Início Notícias “Não foi um trabalho solitário”, diz George Sanguinetti sobre morte de Beatriz

“Não foi um trabalho solitário”, diz George Sanguinetti sobre morte de Beatriz

119
Foto: reprodução

Famoso legista alagoano atuou em casos como a morte de PC Farias e de Isabella Nardoni

O Caso Beatriz voltou aos holofotes nesta semana, quando a Polícia Civil de Pernambuco anunciou a prisão de Marcelo da Silva, de 40 anos. Ele tem histórico de crimes sexuais contra crianças e seria o autor das facadas que mataram Beatriz Angélica Mota.

Nesta sexta-feira (14), o programa Super Manhã com Waldiney Passos entrevistou por telefone o legista George Sanguinetti. Ele é um dos principais nomes do país e atuou em casos como a morte de PC Farias e de Isabella Nardoni. Em entrevista a Rádio Jornal Petrolina, Sanguinetti disse que o apresentado não foi o autor do homicídio de Beatriz. “É fraca a argumentação, a história não convence”, disse Sanguinetti.

“Como ele vai exatamente naquele setor abandonado [do Colégio]. Não foi um trabalho solitário, alguém observava, alguém vigiava. Não me convenço desse pedinte, desse pobre homem, que assusta uma menina de 7 anos, que vai constatar que ele está armado com uma faca e é vitimada por conta disso. Faltam muitos elementos para ter veracidade“, pontuou.

Ainda segundo Sanguinetti, o crime não tem motivação, tratando-se de uma “fantasia”, que convence apenas quem quer contar tal fato. Contudo, ele montou sua argumentação sem ter acesso aos laudos e materiais coletados no inquérito. (Blog do Waldinei Passos)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here