Início Notícias Com cerca de 4 mil novas carteiras de trabalho assinadas em maio,...

Com cerca de 4 mil novas carteiras de trabalho assinadas em maio, PE tem aumento expressivo no saldo de empregos 

54
Foto: reprodução

Dados do Novo Caged apontam uma criação de empregos cerca de nove vezes maior do que no mesmo período do ano passado

 Pernambuco, mais uma vez, registrou saldo positivo de empregos no último mês de maio. Com a geração de 3.992 novos postos de trabalho formal, o Estado alcançou um aumento de 760% em relação ao saldo do mesmo mês do ano passado, quando foram criados 464 novos empregos. O resultado eleva para 8.810 o número total de postos gerados nos cinco primeiros meses deste ano. Os dados são do Novo Caged, divulgado pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), nesta quinta-feira (27).
 
“Os números do Novo Caged mostram que Pernambuco está no caminho certo e que as oportunidades de emprego e de uma melhor renda financeira estão surgindo para todas as pernambucanas e pernambucanos. Nós, que fazemos o Governo do Estado, queremos mais e vamos seguir firmes para que a nossa economia se desenvolva ainda mais e um número maior de pessoas possa ter sua carteira de trabalho assinada, com emprego decente e salário digno”, afirmou a governadora Raquel Lyra.
 
Além do saldo positivo de empregos, Pernambuco apresentou aumento no salário médio real de admissão. Correspondendo a R$ 1.889,96 em maio deste ano, a remuneração cresceu 4,35% em relação a abril (R$ 1.811,18) e é 9,11% maior que no mês de maio do ano passado (R$ 1.732,15). Com isso, a média salarial dos pernambucanos está acima da média do Nordeste, calculada em R$ 1.812,44. 
 
A secretária de Desenvolvimento Profissional e Empreendedorismo de Pernambuco, Amanda Aires, destacou o aumento da empregabilidade feminina no Estado. “O resultado é muito expressivo, com grande destaque para o setor de serviços. Isso mostra a força do Estado na geração de empregos e a capacidade de alocar os trabalhadores nas áreas produtivas mais aquecidas. Também é importante destacar que dos novos postos de trabalho gerados em Pernambuco este ano 11.546 são ocupados por mulheres”, enfatizou.
 
O saldo de empregos das mulheres nos primeiros cinco meses de 2024 foi positivo frente à criação de postos de trabalho para homens por conta da entressafra da cana-de-açúcar, que resulta no fechamento de mais vagas para a mão de obra masculina.
 
SETORES – A maioria dos grandes setores produtivos em Pernambuco apresentou saldo positivo de empregos em maio de 2024: Serviços (2.688), Comércio (993), Construção Civil (627) e Indústria (410). O setor da Agropecuária, devido a características típicas da atividade para este período do ano, foi o único a registrar saldo negativo (-725), influenciado, principalmente, pelo cultivo da uva (-421) e do melão (-226).
 
NOVO CAGED – O Novo Caged é um método de geração de estatísticas do emprego formal que capta informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (eSocial) e do sistema Empregador Web. A partir dos dados reunidos, é possível calcular a subtração entre o número de admissões e o de demissões ocorridas em um determinado período, obtendo-se o saldo (positivo ou negativo) de postos de trabalho formal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here