Início Notícias Funcionamento das casas de farinha será tema de audiência pública em Araripina

Funcionamento das casas de farinha será tema de audiência pública em Araripina

149

Evento acontecerá as 19h da quarta-feira (21) na Câmara de Vereadores e contará com a presença da procuradora do Ministério Público Federal do Trabalho, Dra. Ana Carolina

Por Roberto Gonçalves / Foto: reprodução

O presidente da Câmara de Vereadores de Araripina, no Sertão de Pernambuco, Evilásio Mateus, anunciou nesta quinta-feira (15), que a Casa Legislativa irá realizar uma audiência pública para debater o funcionamento das casas de farinha no Sertão do Araripe. O evento acontecerá as 19h da próxima quarta-feira (21) e contará com a presença da procuradora do Ministério Público Federal do Trabalho, Dra. Ana Carolina Lima Vieira. Todos os mandiocultores da região estão convidados.

No final do mês de maio deste ano, treze crianças e adolescentes, de três a 17 anos, foram encontrados trabalhando em três casas de produção de farinha de mandioca no município de Ipubi, sertão de Pernambuco, pelo grupo móvel de fiscalização do governo federal. A atividade está relacionada na Lista das Piores Formas de Trabalho Infantil, ou seja, proibida para menores de 18 anos.

Leia também

Fiscalização flagra criança de 3 anos trabalhando em casa de farinha…

Nesta terça-feira (13) o deputado Fernando Monteiro defendeu os proprietários das casas de farinha em Brasília. A classe política começou a se mobilizar, desde que a fiscalização começou a fechar as pequenas indústrias.

Uma das alternativas apresentadas pelo deputado é enquadrar a atividade das raspadeiras de mandioca como artesanal, dentro da agricultura familiar. Num primeiro momento, entretanto, os que os representantes das casas de farinha mais querem é a segurança de que, enquanto a atividade estiver sendo adequada, novas fiscalizações não interrompam o trabalho.

Na Secretaria de Trabalho, a resposta foi de que uma ação conjunta será empreendida para que se identifique ou até desenvolva um modelo ideal para o caso específico das casas de farinha.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.