Início Notícias Jornalistas de Pernambuco e da Bahia cobram respeito aos profissionais que fazem...

Jornalistas de Pernambuco e da Bahia cobram respeito aos profissionais que fazem cobertura do São João de Petrolina

78
Foto: reprodução

Por Blog do Carlos Britto

No início da tarde deste sábado (22), noticiamos que entidades da imprensa, como o Sindicato dos Jornalistas de Pernambuco (Sinjope) e o Sindicato dos Jornalistas da Bahia (Sinjorba), estavam cobrando mais respeito aos profissionais que estão fazendo a cobertura do São João de Petrolina (clique aqui). Segundo as informações enviadas pelos sindicatos, alguns jornalistas estavam tendo dificuldade para conseguir transitar entre as áreas do evento.

Há pouco, Júnior Vilela, coordenador de comunicação do município, enviou uma nota ao blog negando que a Prefeitura de Petrolina esteja dificultando o trabalho dos veículos de comunicação na festividade.

Confira abaixo, na íntegra:

Em respeito ao ofício enviado, esclarecemos que em momento algum houve restrição de direitos aos jornalistas, radialistas e demais comunicadores envolvidos na cobertura do São João de Petrolina. 

A equipe de assessoria de imprensa garante suporte para que todos os profissionais possam fazer seu trabalho, entrevistando artistas e demais personalidades envolvidas no evento. Porém, existem áreas especiais que a produção do evento e dos próprios artistas limitam a circulação das pessoas, inclusive, dos próprios trabalhadores da imprensa. Frontstage, camarins e palco são as regiões mais restritas. Os camarins, de acordo com os organizadores e produtores, precisam de maior reserva, por questão de segurança e para garantia de privacidade aos artistas que necessitam se preparar. Já a região do frontstage é um espaço que serve como escape para os bombeiros no caso de uma emergência. Já no palco, os artistas solicitam o menor transtorno possível para garantia da realização dos shows. 

Os locais citados acima contam com assessores da prefeitura para permitir justamente que os profissionais de imprensa e de outros meios possam ter acesso. Todos os anos, existem essas limitações e isso costuma ocorrer em diversos eventos de grande porte e com artistas de renome nacional. Não se trata, portanto, de uma postura arbitrária ou exclusiva em Petrolina. 

Importante acrescentar ainda que todos os profissionais de imprensa são orientados. Os assessores explicam cuidadosamente e com muito respeito sobre essas limitações nas áreas especiais com a finalidade de não haver uma interpretação de que existe algum excesso da prefeitura ou má conduta. 

Nós que fazemos a Coordenadoria de Comunicação, de forma transparente e respeitosa, estamos à disposição para receber qualquer representante dos sindicatos e demais entidades para uma visita ao local para apresentar toda a estrutura e esclarecer qualquer ponto. Assim, será possível dirimir qualquer dúvida a respeito da postura da prefeitura e de todos os profissionais que estão trabalhando todas as noites e madrugadas à disposição da imprensa e demais veículos de comunicação.

Respeitosamente, 

Coordenadoria de Comunicação da Prefeitura

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here