economia familiar, incluindo garimpeiro e pescador artesanal. O tempo mínimo de contribuição sobe de 15 anos para 20 anos apenas para homens; no caso das mulheres, são mantidos 15 anos.

Professores

  • O que diz a proposta do governo: idade mínima de 60 anos de idade para a aposentadoria de homens e mulheres.
  • O que diz o texto do relator: idade mínima de 57 anos para a aposentadoria das mulheres professoras e de 60 para homens, até que sejam definidos novos critérios por meio de lei complementar. A regra vale para professores da educação infantil, ensino fundamental e médio.

Policiais civis, agentes penitenciários e educativos

  • O que diz a proposta do governo: a PEC estabelece, para policiais, a idade mínima para aposentadoria em 55 anos, com tempo mínimo de contribuição de 30 anos para homens e 25 para mulheres, e tempo de exercício de 20 anos para eles e 15 para elas. Para agentes, os critérios propostos são os mesmos, excetuando o tempo de exercício, de 20 anos para ambos os sexos.
  • O que diz o texto do relator: a proposta atinge policiais federais, agentes penitenciários e educativos, mas exclui policiais civis estaduais. A regra mantém a idade mínima da aposentadoria em 55 anos, mas mantém em vigor uma lei de 1985 que determina pelo menos 30 anos de contribuição, e 20 na função, sem distinção entre policiais e agentes.

Capitalização

  • O que diz a proposta do governo: uma lei complementar deveria instituir um novo regime de Previdência Social com regime de capitalização.
  • O que diz o texto do relator: o relatório retira a possibilidade de capitalização.

Benefício de Prestação Continuada (BPC)

  • O que diz a proposta do governo: idosos pobres passam a receber R$ 400 a partir dos 60 anos, e um salário mínimo a partir dos 70.
  • O que diz o texto do relator: elimina a mudança na regra e permite que idosos pobres continuem a receber um salário mínimo a partir dos 65 anos.

Abono salarial

  • O que diz a proposta do governo: o pagamento do abono salarial
  • O que diz o texto do relator: define que o pagamento do abono deverá ser feito aos trabalhadores de baixa renda (até R$ 1.364,43).

Salário-família e auxílio-reclusão

  • O que diz proposta do governo: beneficiários do salário-família e auxílio-reclusão devem ter renda de até um salário mínimo.
  • O que diz o texto do relator: beneficiários do salário-família e do auxílio-reclusão são pessoas de baixa renda (até R$ 1.364,43).

Reajuste dos benefícios

  • O que diz a proposta do governo: o texto enviado pelo governo ao Congresso eliminava o trecho da Constituição que garantia o reajuste dos benefícios para preservar o valor real – ou seja, para compensar as perdas da inflação.
  • O que diz o texto do relator: A proposta devolve o trecho ao texto, garantindo o reajuste dos benefícios pela inflação.

Pensão por morte

  • O que diz a proposta do governo: pela proposta, o valor da pensão por morte – que hoje é de 100% para segurados do INSS – ficará menor. Tanto para trabalhadores do setor privado quanto do serviço público, o benefício passa a 60% do valor mais 10% por dependente adicional. Assim, se o beneficiário tiver apenas um dependente, receberá os 60%; se tiver dois dependentes, receberá 70% – até o limite de 100% para cinco ou mais dependentes.
  • O que diz o texto do relator: mantém as mudanças da PEC, mas garante um benefício de pelo menos um salário mínimo nos casos em que o beneficiário não tenha outra fonte de renda. Além disso, o parecer alterou o trecho da PEC que reduzia o benefício de dependentes com deficiência “intelectual ou mental”. O texto diz que “quando houver dependente inválido, com deficiência grave, intelectual ou mental, o benefício seja equivalente a 100% da aposentadoria”. Já em caso de morte de policial ou agente penitenciário da União “decorrente de agressão sofrida no exercício da função, a pensão será vitalícia e no valor de 100% da média”.

Estados e municípios ficam fora

  • O que diz a proposta do governo: a PEC valeria para servidores dos estados e municípios.
  • O que diz o texto do relator: retirada de estados e municípios da PEC. Com isso, se esse ponto não for reinserido durante a tramitação da emenda constitucional, as eventuais alterações nas regras previdenciárias que vierem a ser aprovadas pelos congressistas não terão efeito sobre os regimes de aposentadoria de servidores estaduais e municipais. O relator destacou que os legislativos de cada ente federativo terão de aprovar regras próprias por meio de lei complementar.

