Home Notícias Hospital retira 50 larvas de cabeça de menina de 10 anos na...

Hospital retira 50 larvas de cabeça de menina de 10 anos na Região Metropolitana do Recife

0
Compartilhar
Criança foi levada para a UPA de Jaboatão do Guararapes
De acordo com o Conselho Tutelar de Jaboatão dos Guararapes, a menina chegou à UPA do bairro em estado crítico

TV Jornal / Reprodução internet

Uma criança de 10 anos está internada no Hospital Maria Lucinda, na Zona Norte do Recife, com ferimento na cabeça causado por larvas. Por conta da gravidade do caso, a paciente vai passar por cirurgia. A menor mora com a família no bairro de Cavaleiro, em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife.

De acordo com o Conselho Tutelar de Jaboatão dos Guararapes, a menina já chegou à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro em estado crítico e precisou ser encaminhada para o Hospital Maria Lucinda. Na unidade de saúde, foram retiradas mais de 50 larvas da cabeça da menina.

Ainda segundo o Conselho Tutelar de Jaboatão, os pais acreditavam que a menina estava com algum tipo de fungo na cabeça e trataram a filha, sem orientação médica, com um remédio chamado Cetoconazol, um fármaco antimicótico ou antifúngico derivado do imidazol usado topicamente.

Nota do Hospital Maria Lucinda

Em nota, o Hospital Maria Lucinda informou que a paciente está internada na unidade desde 7h30 dessa quarta-feira (09). Segundo o hospital, ela está em observação e sem previsão de alta. “Na unidade, recebeu os primeiros cuidados médicos e atualmente está sendo medicada com antibióticos e remédios para dor. Dependendo da evolução, poderá ou não passar novos procedimentos médicos. Para resguardar a privacidade e os direitos do paciente, outras informações devem ser apuradas junto ao Conselho Tutelar”, informou a unidade

Conselho Tutelar

Procurado pela TV Jornal, o Conselho Tutelar informou que irá aplicar a medida de proteção e afastar temporariamente a criança do convívio dos país negligentes. A criança será deixada com a avó paterna e o conselho tutelar irá denunciar os país ao Ministério Público pela negligência.

Outros casos

Nos últimos anos, outros casos semelhantes foram registrados no Grande Recife. Em maio de 2018, uma mãe encontrou larvas na cabeça da filha de 10 anos em uma comunidade de Paulista, no Grande Recife. A criança apresentou pequenas feridas no couro cabeludo, região onde as larvas se manifestaram. Segundo a mãe, a menina chegou a ser atendida em diversas unidades de saúde de forma inadequada.

Em outubro de 2017, uma menina de 2 anos foi internada no Hospital Tricentenário, em Olinda, também no Grande Recife, com uma infestação de larvas na cabeça. De acordo com os médicos, nesse caso, a infestação foi provocada por piolhos.

No Banner to display

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

um × 4 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.