Início Notícias Comissão Especial da Caprinovinocultura reúne órgãos ligados ao setor em PE

Comissão Especial da Caprinovinocultura reúne órgãos ligados ao setor em PE

34
Assessoria de Comunicação / Foto: divulgação

Nessa terça-feira (10), na Assembleia Legislativa, a Comissão Especial de Desenvolvimento da Cadeia Produtiva da Caprinovinocultura reuniu diversos órgãos ligados ao segmento em Pernambuco para colher dados que irão fomentar as atividades do colegiado. Estiveram presentes representantes do Instituto Agronômico de Pernambuco – IPA, da Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária – Adagro, Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco – AD DIPER, da Federação da Agricultura do Estado de Pernambuco – Faepe, da Companhia Nacional de Abastecimento – Conab, do Banco do Brasil e do Banco do Nordeste.

“Pernambuco se destaca como um dos maiores produtores de ovinos e caprinos no Brasil, mas ainda há muita dificuldade que envolve o setor. Hoje, nós pudemos ouvir de cada representante como os órgãos poderão contribuir no processo de desenvolvimento da cadeia produtiva da caprinovinocultura em nosso Estado. Durante a reunião, nós discutimos os principais gargalos da produção em Pernambuco e avaliamos caminhos de incentivo à comercialização. São muitos os desafios que envolvem o segmento e a nossa comissão terá um papel fundamental nesse processo”, salientou o deputado Fabrizio Ferraz, presidente do colegiado na Alepe.

De acordo com o deputado Waldemar Borges, vice-presidente da comissão, o Projeto de Lei nº 314/2019, que formula uma política estadual de incentivo à carprinovinocultura, apresentado em conjunto por ele e pelo deputado Fabrizio Ferraz, estabelecerá garantias importantes para o setor. “De todas as cadeias produtivas tradicionais, a caprinovinocultura talvez seja a que tenha recebido menos atenção. É preciso criar as ferramentas para garantir condições dignas de vida para os pequenos produtores”, considerou.

Para o representante do Ipa, Hidelberto Rodrigues, o apoio à cadeia comercial é a principal ferramenta para o crescimento da caprinovinocultura. “Nós temos que romper o paradigma, precisamos falar de cadeia produtiva, mas acima de tudo, aperfeiçoar a rede comercial”, disse.  O diretor-presidente da Adagro, Paulo Roberto Lima, defendeu a orientação ao produtor. “Nós, como órgão fiscalizador, temos um novo conceito de atuação. Antes mesmo de fiscalizar, o nosso trabalho é instruir o produtor”, ponderou. Já o diretor da AD Diper, Jaime Alheiros, considerou a importância de garantir a qualidade do rebanho. “Precisamos qualificar o mercado para que o nosso produto atenda aos critérios de exportação, por exemplo”, pontuou.

Ao final da reunião, o deputado Fabrizio Ferraz destacou a importância de ouvir cada instituição. “Hoje cada órgão presente deu a sua colaboração. Esse primeiro encontro foi de fundamental para o nosso trabalho. A partir de agora, munidos de todas essas informações e cientes do papel de cada entidade, nós iremos marcar diversas audiências públicas em regiões estratégicas para ouvirmos os criadores, produtores, compradores e toda a sociedade civil organizada ligada à caprinovinocultura em Pernambuco”, finalizou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.