Incorporação de adicionais ao salário

  • O que diz a proposta do governo: a PEC não trata do assunto.
  • O que diz o texto do relator: o relatório inclui a proibição de que adicionais por cargo de confiança ou cargos em comissão sejam incorporados ao salário de servidores. A proibição, que já existe para servidores federais, busca reduzir os gastos dos estados e municípios.

Limite de acumulação de benefícios

  • O que diz a proposta do governo: o texto prevê limites para a acumulação de benefícios, hoje inexistentes. O beneficiário passará a receber 100% do benefício de maior valor, somado a um percentual da soma dos demais. Esse percentual será de 80% para benefícios até um salário mínimo; 60% para entre um e dois salários; 40% entre dois e três; 20% entre três e quatro; e zero para benefícios acima de 4 salários mínimos. Ficam fora da nova regra as acumulações de aposentadorias previstas em lei: médicos, professores, aposentadorias do regime próprio ou das Forças Armadas com regime geral.
  • O que diz o texto do relator: admite a nova regra, mas altera para 10% o percentual para benefícios acima de quatro salários mínimos.

Encargos trabalhistas

  • O que diz a proposta do governo: a PEC previa a inclusão da expressão “de qualquer natureza” no artigo que trata da incidência das contribuições patronais sobre a folha de salários. O item, segundo especialistas, abria brecha para que incidissem sobre vale transporte, vale alimentação e outros.
  • O que diz o texto do relator: a alteração foi retirada da proposta.

Aposentadoria de magistrados

  • O que diz a proposta do governo: a PEC não tratava especificamente do assunto.
  • O que diz o texto do relator: o texto propõe retirar da Constituição a possibilidade da aplicação da pena disciplinar de aposentadoria compulsória.

Salgueiro e Petrolina têm manifestações contra a reforma da previdência

SALGUEIRO (PE), 9h30: manifestantes protestam contra a reforma da previdência — Foto: Debora G. Figueredo / Arquivo pessoal

SALGUEIRO (PE), 9h30: manifestantes protestam contra a reforma da previdência — Foto: Debora G. Figueredo / Arquivo pessoal

Os municípios de Petrolina e Salgueiro, no Sertão de Pernambuco, registraram nesta sexta-feira (14) manifestações contra o projeto de reforma da previdência apresentado pelo governo federal. Centrais sindicais, frentes populares, estudantes, professores e integrantes do MST participaram dos protestos.

Em Salgueiro, a mobilização começou por volta das 9h. Com faixas e cartazes, os manifestantes saíram em passeata pelas ruas do centro da cidade.

PETROLINA, 10h25: manifestantes protestam na praça do Bambuzinho — Foto: Emerson Rocha / G1

Em Petrolina, o protesto começou às 9h25, na praça do Bambuzinho, que fica na Avenida Souza Filho, no Centro. Os manifestantes estavam com cartazes e faixas contrárias à reforma da previdência e os cortes de verbas na educação. Também houve discursos com palavras de ordem. Às 11h15, os manifestantes saíram em passeata pelas ruas de Petrolina. (Por G1 Petrolina)

Araripina recebe Encontro Nacional de Motociclistas neste final de semana

A realização é dos grupos Guardiões de Aço e O Leão de Judá, com apoio da Prefeitura de Araripina; ouça entrevista

Por Roberto Gonçalves / Foto: Luizito Fotografias

A cidade de Araripina, no Sertão de Pernambuco, sediará neste final de semana, o Encontro Nacional de Motociclistas. O evento acontece na praça da Igreja Matriz, em frente a Escola Dom Malan, nos dias 14 15 e 16 de junho, sexta, sábado e domingo, a partir das 09h.

A realização é dos grupos Guardiões de Aço e O Leão de Judá, com apoio da Prefeitura de Araripina. São aguardados na cidade, centenas de motociclistas de diversas regiões do Brasil.

Foto: Blog do Roberto

Um dos coordenadores do evento Alberto Calado, esteve na manhã desta sexta-feira (14), conversando sobre o assunto com o radialista Roberto Gonçalves na Rádio Arari FM.

“Nós estamos contando com o apoio da Prefeitura e de alguns empresários da nossa cidade, e isso é muito bacana, porque de certa forma, eles estão reconhecendo, que eventos dessa natureza são bons para cidade. São pessoas que estão vindo de outras regiões, de outros estados, injetando dinheiro na economia do município, movimentando hotéis, restaurantes e o comércio de uma forma geral”, explicou.

