Início Notícias Alexandre Arraes: “O futuro prefeito de Araripina vai fazer uma gestão compartilhada...

Alexandre Arraes: “O futuro prefeito de Araripina vai fazer uma gestão compartilhada com Trindade, Ouricuri e Petrolina”

620
alt

altA alfinetada no futuro gestor, foi devido às criticas que Arraes recebeu por ter indicado Glória Beatriz, que não é da cidade, para a Secretaria de Saúde.

Por Roberto Gonçalves / Foto: reprodução

Em sua última entrevista como prefeito de Araripina, Alexandre Arraes (PSB), fez um balanço da sua gestão nesta sexta-feira (23), no programa Canal Aberto pela rádio Arari FM. O socialista começou falando de infraestrutura e lembrou que recebeu uma cidade precisando de muitas obras. Segundo Arraes, na parte de pavimentação ele fez mais do que os dois últimos gestores juntos. Foram 5 bairros pavimentados e várias ruas asfaltadas. “A cidade foi muito prejudicada por duas empresas que começaram a fazer o serviço de esgotamento sanitário e não terminaram, que foram a Flamac e a OTL”, reclamou Arraes.

Na área da educação, o prefeito falou do projeto das Escolas Nucleadas, que recebem e juntam alunos de várias escolas e que seriam construídas11 unidades, mas só deu tempo concluir 04. Com relação as escolas do município, Alexandre lembrou do investimento com recursos próprios na recuperação de 100 das 132 escolas. Para Arraes o criação do PCC dos professores foi bastante importante para a categoria, apesar de aumentar a dificuldade da prefeitura para efetuar os pagamentos.

Alexandre fez questão de frisar, que o servidorpúblico teve várias conquista no seu governo, segundo ele, Araripina evoluiu muito nas conquistas sociais .

Respondendo a pergunta do presidente do SIMA, Thiago Silva, sobre o Arariprev, o prefeito disse que antes de deixar o governo vai resolver a questão dos aposentados, mas lembrou que a questão previdenciária é um problema nacional.

Na saúde, Alexandre lembrou que está deixando a UPA quase pronta, com R$ 1,5 milhãona conta para a conclusão da obra e que recebeu o município muito deficitário nesta área.

Sobre a fiscalização e realização de auditorias em obras no município, Arraes disse que ele próprio faz questão que isso aconteça.

Alexandre lembrou que durante a sua gestão, o governador colocou R$ 80 milhões em investimentos na cidade, citando obra por obra.

Sobre transparecia na sua gestão, o socialista fez questão de frisar que o município está em primeiro lugar no Sertão do Araripe nesse quesito.

A parceria da prefeitura com o hospital Santa Maria também foi lembrada na entrevista, principalmente a questão do Centro de Hemodiálise, que está prestes a ser entregue a população.

A oposição denunciou algumas inregularidades que teriam ocorrido no São João de 2014 e 2015 em Araripina, sobre o assunto, Arraes disse que o TCE fez algumas vistorias durante um dos eventos e não encontrou nenhuma irregularidade

Respondendo a uma pergunta do radialista Roberto Gonçalves sobre a Operação Paradise da PF, o prefeito disse que a sua gestão foi muito prejudicada com essa ação, principalmente porque várias obras foram paralizadas para serem investigadas e não puderam ser entregues a tempo.

No final da entrevista, Alexandre Arraes lembrou que foi muito criticado por colocar a secretária de Saúde Gloria Beatriz como titular da pasta. Segundo ele, a reclamação era porque ela não mora em Araripina, mas o futuro prefeito, agora vai fazer uma gestão compartilhada, trazendo profissionais de Trindade, Ouricuri e Petrolina, para assumir secretarias na sua administração.

alt

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here