Home Notícias Em doze anos, o PT conseguiu transformar o Brasil na pior economia...

Em doze anos, o PT conseguiu transformar o Brasil na pior economia da América Latina

0
Compartilhar
alt

alt

Entre os países latino-americanos, o México teve a melhor performance, com crescimento de 2,5%,o Brasil é o último.

O Globo

SÃO PAULO – A queda do Produto Interno Bruto (PIB) no primeiro trimestre do ano, de 1,6% em relação a igual período de 2014, colocou o Brasil próximo da posição de lanterninha entre as principais economias mundiais. Numa lista que analisa o desempenho de 33 países, compilada pela Austing Rating, o Brasil aparece na 31ª posição, à frente apenas da Rússia, que é alvo de pesados embargos impostos pelas economias ocidentais, e da Ucrânia, também em grandes dificuldades. Entre janeiro e março, a economia russa retraiu-se 1,9%, enquanto a ucraniana desabou 17,6%.

O Brasil aparece atrás até mesmo da economia da Grécia, que apesar da crise fiscal e de viver na eminência de uma insolvência, cresceu 0,1% no primeiro trimestre.

— Esse fato só reforça a condição crítica por que passa a economia brasileira. Onde está a crise externa ão utilizada pelo governo brasileiro para justificar o pífio crescimento, que agora se tornou decréscimo? — pergunta Alex Agostini, economista-chefe da Austin Rating e autor do ranking dos PIB.

Mesmo em desaceleração, a China cresceu 7% no trimestre e continua encabeçando o ranking da economias que mais crescem, seguida da Malásia (5,6%), Filipinas (5,2%), Indonésia (4,7%) e Taiwan (3,4%). Os Estados Unidos, são o oitavo colocado, com 2,7%, loga à frente da Espanha, cujo PIB cresceu 2,6%.

Entre os países latino-americanos, de acordo com a lista da Austin, o México teve nos primeiros três meses do ano a melhor performance, com crescimento de 2,5% sobre o primeiro trimestre de 2014, o que o coloca na 11ª posição do ranking. Em seguida, na 12ª, aparece o Chile, que cresceu 2,4% no período. O Peru, com expansão de 1,7%, ficou em 20º. O Brasil é o último.

Para Agostini, o desempenho do PIB brasileiro neste início de ano apenas confirma os equívocos cometidos pelo governo na gestão da economia nos últimos anos.

— É evidente que esse desempenho sofrível reforçam a tese de que houve profundos problemas ma gestão da política econômica brasileira, que combinava um expansionismo fiscal irresponsável com uma política monetária leniente com a inflação alta — diz Agostini.

No Banner to display

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.