Ouça a entrevista na íntegra:

Ouça o programa Araripina Urgente de 14/06/2019

Por Roberto Gonçalves / Foto: Bruno Rostand

Se você perdeu o Araripina Urgente desta sexta-feira, 14 junho de 2019, programa que é apresentado pelo radialista Roberto Gonçalves de segunda a sexta-feira, das 7 às 8:30 h, pela Arari FM 90,3 e pelo Sistema Beto Som nas cidades de Parnamirim, Terra Nova, Granito e Moreilândia e quer ouvir agora na íntegra, é só clicar abaixo.

No programa, você poderá conferir as seguintes notícias:

01-Entrevista 1: Líder do governo Pimentel no legislativo Roseilton Oliveira, chama de  ‘fake news’ informações de que o São João de Araripina não terá entrada grátis

02-Entrevista 2: Albério Calado fala sobre o 2º Encontro Nacional de Motociclistas (Araripina Motofest) que acontece de sexta (14) até domingo (16) em Araripina

03-Ministério da Agricultura pode deixar agricultores de Araripina fora do Garantia Safra

04-Prefeitura lança projeto para criar nova divisão de bairros de Araripina

05-Prefeitura inicia novo ciclo de combate às muriçocas em Araripina

06-Defeito em transformador da Celpe deixa Rádio Arari FM fora do ar por três dias

07- Ouricuri será o polo das manifestações no Araripe durante a greve geral nessa sexta-feira

08-CDL de Ouricuri comunica que paralisação nacional não atingirá o comércio

09-Ouricuriense é eleito Reitor da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)

10-Roberta Arraes homenageia a primeira ETE do Sertão do Araripe

11-Recife registra, em 6 horas, a mesma quantidade de chuvas para 15 dias

12-Novo ministro da Secretaria de Governo é o General Luiz Eduardo Ramos

13- Parecer da reforma da Previdência reduz para 913 bilhões a economia em 10 anos

14- Bolsonaro diz que legado de Sergio Moro contra a corrupção no país não tem preço

15- As broncas policiais com o repórter Fredson Paiva do Rota 903

16- As notícias esportivas com Roberto Rivelino; Brasil abre 2 a 0, mas leva virada da Austrália com falhas e gol contra

17- Participação do ouvinte pelo WhatsApp (87) 9 9161-0116 e facebook

Acusado de cometer crime de lesão corporal seguida de morte, é preso em Araripina

Segundo a Polícia, Natanael de Oliveira cometeu o crime no dia 06 de maio, no sítio Patos, zona rural do município

Por Roberto Gonçalves / Fonte e Foto: Polícia Civil de Pernambuco

Por volta das 05h da manhã  desta sexta feira (14), em operação conjunta, policiais da 24ª Delegacia de Homicídios, comandados pelo Delegado Titular, o Dr. George Dantas Saraiva , sob a coordenação da Delegada Seccional, Dra. Katyanna Muniz Leite, juntamente com os malhas da 9º CIPM e ROCAM deram cumprimento a mandado de Prisão Preventiva expedido pelo Douto Juiz da Vara Criminal da Comarca de Araripina – Pernambuco, em desfavor de NATANAEL DE OLIVEIRA, indiciado pela prática de Lesão Corporal seguida de morte praticada no  dia (06/05/2019) contra a pessoa de ANTÔNIO CRISTIANO ALVES JESUS.

Histórico do caso:

No dia 06/05/2019, no sítio Patos, Araripina-PE, NATANAEL utilizando de um instrumento contundente (pedra), atingiu  ANTÔNIO na região da cabeça, causando-lhe lesão corporal, o que posteriormente o levou  a morte. Todavia, após golpear a vítima o autor fugiu do local, deixando ela caída ao solo, mas ainda com vida. Assim,  conclui-se que NATANAEL em momento algum agiu com dolo de matar, mas sim de lesionar tendo por culpa sobrevindo o resultado morte.

A prisão preventiva, neste caso, foi decretada em decorrência de representação da Autoridade Policial que presidiu o IP a qual resultou em um mandado de prisão preventiva de autos nº 0000497-49.2019.8.17.1020.

Essa é mais uma ação da Polícia Civil  e Militar do Estado Pernambuco na cidade de Araripina/PE com foco no combate à criminalidade violenta (CVLI), seguindo as diretrizes do Pacto Pela Vida.

