Início Notícias Após ação do STF, Bolsonaro diz que violação do “direito à livre...

Após ação do STF, Bolsonaro diz que violação do “direito à livre expressão” não “deve ser aceita passivamente”

235
Foto: divulgação

Presidente da República só comentou sobre a operação da Polícia Federal no inquérito das fake news na noite desta quarta (28)

Foto: reprodução

O presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), usou as redes sociais, na noite desta quarta-feira (28), para comentar pela primeira vez publicamente sobre a operação da Polícia Federal no inquérito das fake news no Estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Mato Grosso, Paraná, Santa Catarina e Distrito Federal. Entre os alvos dessa operação, estão 17 bolsonaristas. O presidente assegurou que a violação do “direito à livre expressão” não “deve ser aceita passivamente” no País.

“Estamos trabalhando para que se faça valer o direito à livre expressão em nosso país. Nenhuma violação desse princípio deve ser aceita passivamente!”, tuitou.

Confira a publicação

– Estamos trabalhando para que se faça valer o direito à livre expressão em nosso país. Nenhuma violação desse princípio deve ser aceita passivamente!

Mais cedo, Bolsonaro afirmou que os alvos da operação são “cidadãos de bem” e que o fato de eles “terem seus lares invadidos” pelo que ele chama de “exercer seu direito à liberdade”, “é um sinal que algo de muito grave está acontecendo com nossa democracia”.

– Ver cidadãos de bem terem seus lares invadidos, por exercerem seu direito à liberdade de expressão, é um sinal que algo de muito grave está acontecendo com nossa democracia.

Logo depois, o chefe do Executivo publicou um trecho de uma reportagem do Jornal Nacional, da TV Globo, onde o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, que é relator da investigação no STF, fala sobre a operação realizada nesta quarta e diz que “quem não quer ser criticado, quem não quer ser satirizado, fique em casa. Não seja candidato. Não se ofereça ao público. Não se ofereça para exercer cargos político”. Ao trecho da fala, Bolsonaro nomeou de “A liberdade de expressão segundo o Ministro Alexandre de Moraes”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.