Ouricuriense vive em situação de miséria em túnel do Recife

Diário de Pernambuco / Foto: reprodução

Tia fala pouco. Assim como pouco é tudo ao seu redor. Quando tinha saúde, frequentava a rua, conversava com alguns vizinhos. Depois do AVC, ficou refém da cama e da boa vontade alheia. Se come, é porque a única amiga, Cida, lhe leva o café da manhã, o almoço e o jantar. Tia é como lhe conhecem, mas diz se chamar Maria de Lurdes Ferreira da Silva, nascida em 2 de fevereiro de 1949. Não tem documentos para comprovar as informações. Até prova em contrário, é como se não existisse no mundo. É quase isso mesmo.

Para chegar à “casa” de Tia, é preciso abaixar a cabeça e parte do corpo. Enfrentar lama e muito lixo no caminho. Tem também a escuridão e os animais. Pela manhã, muitos gatos, de todos os tamanhos e cores. À noite, os ratos, as baratas e as muriçocas. Tia habita um vão do Túnel Augusto Lucena, sob o Viaduto Tancredo Neves, na Imbiribeira, Zona Sul do Recife. O espaço tem 1,90 m de altura, 12 m de comprimento e três metros de largura. É ocupado por duas camas, sendo uma de casal e uma de solteiro, além de uma caixa de isopor – onde estão as roupas de Tia – uma pequena mesa de plástico sobre um tapete velho e fogões, muitos fogões velhos e inutilizados.

Quando a madrugada chega, os vizinhos moradores da Fazendinha, favela da vizinhança, escutam os gritos de Tia. Seriam pedidos de socorro, contam. Ela mora sozinha. A filha vive numa comunidade próxima e foi convocada por Aparecida Alves, 54, a Cida, a dar banho na mãe todos os dias. A relação é difícil. E Tia segue dependendo dos outros para tudo.

A única amiga conta que Tia tinha um marido e vivia na Rua Alameda das Hortênsias, no bairro do Coqueiral, no Recife. O homem, um aposentado, morreu e ela teria ficado sem assistência. “Tia não ficou com a aposentadoria do companheiro porque entregou os documentos para um homem que prometeu resolver o dinheiro para ela e nunca mais voltou”, contou Cida.

Há dez anos, Tia passou a ocupar o vão. Antes do AVC, limpava e arrumava o espaço com prazer. Agora, não tem condições de cuidar do que convém chamar de lar. Um televisão quebra o silêncio, a solidão e a escuridão do pequeno espaço. Tia precisa usar fraldas descartáveis diariamente. O vão, obviamente, também não conta com banheiro. Não foi projetado para moradia. Não é lugar para um ser humano ficar. Ainda mais quando se trata de alguém doente.

Chegamos à história de Tia através da defensora pública Lêda Pessoa, coordenadora de Defesa dos Direitos da Minoria. Em fevereiro, ela recebeu a informação de que uma mulher que sofrera um AVC estava vivendo em condições degradantes e, inclusive, sem documentos. “Ela disse ser natural de Ouricuri e comecei a procurar a certidão de nascimento dela por lá. O cartório, no entanto, respondeu que havia passado por um incêndio em 1987 e perdido tudo”, contou Leda. O próximo passo da defensora pública foi procurar o Instituto Tavares Buril (ITB) para certificar-se se Tia já teve algum registro na instituição. A resposta, no entanto, ainda não foi dada. “Com a documentação, poderemos entrar com pedido do benefício de prestação continuada e ela pode ser encaminhada para um lugar melhor”, pontuou Leda.

A mobilização da defensora pública chegou também a uma equipe da Secretaria Estadual de Saúde, que já esteve no local para verificar o estado de saúde de Tia. “Estamos lutando para ela ser atendida o mais rápido possível em um hospital. Ela corre sérios riscos vivendo aqui com sequelas de um AVC.” A história de Tia fala sobre ausência de direitos e de humanidade. Mas também conta muito sobre o poder emanado de uma mobilização pelo outro.

Ouricuri será o polo das manifestações no Araripe durante a greve geral nessa sexta-feira

Por Francisco Monteiro

A cidade de Ouricuri será o polo de manifestações da região do Araripe nessa sexta feira (14), aderindo assim a greve geral, sindicalistas e movimentos de outros municípios da região vão se encontrar em Ouricuri para o manifesto.

Segundo a presidência do Sindsep, Sindicato dos servidores públicos de Ouricuri, devem participar do movimento o fórum de mulheres do Araripe, ong CAATINGA, Sintebe, MST, sindicatos de trabalhadores rurais entre outros movimentos com a pauta principal de demostrar insatisfação com a reforma da previdência e os cortes de verbas na educação.

O ato terá inicio as 8h em frente a Prefeitura Municipal, em seguida percorre as principais avenidas da cidade finalizando em frente a previdência social.

Previdência: ‘Faltou responsabilidade’, diz governador do Piauí sobre retirada de estados

Bolsonaro e Wellington Dias, governador do Piauí (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Bolsonaro e Wellington Dias, governador do Piauí (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

O governador do Piauí, Wellington Dias (PT), criticou nesta quinta-feira (13) a decisão do relator Samuel Moreira (PSDB-SP) de retirar estados e municípios do substitutivo da reforma da Previdência. “Espero que quem teve esta bela ideia garanta mesmo os 308 votos ou mais prometidos”, ironizou. “Mas faltou responsabilidade com o Brasil”. 

O petista afirmou que o encontro do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) com os governadores em Brasília, na última terça-feira (11), o indicativo era de um acordo para que recebesse o apoio dos gestoresprincipalmente os do Nordeste.

Para isso, teriam que permanecer estados e municípios e ser retirados quatro pontos da reforma contestados por eles, que efetivamente saíram:

Em relação aos estados e municípios, o relatório afirma: “Cabe mencionar a especificidade da cláusula de vigência do substitutivo, construída para atender o preceito da autonomia federativa que é tão cara aos líderes desta Casa. A fim de que Estados, Distrito Federal e Municípios participem efetivamente do processo de decisão que envolve as modificações nas normas previdenciárias que pretendemos aprovar para a União, o substitutivo prevê que algumas disposições da futura Emenda Constitucional terão eficácia limitada, somente entrando em vigor no âmbito de cada ente federativo depois de referendadas pelo Poder Legislativo local”.

“Em bom português: rompido o acordo”, reagiu Wellington Dias.

“Governadores das 27 unidades da federação assumiram o compromisso de sentar à mesa para o entendimento de um texto capaz de conquistar mais de 308 votos e com compromisso de equilíbrio na previdência. Alguém pensa que é fácil”, questionou o governador do Piauí. “Especialmente para quem é do campo da oposição foi um gesto de grandeza pelo Brasil”.

O petista se posicionou sobre o assunto em nota.

“Certamente agora parte dos governadores sairá da posição de defesa de um texto que poderia sair do entendimento para opositores”, previu. “Sabendo do desgaste que ganharia, com posição assumida, eu posso dizer que fiz a minha parte, como outros líderes. Sei que dificilmente membros da base do atual governo, quando da oposição jamais assumiria a posição que governadores do nosso campo político assumimos. Bênçãos de Deus para o Brasil”, alfinetou Dias.

Bolsonaro diz que legado de Sergio Moro contra a corrupção no país não tem preço

Bolsonaro diz que legado de Sergio Moro contra a corrupção no país não tem preço

(Foto: reprodução)

Jair Bolsonaro diz que o legado de Sergio Moro no trabalho contra a corrupção no país não tem preço.

O presidente defendeu ontem o ministro da Justiça, quatro dias após o vazamento de conversas do então magistrado da Lava Jato com um dos procuradores da força-tarefa.

Desde domingo, o site “The Intercept Brasil” tem publicado diálogos entre o ex-juiz e Deltan Dallangnol, que demonstram uma suposta interferência na operação.

Bolsonaro procurou, no entanto, enaltecer o trabalho desenvolvido por Sérgio Moro.

O presidente acredita ter ocorrido uma invasão criminosa dos celulares e questionou a veracidade do conteúdo divulgado.

A ser perguntado se considera normal que um juiz e um procurador conversarem sobre uma investigação em curso, Bolsonaro rebateu.

Sérgio Moro nega que tenha influenciado a condução dos processos na Lava Jato, mas a atuação dele na condenação de Lula é contestada no Supremo Tribunal Federal.

A defesa do petista alega suspeição do ex-juiz e anexou os vazamentos ao pedido de liberdade do ex-presidente que será analisado pela Corte no dia 25.

O ministro evitou falar ontem sobre os vazamentos e afirmou que o objetivo dele é ser firme contra o crime organizado, a corrupção e a criminalidade violenta.

A Polícia Federal abriu 4 inquéritos para apurar a invasão e a clonagem de celulares do ministro, de procuradores, juízes e jornalistas.

E já encontrou indícios de que o ataque começou pelo celular do ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot.

O invasor teria acessado os grupos de conversa do Telegram do aparelho dele e chegado aos contatos referentes aos integrantes da Lava Jato.

Os investigadores já sabem que o invasor tem pleno conhecimento da operação e dos personagens que envolvem a força-tarefa.

E agora apuram se o hacker é brasileiro ou se é um cidadão do país está apoiando um invasor estrangeiro.